Fechar
Buscar no Site

Em nota, prefeito Edivaldo diz que vai dialogar com movimento “Vem Pra Rua”

EdivaldoLeia a íntegra da nota divulgada, há pouco, pela Secretaria Municipal Comunicação:

Acerca do Movimento “Vem Pra Rua São Luís”, a Prefeitura de São Luís informa à população que:

1. o prefeito Edivaldo Holanda Júnior reitera que considera absolutamente legítima e democrática toda e qualquer manifestação pacífica, cuja causa seja o aperfeiçoamento de políticas públicas que contribuam para melhorar a qualidade de vida da população;

2. debaterá democrática e transparentemente todas as propostas que forem apresentadas pelos movimentos da sociedade, prática que tem sido adotada nestes cinco meses e 19 dias da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior;

3. convoca a juventude e integrantes do Movimento “Vem Pra Rua” a debater de forma permanente, formular propostas e fiscalizar as ações, com o objetivo de melhorar o sistema de transporte coletivo e construir coletivamente uma proposta de mobilidade urbana para a cidade;

4. o prefeito Edivaldo Holanda Júnior aguarda contato da coordenação do movimento para realizar reunião, que contará com a participação de entidades da sociedade, como OAB/MA (Ordem dos Advogados do Brasil seccional Maranhão) e Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (Sttrema).

 Secretaria Municipal de Comunicação

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Em nota, prefeito Edivaldo diz que vai dialogar com movimento “Vem Pra Rua””

  1. #vemprarua disse:

    Vai dialogar com uma idéia?
    Muito filosófico isso.

  2. Júlio César Oliveira Santos disse:

    Quais as leis que protegem os alunos caso professores não grevistas queiram aplicar prova em período de greve?
    Os professores do Estado de Rondônia estão em greve e sabe-se que alguns professores que não aderiram ao movimento insistem em manter as aulas ainda que a maioria dos alunos não estejam frequentando, e pior, alguns têm ameaçado os alunos de ficarem sem nota por não estarem comparecendo às aulas. Nós, estudantes, estamos sendo influenciados por professores com argumentos terroristas e alienadores. Qual o embasamento legal deve ser usado para garantir o direito do aluno e que este não ser prejudicado?

    Não sabemos em quem confiar, e não sabemos quem realmente possui conhecimento que nos dê firmeza de não continuarmos alienados…

  3. welson castro disse:

    Esse prefeito fala em dialogar, mas como, se ele está sempre escondido, eu quero ver se ele vai ter coragem de abaixar o preço das tarifas, já que o governo federal não cobrar o imposto sob transporte coletivo. Isso eu quero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens