Fechar
Buscar no Site

Flávio Dino tenta, mas Justiça Federal nega interrupção de voos comerciais para o MA

O governador do Maranhão, Flávio Dino, divulgou por conta no Twitter, na manhã deste sábado (21), o esforço feito a fim de diminuir a entrada de pessoas no estado. Mais um modo de combater a proliferação coronavírus, no território nacional.

“Em face da emergência sanitária, ingressamos na Justiça Federal pedindo a interrupção de voos comerciais de passageiros para o Maranhão, evidentemente com exceções a cargas e casos urgentes a serem analisados. Infelizmente o juiz negou a liminar”, contou o governador, um dia após a confirmação do primeiro caso confirmado de coronavírus no Maranhão.

Em outra publicação, Flávio Dino relatou a justificativa apresentada pela Justiça Federal: “Infelizmente o juiz considerou que a atribuição pertence ao Governo Federal”.

Em entrevista na sexta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro criticou o estados que estão tentando limitar voos. Para ele, manter a economia é mais importante nesse momento de crise na saúde mundial. “A economia está parando, está parando. Estão tomando medidas, no meu entender, exageradas”, defendeu o presidente.

Judicialização

No Maranhão, foi preciso que o Governo entrasse na Justiça para que fosse autorizada a fiscalização sanitária, que fora barrada pela Anvisa. A medida é importante, porque identifica possíveis pessoas infectadas que entram no estado, dando o encaminhamento necessário para confirmação e tratamento.

A negação constante de iniciativas dos governantes para defender os estados lembra até uma tentava do presidente de boicotar as federações, o que seria uma crueldade.
O governador Flávio Dino reitera, em entrevistas e aparições públicas, que apenas a união de esforços será capaz de barrar o coronavírus. A cada impedimento, vidas ameaçadas.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Flávio Dino tenta, mas Justiça Federal nega interrupção de voos comerciais para o MA”

  1. Aston Beckman disse:

    Itália é um país muito rico, a alfabetismo próximo a zero, com uma população próximo a 60 milhões de habitantes, e uma extensão territorial quase equivalente à do Maranhão.
    Italianos são remanescentes do povo romano, beligerante, que sustentou um império de meio mundo, por força da ação bélica, guerreando. Já sobreviveram a muitas epidemias e a duas guerras mundiais na vanguarda. Ou seja: uma gente, que traz na genética a frieza e o instinto de sobrevivência, calibrado para superar adversidades…….
    Brasil, com cerca de 8,511 milhões de quilômetros quadrados, 2,15 milhões de habitantes, (segundo o ministro Henrique Mandetta). Nossa população tem uma cultura irresponsável: desrespeitar regras e leis, reunir-se em malocas para diversões regadas a álcool, drogas etc. Temos uma taxa de analfabetos significante. Além da figura do fideísta – aquele que troca a fé pela razão – e costuma dizer: “Isso não vai acontecer, porque “deus” não deixa”

  2. Mandioca disse:

    Um país que elege um VAGABUNDO, MARGINAL, MILICIANO e ASSASSINO como presidente, comprovadamente é um país de VAGABUNDOS. A diarreia mental que AINDA PERSISTE numa ( felizmente) parcela cada vez menor de aleijados mentais que AINDA aplaudem esse MARGINAL, nos mostra que o COVID 19 encontrará um campo fértil para matar pelo menos UM MILHÃO de brasileiros. Como Deus é grande, COM CERTEZA despachará mais de 90% desses admiradores de MILICIANOS diretamente para o INFERNO.
    BRASIL, um vira latas entre as Nações e , BRASILEIRO, um vira latas entre os homens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens