Fechar
Buscar no Site

Ex-governador desmonta farsas de Roseana

Por: José Reinaldo Tavares

O gabinete da governadora Roseana Sarney virou uma verdadeira plataforma de lançamento. Só que nesse caso, é para lançamento de factóides. Todos os dias um é lançado dali. E o mais interessante é que após a festa de lançamento, a governadora esquece do programa e , pior, considera o problema resolvido.

O mais recente foi protagonizado por ela e pelo Ministro de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco. O ministro, embora seja um político experiente, parece não gozar da confiança da presidente, já que é fruto de uma imposição feita pelo PMDB. Assim, neste primeiro ano da gestão Dilma, só teve um despacho com a chefe do governo. E para piorar, não tem orçamento nenhum que lhe permita fazer ou estimular qualquer coisa.

Mesmo assim, propaganda do governo fala maravilhas do encontro da governadora com o ministro, mas o release jornalístico do encontro distribuído pela Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos diz o seguinte: ‘foi assinado acordo de cooperação técnica com o governo do Maranhão para realização de estudos e formulação de políticas que assegurem o aperfeiçoamento e desenvolvimento inclusivo do estado’.

Ou seja, uma cooperação para que sejam feitos apenas ‘estudos’, como se isso ainda fosse necessário para se saber o que fazer no Maranhão. Será que esqueceram a vinda dos técnicos do IPEA aqui no começo deste ano para divulgar o programa prioritário da presidente Dilma que envolve a erradicação da pobreza absoluta? Naquela ocasião, eles anunciaram que no período 2002 a 2007, o Maranhão foi o estado que mais conseguiu êxito na erradicação da pobreza, conseguindo resultados excelentes ao tirar da pobreza quase um milhão de pessoas, resultado bem melhor do que foi conseguido por qualquer estado e bem melhor do que foi conseguido pelo Brasil e pelo Nordeste. Ora, trocando isso em miúdos, aduz-se facilmente que o Maranhão já conseguiu especialização nesse assunto e que isto poderia facilmente ser aplicado em qualquer tempo, independentemente de governos ou políticas.

Todavia, como isso aconteceu no meu governo, Roseana então virou o rosto e não enviou representantes, esvaziando a reunião. Além disso, tampouco atendeu convite da presidente da República para se fazer presente em Fortaleza em reunião de governadores do Nordeste com o presidente do Banco Mundial, que anunciava 5 bilhões de dólares para emprestar para os estados nordestinos empreenderem programas de combate a pobreza extrema na região. Roseana Sarney foi a única governadora que, além de não comparecer, nem mesmo enviou representantes a reunião. Preferiu ficar fora do programa.

Sabem por quê? Porque ela e a família lutam tenazmente contra a idéia de que o Maranhão tenha o maior número de pessoas na faixa da extrema pobreza no Brasil, pois isso seria confessar para o Brasil o desastre que foi para o estado o domínio político exercido pela família oligarca durante mais de 50 anos e que só trouxe miséria e atraso à população do estado. Ao negarem a pobreza no estado, desprezam as soluções.

Em vez disso, a governadora aproveita-se de pequenas deixas e, por meio de notícias e publicidade, monta reuniões com dezenas de Secretários de Estado e técnicos, todos supostamente especialistas no combate a pobreza, tentando mostrar como se interessa pelo assunto, e pontifica que cada um vai mostrar o que está fazendo no combate a pobreza. Pelo resultado terrível das estatísticas do IBGE, que mostram um Maranhão cada vez mais pobre, o melhor a fazer, se é que ela quer mesmo fazer alguma coisa contra a pobreza, é jogar tudo isso fora e reimplementar o que fizemos durante o período em que governei o estado, pois comprovadamente deu certo…

Os outros 200 mil empregos

Roseana, durante essa reunião com Moreira Franco, disse que o Maranhão está atravessando uma grande fase e esta criando 200 mil empregos. Mas, me digam, não eram 400 mil? E os outros 200 mil, onde foram parar? Incrível como tentam brincar com os números na tentativa de enganar a população! E tudo isso acontece ao mesmo tempo em que a empresa contratada para fazer a terraplanagem do terreno da badaladíssima refinaria Premium da Petrobras demite de uma só vez mil trabalhadores que ela havia contratado para o serviço. E como se não bastasse, no anúncio da Petrobras sobre seu planejamento de gastar R$ 8,2 bilhões de reais em refinarias em 2012, não há referencias às novas, a não ser a Abreu e Lima em Pernambuco. O dinheiro na verdade será aplicado para melhorar a qualidade do diesel e da gasolina, por força dos novos padrões exigidos pela legislação ambiental brasileira, que a Petrobras vinha adiando até não poder mais fazer isso.

Creio que Roseana nem se preocupa, mas o IBGE anunciou o PIB médio por estado e o Maranhão teve a segunda pior taxa de crescimento do país, que foi de 2,6%. Entre 2002 e 2007, o estado teve a melhor taxa de crescimento do Brasil, e esta agora ficou com o Piauí (12,6%), enquanto o Maranhão foi o segundo pior. Com isso, nosso estado agora é o segundo menor PIB médio e o Piauí é o último, mas graças ao ‘formidável’ trabalho feito por Roseana no governo, essa ordem será invertida, com o Piauí ultrapassando o Maranhão, que ocupará o último lugar já em 2012.

E os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho mostram que, enquanto o Ceará em novembro criou 4.368 empregos líquidos, o Maranhão criou apenas 334 postos, ficando em 20o. lugar entre os 27 estados brasileiros. Onde estão os empregos que o maravilhoso melhor governo da vida de Roseana Sarney diz estar criando, me revelem mais uma vez? Aquilo que a propaganda do governo do Maranhão apregoa, as estatísticas federais mostram exatamente o contrário. O quadro é desolador.

E para comprovar toda essa inapetência, continuam mostrando que realmente não estão interessados em mudar esse quadro. Vejam que no orçamento para 2012, de quase R$ 11 bilhões, são destinados R$ 49 milhões para a Agricultura, R$ 19 milhões para a pesca e R$ 59 milhões para Comunicação e mais de R$ 100 milhões para a Casa Civil.

A Segurança, a despeito do crescimento das taxas de crimes, tanto que São Luís saiu de 27º lugar para se tornar a quinta capital mais violenta do país, vai penar com a falta de recursos, pois as prioridades de Roseana são outras, e a maior delas é a propaganda.

Rezemos a Deus para dar ao povo maranhense saúde, paz e prosperidade em 2012, embora conscientes de que esperança de mudança e de melhora de padrão de vida só mesmo em 2014. Abraços a todos os leitores e amigos.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Ex-governador desmonta farsas de Roseana”

  1. MOLEQUE DOIDO disse:

    ROSEANA OLHHANDO ESTA MAQUETE,PLANFETO,OU BANNER É COMO SE ELA ESTIVESSE VENDO UM PAINEL DA INTERPRISE,DE NADA ELA ENTENDE.

  2. Raimunda disse:

    Os larápios estão nessa foto. Quem era pobre lá para as bandas de Imperatriz está ficando rico com tanta propaganda. Isso é que o sistema de comunicação compra tudo e todos.

  3. Não Salvo! disse:

    Nenhum ASPONE vai defender o governo Roseana aqui nesse post??

    Cadê os argumentos, ou melhor, os ataques ao bloguista em questão?

    Já não se faz mais puxa-sacos como antigamente!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens