Fechar
Buscar no Site

Guilherme Mulato participa de reunião para levar melhorias para o Vilagio do Cohatrac V, em São José de Ribamar

Com forte atuação nas comunidades de São José de Ribamar, o jornalista Guilherme Mulato esteve nesta quinta-feira (21), no Világio do Cohatrac V, em reunião com os moradores, que juntos, buscam no Governo do Estado, melhorias para o local. A reunião, uma iniciativa do advogado Euzivan Gomes, líder comunitário do bairro, contou com as presenças do secretário das Cidades, Márcio Jerry, do secretário-adjunto Júlio Pinheiro, e de lideranças locais.

Euzivan apresentou a lista dos principais problemas, entre eles, infraestrutura, mobilidade e o impasse com a construção de uma Praça, que se arrasta há anos. Mulato agradeceu a presença do secretário e parabenizou a comunidade pela união em busca dos direitos.

“Parabenizo a comunidade, que unida, busca direitos básicos, mas que são capazes de transformar a vida dos moradores. É justo destacar que mesmo não sendo competência do Governo do Estado, o mesmo tem atuado fortemente, transformando bairros ribamarenses, como o Jardim Turu, antes, conhecido pelas ruas intransitáveis e hoje, exemplo, com drenagem, pavimentação, e espaço de lazer de primeira, e é isso que quero pedir ao secretário Márcio Jerry, que faça do Világio do Cohatrac, um novo Jardim Turu, transforme este bairro em mais um exemplo para nossa cidade”, destacou Mulato.

O secretário das Cidades também parabenizou a comunidade pelo momento democrático e assumiu compromisso de ajudar a transformar a realidade da localidade.

“Chegando aqui já verifiquei o quão difícil está o acesso, e não vim para prometer, mas para assumir o compromisso de avançar. Tenho certeza absoluta de que como está, não ficará”, disse o secretário, que deu ordens para a equipe de engenharia para fazer o levantamento da situação das ruas e da área onde pode ser construída a Praça, sonho antigo dos moradores.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens