Fechar
Buscar no Site

Em uma semana, 3 escolas privadas no MA suspendem aulas por casos de covid

Três colégios particulares de São Luís anunciaram esta semana a suspensão das aulas presenciais após professores e alunos testarem positivo para a covid-19. Em uma quarta escola, as atividades presenciais foram canceladas por suspeita de que um aluno do ensino fundamental tenha sido infectado pela doença.

No Maranhão, um decreto do governador Flávio Dino (PCdoB) autoriza, desde o dia 3 de agosto, a retomada das aulas presenciais nas escolas particulares e municipais. Ainda não há previsão de data para a reabertura das escolas públicas estaduais.

O colégio Upaon-Açu enviou um comunicado aos pais na quinta-feira (17) informando que duas professoras do ensino médio receberam diagnóstico positivo para a covid-19. Foi determinada a suspensão das atividades presenciais por duas semanas, entre 18 de setembro e 5 de outubro.

Segundo a escola, a decisão foi tomada para preservar a saúde de “todos os colaboradores e estudantes” e cumpre “rigorosamente” o protocolo de biossegurança adotado pelo colégio, bem como as medidas cabíveis determinadas pelo estado.

Os colégios Educallis e Literato também suspenderam as aulas por um período de 14 dias a partir de 18 de setembro. No Educallis, a medida vale para os alunos dos ensinos fundamental e médio e aconteceu após dois funcionários da instituição testarem positivo para a covid-19.

“Em consonância com o protocolo de retorno às aulas presenciais e as orientações da Organização Mundial da Saúde, essa é a ação necessária que nos cabe realizar neste momento”, informou a escola.

No Literato, foram suspensas as aulas presenciais de turmas do 7º ano do ensino fundamental. A decisão foi tomada após um aluno receber o diagnóstico para a doença causada pelo coronavírus.

No período de suspensão das atividades presenciais, segundo a escola, as salas de aula serão “isoladas e, consequentemente, sanitizadas”. O colégio diz ainda que segue as orientações do estado do Maranhão.

Todos os colégios informaram que, durante o período de suspensão das aulas presenciais, as atividades continuarão de forma remota. O UOL tenta contato com as escolas.

Suspeita de covid em aluno
As atividades presenciais também foram suspensas na escola Dom Pedro II na última quarta-feira (17) por suspeita de covid-19 em um aluno do ensino fundamental.

Em comunicado enviado aos pais, o colégio diz que, “por conta da informação, cumpriremos com o protocolo de biossegurança suspendendo as aulas presenciais desse segmento por 7 dias (17 a 23/09)”. A escola informa ainda que, caso seja confirmado o diagnóstico, a suspensão será estendida por mais 7 dias.

A Aspa-MA (Associação de Pais e Alunos das Instituições de Ensino do Estado do Maranhão) estima que, após a retomada, nove escolas particulares de São Luís já tiveram de suspender as aulas por suspeita ou confirmação de casos de covid-19 entre alunos ou professores.

Marcelo Freitas, presidente da associação, diz que a situação “só tende a aumentar daqui para a frente”. “O Maranhão vive a falsa impressão de que a covid-19 acabou. Estamos vendo aglomerações nas praias, nos shoppings, nas campanhas políticas, e isso pode sim trazer uma segunda onda [da doença]”, afirma.

Nesse cenário, avalia, aumenta a responsabilidade dos pais sobre a segurança e saúde da comunidade escolar. “Queremos pedir aos pais que, diante de qualquer sintoma nos seus filhos, não os encaminhem para as escolas”.

Até esta sexta-feira (18), o Maranhão registrou 166.580 casos e 3.632 mortes pela covid-19.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens