Fechar
Buscar no Site

Eneva declara comercialidade de campo de gás com grande potencial na Bacia do Parnaíba

Um volume médio de 6,78 bilhões de metros cúbico de gás natural. Esta é a estimativa inicial da companhia Eneva ao anunciar a Declaração de Comercialidade da acumulação Fortuna, nova descoberta realizada no Bloco PN-T-102A, na Bacia do Parnaíba (MA).

Segundo informações da empresa, é o 10º campo a ser declarado comercial pela Eneva na Bacia do Parnaíba – as atividades da Eneva no local iniciaram em 2009.

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, afirmou que o apoio do Governo do Estado, por meio da Seinc, à Eneva se reflete em diversos investimentos e na possibilidade de geração de renda e novos postos de trabalho no Maranhão.

“Em 2020, por exemplo, a Eneva iniciou a fase de montagem mecânica da usina Parnaíba V, no Complexo Parnaíba, em Santo Antônio dos Lopes. Durante todo o processo, a secretaria dialogou com a companhia para criarmos e viabilizarmos ações que incentivem o desenvolvimento do Estado. Esta nova descoberta é a comprovação de que os diálogos em prol do Maranhão existem e fazem a diferença”, analisou o secretário.

A comercialidade já foi informada à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) pela Eneva – a empresa tem até 180 dias para apresentar o Plano de Desenvolvimento do campo para a agência. A companhia informou, também, a solicitação do aval para batizar a acumulação de gás como “Campo de Gavião Belo”.

Produção de Gás Natural

Em 2019, o Governo do Estado, por meio da Seinc, assinou um Termo de Cooperação com a Eneva para viabilizar novos usos do gás natural produzido no Maranhão, a partir da cidade de Bacabal.

A secretaria e a empresa atuam conjuntamente desde 2015 para ampliar a produção de gás natural no Maranhão, visando garantir o uso do gás para indústrias e veículos, em especial transporte de passageiros.

A Eneva é responsável pela operação do Complexo Parnaíba, um dos maiores parques térmicos de geração de energia a gás natural do país. O gás utilizado na geração é produzido em campos situados nas proximidades do parque térmico. Com 1,4 GW de capacidade instalada, a geração do Complexo representa 11% da capacidade de geração térmica a gás do Brasil.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens