Fechar
Buscar no Site

Felipe Camarão explica decisão do STJ sobre indenização por divulgação de print de conversa de WhatsApp

Foto: Reprodução

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que divulgar conversas de Whatsapp sem o consentimento dos participantes ou autorização judicial gera o dever de indenizar sempre que for constatado dano.

O entendimento foi alcançado no julgamento do recurso de um homem que fez captura de tela de conversa de um grupo do qual participava no WhatsApp e divulgou as imagens. Ele já havia sido condenado nas instâncias inferiores a pagar R$ 5 mil para um dos participantes que se sentiu ofendido.

O professor de Direito e secretário de Educação, Felipe Camarão, explicou a decisão. “Quando o print é vazado gera indenização por dano moral. Muito cuidado com prints e vazamentos, afinal de contas quando a gente está conversando com alguém, é claro que a gente quer ter a nossa intimidade e a privacidade preservadas”, orienta.

Veja no vídeo acima.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens