Fechar
Buscar no Site

Empresa amiga do clã Sarney vai tocar as obras do Italuís

POR OSWALDO VIVIANI (JP)

Em nota intitulada “À boca pequena”, publicada no Informe JP do último dia 17, o Jornal Pequeno “previu” que a empresa Edeconsil Construções e Locações Ltda lideraria o consórcio escolhido para realizar as obras de substituição das tubulações do Sistema Italuís do trecho localizado no Campo de Perizes. A escolha foi resultado de uma concorrência pública do tipo “melhor preço” e os envelopes com as propostas foram abertos na terça-feira (24), na sede da Comissão Central Permanente de Licitação (CCL), no bairro do Calhau, em São Luís.

A fonte que repassou ao JP as informações que originaram a nota afirmou que a licitação seria “certamente dirigida” para que fosse escolhido o consórcio tendo à frente a Edeconsil.

Fernando Cavalcante, diretor da Edeconsil

“Numa concorrência desse tipo, de menor preço, abre-se a possibilidade de a empresa que o governo quer ver escolhida receber informações privilegiadas sobre os preços propostos pelos outros concorrentes, e então a empresa beneficiada apresenta um valor menor”, disse a fonte.

As empresas PB Construções e EIT também integram o consórcio vencedor, que propôs o valor de cerca de R$ 107 milhões para realizar o serviço no Sistema Italuís.

Os consórcios derrotados no processo licitatório foram o Serveng/Passarelli (apresentou proposta no valor aproximado de R$ 114 milhões); o Emsa/Etesco (proposta de cerca de 117 milhões) e o Servix / M.Martins/GM 5 (proposta de R$ 121 milhões, aproximadamente).

A proposta do grupo liderado pela Edeconsil vai passar por um processo de análise, e ainda cabem recursos dos outros consórcios que participaram da concorrência. Essa etapa deve durar aproximadamente 30 dias, mas dificilmente a Edeconsil deixará de ser agraciada com mais esse contrato.

Empresa amiga do clã – A Edeconsil Construções e Locações pertence ao empresário Fernando Cavalcante, conhecido como “Fernandão”, amigo do presidente do Senado, José Sarney, do empresário Fernando Sarney (filho do senador) e do secretário estadual de Saúde Ricardo Murad.

Nas eleições de 2010, a empreiteira foi uma das doadoras da campanha de Roseana Sarney ao governo do Maranhão, destinando um total de R$ 620 mil à então candidata. No ano anterior (2009), nos pouco mais de 8 meses da gestão roseanista, a empresa faturou, em contratos com o governo do estado, em torno de R$ 25 milhões.

Em todos os projetos considerados “filés” do governo Roseana, a Edeconsil tem sua fatia. Por exemplo, foi vencedora da concorrência para tocar um dos três lotes da obra da Via Expressa, que interligará as avenidas Colares Moreira e Daniel de La Touche.

A empresa de “Fernandão” também tem levado boa parte dos serviços de pavimentação e recuperação de rodovias, assim como executa a maioria de obras relacionadas com a Caema.

Investigada na ‘Boi Barrica’ – Já a EIT Empresa Industrial Técnica – outra integrante do consórcio escolhido – é notoriamente ligada ao grupo Sarney desde meados da década de 90, quando protagonizou o famigerado escândalo da “estrada fantasma” Paulo Ramos-Arame (MA-008), no governo Roseana Sarney.

Roseana – que sempre teve a EIT como generosa doadora de suas campanhas políticas – pagou à construtora, entre 1995 e 1996, R$ 33 milhões por uma estrada de 128 quilômetros de extensão que nunca foi efetivamente construída, interligando os dois municípios mencionados. O que existe no local até hoje é apenas uma intrafegável picada de terra batida. A Planor Construções e Comércio Ltda foi sócia da EIT na empreitada e com ela dividiu o “butim” da “estrada fantasma”.

Em 2008, a EIT – cujo dono é Romildo Teles Pinto da Frota – voltou ao noticiário ao ser flagrada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) praticando irregularidades múltiplas nas obras da ferrovia Norte-Sul, articulada com o “esquema Fernando Sarney-Ulisses Assad” na estatal Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. O sangramento de verbas públicas destinadas à ferrovia consta também do inquérito da Polícia Federal resultante da operação “Boi Barrica”.

Outro lado – Por telefone, o presidente da Comissão Central Permanente de Licitação do governo estadual, Francisco de Salles Baptista Ferreira, disse ao JP que “absolutamente não tem como vazar os conteúdos das propostas, a não ser que um concorrente conte para o outro”.

Ferreira acrescentou que a quebra de sigilo não é possível, pois os envelopes com as propostas são abertos diante dos concorrentes, de forma transparente, e qualquer pessoa pode participar desse ato.

(Com informações do blog do John Cutrim)

Não deu outra: Edeconsil na cabeça

Leiam a nota “À boca pequena”, publicada no Informe JP, na edição do dia 17 deste mês:

“Dizem em São Luís, à boca pequena, que a decretação de emergência no sistema de abastecimento de água em São Luís vai facilitar uma licitação dirigida para as obras de substituição das tubulações do Sistema Italuís, que custarão R$ 130 milhões.

A Edeconsil – presente em nove entre 10 dos chamados projetos ‘filé mignon’ do estado – já teria sido escolhida como ‘cabeça’ do consórcio vencedor para tocar a obra. É esperar para ver. A abertura dos envelopes com as propostas de preços será no próximo dia 24”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Empresa amiga do clã Sarney vai tocar as obras do Italuís”

  1. Usuário da agua e esgoto em são luis-ma disse:

    john. vc será capaz de pesquisar e informar se foi a alcoa ou o bird o financiador do projeto italuis……………. e igualmente o por quê da empresa contratada no caso da baiana OAS, na gestao do governador bionico joao castelo, não ter desenvolvido um trabalho de qualidade, inclusive o de não lhe ser permitido distanciar da br-135 a adutora no trecho do campo de periz ……… e de não ter aceito o tipo do material da confecção dos dutos adquiridos a alto custo em sabará-mg. é um oportuno escandalo que merece ser evidenciado, até para que o ricardão murad não incorra no mesmo prejuizo a população da capital.

  2. maria disse:

    Até aqui nenhuma novidade……com certeza o representante dessa empresa, é apenas um testa de ferro…………. comentar o que!!!!!!!!!!!! Eles mandam em tudo: Ministério Publico, Justiça, Assembléia Legislativa……….. enfim, é aguentar até o cacique passar dessa para uma PIOR!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. João araujo filho disse:

    O Fernandão já é conhecido, é la… velho das antigas isso ai é amigo do clã desde quando Fernando era menino e Roseana estudava no liceu.

  4. coelho disse:

    FERNANDÃO,TESTA DE AÇO.JONH TU LEMBRAS DO HELICOPTERO?AQUELE QUE CAIU EM CAROLINA.ZERADO,NÓS PAGAMOS E FERNANDÃO IRIA ALUGAR PRA RICARDO MURAD.ASSIM É FACIL…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens