Fechar
Buscar no Site

Faculdade do Maranhão deixa alunos sem se formar por falta de credenciamento no MEC

O sonho de concluir um curso superior virou pesadelo para estudantes de uma faculdade particular no Maranhão.

Na hora de receber o diploma, alunos da Faculdade do Leste Maranhense (Falma) descobriram que a instituição não tem credenciamento do Ministério da Educação.

Alunos que se sentiram prejudicados procuraram o Procon do Maranhão, no município de Codó.

Sem a autorização e o reconhecimento dos cursos junto ao ministério, os diplomas não têm nenhuma validade. Tairinne Morais, chefe do Departamento Jurídico do Procon, relata o que foi constatado na investigação.

Esta semana, o Procon entrou com uma ação na Justiça pedindo a suspensão das atividades da faculdade e a condenação por danos morais coletivos, no valor de R$ 1 milhão.

O diretor da Falma, Vanderly Gomes, confirmou que a faculdade não é credenciada no Ministério da Educação, mas afirmou que a instituição fez parceria com a Uniasselvi, de Santa Catarina, devidamente certificada, para o próximo semestre.

Vanderluy reconhece que os alunos que já se formaram terão que fazer mais disciplinas para se adequar à grade da instituição parceira.

Segundo a advogada do Procon, o diploma não está garantido. Para quem pretende fazer um curso superior, Tairinne orienta que, antes de se matricular, o aluno verifique se a instituição de ensino é credenciada. No site do MEC é possível verificar as instituições de educação superior e cursos cadastrados.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

6 respostas para “Faculdade do Maranhão deixa alunos sem se formar por falta de credenciamento no MEC”

  1. jonas vaquer disse:

    É UMA ESCULHAMBAÇÃO ALÉM DE UMA GRANDE VIGARICE. Faculdade do Leste Maranhense (Falma) MAIS CONHECIDA COMO 171. VAI DEVOLVER A GRANA QUE EMBOLSOU AOS ALUNOS?

    E O MINISTERIO DA EDUCAÇÃO NAS MÃOS DO PERIGOSO MICHEL TEMER…FALA MENDONCINHA?
    O MEC NÃO FISCALIZA?

    FALMA = FAZEMOS LAMBANÇA NO MARANHÃO !!!

  2. Benigno Dias disse:

    Certa vez, ouvi um sociólogo caipira levantar uma hipótese acerca da etinogenia brasileira, a qual merece uma reflexão dalguém que não seja brasileiro. Segundo o estudioso, nós somos um povo dado a fraudes, porque a gente já nasce envolto por fraldas. Essas faculdades particulares, majoritariamente, são vendas disfarçadas de “depromas”. Delas são defecados lixos profissionais para a fossa do mercado de trabalho. Logo, logo cães da classe media também vão reivindicar o direito de embarcar nessa onda do bacharelismo. Hoje, se o cara tem predisposição ao crime e/ou pertence a uma prole bandida, qual a primeira guinada do bacana? Engendrar uma graduação em ciências jurídicas numa faculdade PPP – Pagou Pescou Passou. Os pais cínicos, ainda saem arrotando pelos quatro csntos: “Lá in caza noz tem quatro dotôs”.

  3. Mandioca disse:

    O Maranhão é o paraíso de arapucas como UNICEUMA, UNIVIMA, UFMA, UEMA, UNIRUCA , UNIRALHO ( Universidade do Caralho) e outras merdas.
    John, qual a arapuca que tu frequentastes?

    Resposta: Ufma e Uema

    • Mandioca disse:

      E tu acreditas que UEMA e UFMA sao diferentes das outras arapucas por serem públicas?
      Como fiz um curso de VERDADE, numa universidade de VERDADE e principalmente num PAÍS DE VERDADE, quero que esses “doutores” em ANEDOTAS e em CHAMPANHOTAS se fodam.

      Resposta: Qual a universidade?

      • Mandioca disse:

        è muito mais provável Lula pronunciar de forma correta a palavra TRIPLEX do que tu pronunciares a palavra Massachusetts. Mas vou te dizer , foi num tal de MIT, lá pras bandas do Paraguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens