Fechar
Buscar no Site

Falta à governadora Roseana Sarney ainda entregar mais 69 hospitais

Com a entrega dos hospitais de Lago dos Rodrigues e Paulino Neves e da UPA do Parque Vitória, falta à governadora Roseana Sarney concluir as obras de mais 69 hospitais do Programa ‘Saúde é Vida’. Lançado por ela em setembro de 2009, o ‘Saúde é Vida’ prevê a construção de 72 hospitais e de dez da Unidade de Pronto Atendimento (UPAs).

Reeleita para mais quatro anos de mandato, Roseana prometeu durante a última campanha eleitoral e no ato de assinatura para a construção dos hospitais, em setembro de 2009 – ao lado do secretário de Saúde Ricardo Murad –, entregar os 72 hospitais funcionando, equipados e com quadro de pessoal até o final do ano passado (2010). (Veja aqui e aqui). Desse total, 64 hospitais de 20 leitos e 8 hospitais de 50 leitos.

Passados noves meses do prazo dado para a conclusão de todos os 72 hospitais, o que a governadora Roseana Sarney conseguiu até agora foi fazer a entrega apenas de dois, isso em meio a denúncias de supostas irregularidades no processo licitatório e fraudes nos repasses feitos a empreiteiras na execução da construção dos mesmos. Por esse ritmo, de dois hospitais a cada noves meses, serão necessários 27 anos para entregar todos os 72 hospitais.

O projeto de construção dos 72 hospitais já tem um custo superior a R$ 418 milhões e corre o risco de virar mais um imenso monumento à corrupção. Relatório da Procuradoria de Contas maranhense, obtido com exclusividade pela revista ISTOÉ, acusa o governo de fraudar o processo licitatório, pede a devolução de parte dos repasses e a aplicação de multa ao secretário de Saúde, Ricardo Murad, cunhado da governadora.

Em discurso na Assembleia, o líder do Bloco Parlamentar de Oposição (BPO), Marcelo Tavares (PSB), denunciou que houve fraude na licitação que permitiu a contratação da Proenge Engenharia, empresa contratada para gerenciar e fiscalizar a construção dos hospitais do programa Saúde é Vida.

Segundo Marcelo, o secretário de Saúde Ricardo Murad fez um novo aditivo ao contrato da Proenge, elevando para cerca de R$ 50 milhões o volume de recursos.

Marcelo Tavares assegurou que a empresa foi contratada com dispensa de licitação por R$ 5,7 milhões e depois fez um contrato de R$ 17 milhões, que foi aditivado, chegando a quase R$ 30 milhões. De acordo com o líder do BPO, agora o secretário de Saúde prorrogou o mesmo contrato, elevando o volume de recursos para cerca de R$ 50 milhões. Para efeito de comparação, o custo geral da construção das 72 unidades chega em média a R$ 142 milhões.

Marcelo mostrou ainda que a empresa JNS Canaã Construções e Paisagismo Ltda. – contratada por mais de R$ 20 milhões para construir hospitais em Apicum-Açu, Araguanã, Bacurituba, Cajari, Governador Newton Belo, Matinha, Palmeirândia, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Serrano do Maranhão e Zé Doca, onde os serviços foram abandonados ainda no ano passado e que no final de julho de 2010 recebeu cerca de R$ 6 milhões do Estado para construir os hospitais – fez no dia 3 de agosto de 2010 (dois meses antes da eleição) uma transferência de R$ 300 mil para o comitê financeiro único do PMDB, partido da então candidata ao governo Roseana Sarney.

De acordo com denúncia da Revista IstoÉ, publicada na edição deste mês do seminário, a construção dos hospitais de 20 leitos foi dividida em seis lotes, na qual três deles simplesmente não entraram na licitação. Foram entregues a três empreiteiras diferentes: Lastro Engenharia, Dimensão Engenharia e JNS Canaã, que receberam quase R$ 64 milhões em repasses e nem sequer construíram um hospital.

A JNS Canaã é um caso ainda mais nebuloso. Os procuradores afirmam que a empreiteira, filial do grupo JNS, teve seu ato constitutivo arquivado na Junta Comercial do Maranhão em 24 de novembro de 2009, dias antes de fechar contrato com o governo. A primeira ordem bancária em nome da JNS saiu apenas quatro meses depois, em 16 de abril de 2010. Sozinha, a empresa recebeu R$ 9 milhões, não concluiu nenhum dos 11 hospitais e teve seu contrato rescindido por Ricardo Murad. Antes, porém, a mesma JNS doou R$ 700 mil para a campanha de Roseana, por meio de duas transferências bancárias, uma de R$ 450 mil para a direção estadual do PMDB e outra de R$ 300 mil para o Comitê Financeiro, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral.

A Dimensão Engenharia e Construção Ltda., outra das contratadas sem licitação, foi ainda mais generosa ao injetar R$ 900 mil no caixa do partido durante a eleição. A Lastro Engenharia, por sua vez, repassou aos cofres peemedebistas mais R$ 300 mil. A empresa conseguiu dois contratos com dispensa de licitação: a reforma do Hospital Pam-Diamante, em São Luís, e a construção de hospitais de 20 leitos. Além disso, foi uma das vencedoras da disputa (licitação número 302/2009) para erguer unidades de saúde com 50 leitos. Esses contratos foram aditivados em 25% (o limite legal previsto pela legislação). Ao todo, a empreiteira faturou R$ 58 milhões. O uso do limite para elevar o valor dos contratos foi utilizado também por outra construtora, a Ires Engenharia.

Diante das denúncias, ao invés de dizer que a oposição “sempre tem uma visão contrária de tudo que a gente faz, puxam pra trás”, a governadora Roseana Sarney deveria vir a público e dar explicações do cipoal de irregularidades e supostos atos de corrupção que marcam o seu governo. No entanto, prefere fugir dos questionamentos recorrendo a retórica de discursos politiqueiros, vazios e consistência. Ou será que mais uma vez o discurso da oposição “é preconceito contra a mulher”?

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

13 respostas para “Falta à governadora Roseana Sarney ainda entregar mais 69 hospitais”

  1. ROBERTO OJUARA disse:

    69 Roseana e Ricardo. 69!!!

  2. RICARDO disse:

    SÓ QUEM ACREDITA EM SACI PERERE E PAPAI NOEL VAI ACREDITAR QUE UM DIA ESSES HOSPITAIS VAM SER CONSTRUÍDO POR ROSENGANA.

  3. FABIO WILIAM disse:

    TALVES ATÉ O FINAL DO GOVERNO DELA ,ELA CONSEGUIRÁ ENTREGAR PARA PODER FAZER POLÍTICA .
    PARA TER O QUE MOSTRAR NA ELEIÇÃO.
    ESSE PROGRAMA “SAÚDE é VIDA” TÁ MINADO DE CORUPÇÃO É AI QUE TÁ A PEDRA NO SAPATO DESSE GOVERNO IMCOMPETENTE.

  4. Dinho disse:

    FALTA A OPOSIÇÃO ENTREGAR PELO MENOS UM

  5. Eufranzino Primeiro disse:

    RAPÁ, as únicas figuras que não se ver neste hospitais inaugurados são o quadro de capital humano, ou seja, servidor público da área (médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem).Agora, comitiva de bajuladores tem muito e inclusive a maior representante do Ministério Público, diga-se de passagem, indicação direta do “Boneco de Olinda” – Ricardo Murad – só faltou o representante do TCE-MA.
    Os blogueiros de plantão “hienas”, ainda tem a cara de pau de DESinforM”Á”R a população que houve uma atendimento frente a governadora. É muito sinismo. Outra tem imagem com Bulcão sorrindo falso e imagem, no blogueiro bocão, sem Bulcão…rsrsrsrsrs are éguas, ops! Jumentos. KKKKKKKKKK

    TITULO: Melhor governo da vida dela e os ISPIRIENTE TOCADOR DE OBRA (O CORETO DA PRAÇA DEODORA TÁ TODA OBLADA)!

    CONCEITO: É o PlaneJUMENTO, ONDE SUAS CONSEQUÊNCIAS SÃO: o foco é tratar o cidadão como seres inferiores e sem direito a justiça!

    Planejamento e Plane”JU”mento: parecidos, mas bem diferentes quanto ao quem toca.

    exemplo: Grife nos exemplos, abaixo, o que é Planejamento e Plane”JU”mento, responda rápido.

    – Quais são seus Planejamentos e Plane”JU”mentos para este final de semana na expoema, praia de bosta, visitar o centro da cidade….?
    – Já está tudo Planejamentos e Plane”JU”mentos para o Carnaval?
    – Você já traçou um Planejamento e Plane”JU”mento para os próximos 400 anos, aliás ano que vem, já tem até candidato pré-eleito?
    – Quem cuida do Planejamentos e Plane”JU”mentos urbano de São Luis ou do estado do Maranhão para que a cidade ou as cidades cheguem ao caos (cheias, inundações, decreto de emergência, dengue, sinuzite…) que está por causa das chuvas?
    – Quais são os Planejamentos e Plane”JU”mentos nas delagacias ou presídios a sofrerem rebeliões no estado cronograma – prazo para execução-: mês de fevereiro a junho.

    Uma para alta corte de ju#tiça que é cega, más, nós vê a inju$tiça! NOTA DEZ!

    -Quantos prefeitos estão no planos, planejamentos, plane”ju”mentos para serem absolvidos por crimes de improbidade administrativas, malversação do erário público, nepotismo, descumprimento de lei etc….?

  6. REGINA disse:

    ESSES UPA QUE ROSEANA ENTREGROU DOIS OU TRES APENAS SÃO O QUE MESMO?, SÃO HOSPITAIS OU SÃO POSTOS DE SAÚDE QUE MAL FUNCIONAM ME DIGA CUTRIM, EU QUERO SABER POR FAVOR!!

  7. entao se sao 72 hospitais mais 10 upas… entao sao 82 hospitais…..

  8. Ruim de conta disse:

    John, peraí. Eu sou mesmo ruim de conta: se são 72 e ela entregou dois (o de Lago dos Rodrigues e o de Paulino Neves), não faltariam, então, 70 hospitais?

  9. sil disse:

    Essa conta nao bate tá igual aos buracos do teu pai Castelo, tapa um aparece 100.

  10. Dinho disse:

    AOS BALAIOS ESQUERDOPATAS DE PLANTÃO. NÃO SEJAM HIPÓCRITAS. QUANDO PRECISAREM DE ATENDIMENTO MÉDICO VCS DEVEM PROCURAR OS SOCORRÕES DE VOCÊS. NÃO SEJAM HIPÓCRITAS DE IR PRA OS HOSPITAIS DE ROSEANA. CONTINUEM COM O QUE OFERECE OS POLÍTICOS QUE VOCÊS AMAM.
    Castelo embargou também construção da UPA da Cidade Operária
    http://gilbertoleda.com.br/index.php/2011/09/02/castelo-embragou-tambem-construcao-da-upa-da-cidade-operaria/

    E aí “oposição”, ou melhor, pé de coelho, é pra ficar maravilhado ou não?
    http://caiohostilio.com/?p=7944

    JÁ TEM OPOSICIONISTA ELOGIANDO DIZENDO O QUANTO FOI BEM ATENDIDO NOS HOSPITAIS DA GUERREIRA. DUVIDO QUE QUE TENHAM O MESMO DISCURSO A RESPEITO DOS SOCORRÕES DOS BALAIOS KKKKKKKKKKKKKKKK

  11. Dinho disse:

    Ei John explica esse milagre.

    Como Castelo se fosse realmente construir o tal Corredor Urbano passando pelo mesmo local da Viz Expressa nao ia afetar o meio ambiente.

    Segundo seu blog vc mesmo ecreveu

    O projeto do Novo Corredor de Transporte Urbano de São Luís (Etapa 1) inicia-se na Avenida Ferreira Gullar (se interligando com a ponte do São Francisco), cruza a Avenida Carlos Cunha e segue até a Cohab, margeando o Rio Anil, num total de 12,37 km de vias sem cruzamentos de nível.

    O novo corredor terá 10 estações de embarque e desembarque de passageiros, passarelas, uma estação de transbordo, ciclovias, 11 bicicletários (estacionamento para bicicletas), corredores exclusivos de ônibus e estrutura de elevação, com sistema de acessibilidade, numa área de influência de 44 bairros – o que corresponde a 450 mil habitantes.

    O secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Domingos Brito, explicou que o projeto do Novo Corredor de Transporte Urbano de São Luís margeia o Rio Anil, cruzando com a Avenida Casemiro Junior, passando pelo Cruzeiro do Anil até chegar à Avenida Jerônimo de Albuquerque.
    Ela seria toda aérea? kkkkkk

    http://www.jornalpequeno.com.br/blog/johncutrim/?p=16936

  12. Muchas gracias por darnos información con los blog, un saludo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens