Fechar
Buscar no Site

Gangues estragam festa promovida pela Mirante

Do Jornal Pequeno

Terminou com muita pancadaria e violência o 11º Festival de Musica Carnavalesca, promovido pelo Sistema Mirante de Comunicação, no último sábado, 28 de janeiro, no Ceprama. É preciso deixar claro que a confusão não foi gerada por causa do resultado do certame, mas foi promovida por vândalos de gangues, segundo informações de quem estava no local.

Como se diz na gíria popular ‘o pau cantou na casa de noca’. Todo tumulto começou durante a sessão de divulgação do evento, em meio a apresentação do grupo ‘Bicho Terra’. O saldo foi que muita gente saiu ferida, pessoas desmaiadas, não faltaram cadeiradas e o pânico tomou de conta do espaço do Ceprama, em cenas de pura barbárie. O que muita gente não entendeu foi a presença de apenas uma viatura da Polícia Militar. A ação dos integrantes das duas gangues foi boa parte freada pelo pessoal da segurança, que tiveram muito trabalho para colocar para fora os desordeiros.

Em razão de toda confusão, não teve como a festa prosseguir, o que deixaram frustrados os vencedores, torcidas e o público em geral, diante de tanta violência. Só restou a direção do Festival, promovido pelo Sistema Mirante, encerrar a festa, já na madrugada de domingo.

A música “Pra largar essa mulher”, de Allyson Ribeiro e Dany Coelho Ribeiro e interpretada por Allyson Ribeiro, foi a vencedora do festival, e faturou a premiação de R$ 10 mil. Em segundo lugar ficou “400 Carnavais” de José Paulo Costa Carvalho e interpretada por Zé Paulo, Chico Chinês, Chico Nô e Nivaldo Santos. Com a segunda colocação, o autor recebeu um cheque de R$ 4mil.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Gangues estragam festa promovida pela Mirante”

  1. pericles disse:

    Provavelmente tem dinheiro da Prefeitura de São Luis e/ou da Embratur na confusão.
    Com certeza os donos do Motel Saramantha NÃO financiaram a baderna, já que com o dinheiro deles, nada feito.

  2. Luciana Nogueira disse:

    É pena, que esse povo não se una pra fazer uma revolução aqui no Maranhão, olha que estou de revolução mesmo, não é aquela mesma citada pelo diabo de saia da Roseana não, isso que ela chama de revolução parece mais, furação, ou um arrastão como ela mesmo dizia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens