Fechar
Buscar no Site

Governo do MA começa a distribuir 200 mil cestas básicas; Caema aplica tarifa zero a 850 mil maranhenses

Como uma das medidas para reduzir o impacto econômico do coronavírus na vida das pessoas, o Governo do Maranhão começou, nesta terça-feira (24), a distribuir 200 mil cestas básicas à população que mais precisa. A ação é uma parceria com a Assembleia Legislativa.

A ideia é ajudar pessoas como ambulantes, que têm a venda reduzida por causa da menor circulação de pessoas nas ruas. A recomendação das autoridades sanitárias é que a população fique em casa para não ajudar na disseminação do vírus.

A entrega das cestas começou por ambulantes da Rua Grande, na capital. A distribuição foi feita na Casa do Maranhão, no Centro Histórico. “A ação vai se expandir progressivamente e chegará a todo o Estado, com o apoio dos deputados estaduais”, disse o governador Flávio Dino.

“É uma ação muito boa, maravilhosa para as pessoas que precisam desta ajuda neste momento de preocupação e insegurança. Veio em boa hora para que as pessoas fiquem em casa e mais tranquilas”, disse o artista César Peixinho, um dos beneficiados.

Secretário Anderson Lindoso (Foto: Handson Chagas)

“Estamos passando por  este período em que o distanciamento social está sendo fundamental para manter a curva baixa da propagação do coronavírus”, afirmou o secretário de Cultura, Anderson Lindoso, que participou da distribuição.

“Muitas pessoas estão sem trabalhar, as lojas estão fechadas, o comércio tá fechado. Então o governador Flávio Dino resolveu adquirir 200 mil cestas básicas para a gente doar a essas pessoas”, acrescentou.

Bairros e interior

Serão 200 mil cestas básicas (Foto: Handson Chagas)

Inicialmente, estão sendo atendidos grupos cadastrados em órgão oficiais, como é o caso dos ambulantes da Rua Grande. Eles estão cadastrados na Blitz Urbana. Em seguida, será a vez dos beneficiários do Mais Renda.

Também haverá sorteios em bairros de São Luís. Para não haver aglomeração, as cestas serão distribuídas gradualmente na Casa do Maranhão

O interior também está sendo contemplado. “É um trabalho que vai atingir todos os municípios. Durante a semana, começaremos em Imperatriz e, a partir daí, vamos distribuindo para mais cidades. Pedreiras e Trizidela do Vale também foram contempladas: as pessoas desabrigadas receberam da Defesa Civil parte das cestas básicas”, disse Lindoso.

Coronavírus: Caema aplica tarifa zero a 850 mil maranhenses

Cerca de 850 mil clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) terão tarifa zero para água nos próximos dois meses. A medida faz parte do plano de combate ao coronavírus (Covid-19) e foi editada no decreto nº 35.679, assinado pelo governador Flávio Dino.

O decreto dispõe que, até 23 de maio, ficam isentas de fatura clientes pessoa física cujo consumo é de até 10 m³ (dez metros cúbicos) por mês de água e esgoto, pessoas que integram o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e são residentes em município do Programa Mais IDH e pessoa jurídica em regime de condomínio inserido na Faixa I do Programa Minha Casa Minha Vida.

“A isenção atinge os que mais precisam. São 850 mil pessoas que serão beneficiadas em todos os municípios em que a Caema atua. Essa medida e mais as 200 mil pessoas já beneficiadas pela gratuidade do Programa ‘Viva Água’, somam mais de 1 milhão de maranhenses assistidos pelo Governo do Maranhão”, garantiu André dos Santos Paula, diretor-presidente da Companhia.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Governo do MA começa a distribuir 200 mil cestas básicas; Caema aplica tarifa zero a 850 mil maranhenses”

  1. Aston Beckman disse:

    BOLSONARO NÃO DESPERDIÇA CHANCE DE RETALIAR NORTE E NORDESTE, MESMO QUE ISSO POSSA RESULTAR EM MUITAS MORTES.
    OS 9 governadores nordestinos, sentindo-se desprezados por Bolsonaro, no enfrentamento ao Coronavírus, reuniram-se com autoridades do governo chinês, de receberam promessa de ajuda.

    Bolsonaro tentou reter ventiladores pulmonares do Recife

    Governo federal preparou um documento para confiscar equipamentos adquiridos pela prefeitura, segundo colunista

     POR PAULO UCHÔA | SEG, 23/03/2020 – 18:10

    O Tribunal Regional Federal da 5ª Região barrou uma documentação do governo federal, que visava confiscar ventiladores pulmonares comprados pela Prefeitura do Recife. A gestão de Geraldo Julio adquiriu cerca de 200 equipamentos de sociedades empresariais. De acordo com o jornalista Jamildo Melo, a TRF5 atendeu ao pedido de proibir a posse dos ventiladores adquiridos pela prefeitura. 

    https://m.leiaja.com/politica/2020/03/23/bolsonaro-tentou-reter-ventiladores-pulmonares-do-recife/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens