Fechar
Buscar no Site

Flávio Dino rebate Bolsonaro: “Deveria fazer algo útil e não passear de jet ski”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), rebateu, neste domingo (10/05), acusações virtuais disparados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre as medidas protetivas determinadas no estado.

Pelo Twitter, Bolsonaro havia comparado o chamado lockdown – confinamento em português – instituído em cidades como São Luís (MA) ao caos social vivido pela Venezuela. “O chefe de família deve ficar em casa passando fome com a sua família. Milhões já sabem como é viver na Venezuela”, escreveu o capitão do Exército reformado.

As imagens trazem um policial militar, com a bandeira do Maranhão estampada na farda, em um procedimento de revista dentro de um ônibus. O agente de segurança pergunta se os passageiros estão se deslocando por motivo de “atividade essencial” —ou seja, dentro das exceções previstas pelo decreto que enrijeceu a quarentena no estado em decorrência da pandemia do coronavírus. O material mostra ainda o PM pedindo às pessoas sem documento e/ou “declaração de que vai trabalhar” que desçam do coletivo. Não é possível identificar a autoria do vídeo, tampouco se ele foi realmente registrado no sistema de transporte público maranhense.

Dino também usou a mesma rede social para contra-atacar. Em sua conta no micro-blog, o governador maranhense diz que Bolsonaro tenta “sabotar” as medidas sanitárias.

Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo. E finge estar preocupado com o desemprego. Deveria então fazer algo de útil e não ficar passeando de jet ski para “comemorar” 10.000 mortos”, escreveu o governador.

Se Bolsonaro morasse em São Luís, não teria como se deslocar para apoiar coronavírus, passear de jet ski e fazer números de “humor”. Por isso ele se preocupou com a restrição a atividades não essenciais. Afinal, o seu atual cotidiano nada tem de essencial para a nossa Nação“, completou Flávio Dino.

Veja a publicação:

O governador do Maranhão se referia ao passeio do presidente de ontem à tarde no Lago Paranoá revelado pelo Metrópoles. Neste mesmo dia, o Brasil bateu a marca de 10 mil mortes em razão do coronavírus. Com Metrópoles e UOL

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Flávio Dino rebate Bolsonaro: “Deveria fazer algo útil e não passear de jet ski””

  1. antonio muniz disse:

    Andar de Jet Ski é crime senhor governador?
    Para o senhor, o que quer dizer: fazer algo útil? Fazer algo útil é todos os dias se postar diante das redes caríssimas de televisão e propagar a 4 ( quatro )ventos que o senhor é candidato à previdência da república mesmo sabendo que as pesquisa apontam que o senhor terá menos que 2% dos votos deste pais? Senhor Governador: Que diabo o senhor está fazendo para conter o “VAVALO DE TROIA MADE IN-CHINA” JÁ QUE, MESMO COM A PRISÃO DOMICILIAR DERCRETADA PELO SENHOR, E PELO JUDICIÁRIO , os coices do CAVALO DE TROIA MADE IN-CHINA , CONTINUA MATANDO PESSOAS, mesmo quando a POLÍCIA DO ESTADO é obrigada a SEGUIR SUAS ORDENS de restrições de liberdades ? Quem foi que disse que prender as pessoas em casa e jogando a chave fora evita que o Vírus se Espalhe produz resultados satisfatórios ? Senhor governador, o senhor tem todo o direito de cidadão de não gostar de Bolsonaro… Isso é pessoal e eu não tenho nada com isso , mas acusar o presidente de irresponsabilidade é irresponsável de sua parte! Sabe porque governador, o senhor em vez de governar , faz política com o governo que o povo de minha terre deu para o senhor… Com o intuito de ser presidente, mas , com 1,5% de intenções , o senhor será sempre visto com implacável. Que diabo tenho eu se o senhor andar de jegue ou de Ferrari? Isso é irrelevante neste momento, já que relevantes são as ações de controle epidemiológicos e a responsabilidade com a economia , porque todos sabem que em campos de concentrações como os feitos na segunda Guerra mundial por “Hitler e nos governos comunistas da URSS , ou nos tempos de Mao Tse Tung” com a Revolução Cultural fizeram com que muita gente morresse de surtos endêmicos e pandêmicos . Campo de concentração, é um recurso de extermínio coletivo, e o Covid-19 , está permitindo que isso seja feito em microssistemas… Sabe senhor governador ao covid-19 , prefiro chamar de “Vírus do PCC” dentro das regras de liberdade que me assegura a constituição… Meu senhor , em que lugar do mundo _neste caso em particular, o confinamento forçado de pessoa evitou isso que os senhores chamam de elevação e queda da curva? Nova Iorque, fez o famoso Lockdown, e ficou demonstrado que o local de maior contágio foi nos confinamentos domiciliares…Porque isso acontece? Sabe senhor , esse vírus é desobediente a quaisquer que sejam as regras sanitárias, visto que por ser novo e desconhecido, também pode ser comparado com o Pegassus, aquele cavalo alado de patada forte e bafo aterrorizante e mortal…Mata , principalmente aqueles que estão dentro dos grupos de risco! Eu estou dentro desses grupos, sou diabético e 70 anos…Mas , de acordo com o governador de Nova Iorque , esse monstrinho desconhece , idade, sexo, condição econômica e financeira e de riscos ! Sendo assim, o Jet Ski do presidente ou os helicópteros que o senhor usa, faz pouca ou nenhuma diferença!

  2. Lora disse:

    Descaramentos desse Governador . Helicóptero veja os gastos. Fazer campanha para ser presidente da República em plena pandemia. E demais

  3. Daniel disse:

    Essa “porca de maiô”, ou “papada de porco é engraçada mesmo. Quer dizer que ela, digo ele passa o tempo todo agredindo o tal do Bolsonaro(que é o presidente da república e, querendo ou não deveria merecer um tratamento respeitoso de seu cargo pelos governadores) e ai quando o mesmo vai e resolve responder a altura, me chega o Flávio Dino com essa palhaçada: “Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo.”. No mínimo um certo cinismo e cara de pau, não é mesmo governador? Aprenda a escutar as respostas, principalmente daqueles que vossa excelência tanto ataca. Trata-se de uma reciprocidade, ok?
    Por fim, se o Bolsonaro está esquiando, correndo, ou sabe lá Deus fazendo o que, isso é problema dele e não teu. Pelo que eu vi; a parte dele está sendo feita: destinou uns R$ 700 bilhões de reais para o combate ao covid-19. Apenas para o Maranhão foi uma dinheirama(arrisco a dizer que foi mais de R$ 500 milhões ou mais). O teu problema, governador é cuidar do caos sanitário em que o nosso estado se encontra e, com os indices a cada dia que passa piorando. Tome tenência e jeito de homem, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens