Fechar
Buscar no Site

Em encontro com Bolsonaro, Flávio Dino pede empenho da União no financiamento de projetos para o Nordeste

O governador Flávio Dino esteve presente na 25ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo da Superintendência do Nordeste (Condel-Sudene), nesta sexta-feira (24), em Recife (PE). O evento reuniu os nove governadores do Nordeste e mais de Minas Gerais para votação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), além de tratar de demandas pertinentes ao desenvolvimento destas regiões. O grupo de governadores foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro.

Na abertura do evento, Jair Bolsonaro agradeceu a presença dos governadores e solicitou aos presentes que contribuam para a consolidação de pautas importante para o país, citando a reforma da previdência. O foco da reunião foi o debate sobre o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), aprovado na ocasião da votação; e do Projeto de Lei que o instituirá, a ser encaminhado ao Congresso Nacional para apreciação e deliberação. O plano resulta de esforço conjunto dos Estados que compõem o Condel e da Sudene para a promoção do desenvolvimento sustentável e integrado às expectativas dos diversos setores sociais dos estados incluídos no grupo.

“Estamos neste evento valorizando a importância da Sudene e esperando que o Plano de Desenvolvimento Regional traduza as reivindicações dos Estados e ao mesmo tempo, haja definição, por parte do Governo Federal, de fontes de financiamento que viabilizem sua execução. Tivemos nossos projetos respeitados e esperamos que esse plano saia do papel e possa ser concretizado, ajudando a viabilizar investimentos e a geração de empregos na região Nordeste”, pontuou o governador Flávio Dino. A questão central do plano, reforça Dino, é a obtenção de meios de financiamento, que vai repercutir na economia e gerar desenvolvimento.

O governador Flávio Dino votou pela aprovação do documento e ressalvou a adequação do Projeto de Lei, mas que se discuta sua operacionalização; inclusão no plano da relação entre o diagnóstico e metas apresentadas; reconhecimento da cidade de Balsas como polo de desenvolvimento dada sua amplitude geográfica e potencialidades; e integração dos projetos maranhenses ao plano final. “Foram pontuações que confirmam a qualidade do trabalho feito e têm como objetivo colaborar para a adequada aprovação e operacionalização do plano em favor do Nordeste e do Brasil”, concluiu Flávio Dino.

Representando os prefeitos presentes, o prefeito de Recife, Geraldo Júlio, tratou sobre os problemas enfrentados pelos municípios nordestinos durante o período de recessão, enumerou situações e solicitou medidas e políticas públicas para atenuar os efeitos da crise. “O país precisa muito de uma revisão do pacto federativo brasileiro. A constituição é de três décadas e não mudou, mas a receita do Brasil sim. Os municípios estão sendo muito prejudicados e isto precisa ser visto”, enfatizou.

O Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste é fruto das contribuições de diversos segmentos, por meio de consulta pública e encontros com representantes dos governos estaduais. Está dividido em eixos estratégicos: Inovação; Desenvolvimento de Capacidades Humanas; Dinamização e Diversificação Produtiva; Segurança Hídrica e Conservação Ambiental; Desenvolvimento Social; e Desenvolvimento Institucional.

O PRDNE se baseia nos pilares da sustentabilidade e revolução científica e tecnológica, abordando alternativas de financiamento, que incluem o uso combinado das fontes; complementariedade entre as fontes regionais e nacionais; maior acesso aos fundos regionais por empresas sem disponibilidade de garantia real; e incentivo às concessões privadas. Outro ponto importante é priorizar a interiorização do desenvolvimento através do fortalecimento dos sistemas inovativos e produtivos locais.

Os governadores trataram ainda da promoção de um fundo de desenvolvimento do Nordeste, que pode ter financiamento aos estados e será voltado para áreas específicas como infraestrutura, com fins a promover o desenvolvimento do turismo do Nordeste; e deliberaram sobre o regimento de funcionamento do Comitê Técnico de Acompanhamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e o Relatório de resultados e Impactos do Fundo no exercício de 2018.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Em encontro com Bolsonaro, Flávio Dino pede empenho da União no financiamento de projetos para o Nordeste”

  1. Natan disse:

    Esses governadores fazem todas essas reivindicações mais precisam apoiar o governo nos projetos que vão propiciar o ajuste fiscal para aja recursos para atender as suas demandas pois sabemos que todos os estados estão quebrados entao se eles tem compromisso com seus respectivos estados tem que deixar o partidarismo e viés ideológico porquer o que está em jogo é o Brasil deixemos as diferenças de lado e vamos trabalhar pelo bem está da nossa nação apoiando as reformas necessárias para o ajuste fiscal e o governo por sia vez siga em frente sem está olhando para o retrovisor

  2. Jonx disse:

    Eu acho que todos governadores são de acordo fazer a reforma da previdência desde que não jogue a despesas da previdência só nas costas dos trabalhadores, que não aguenta mais é
    Tantos imposto quê pagamos o governo tem que receber essa baita dívida dos banqueiros para
    Ajudar na previdência aliviar o peso nas costas do trabalhador receber a dívida do Bradesco, caixa, Itaú, JBS que essas instituições têm a pagar a previdência.

  3. Anderson disse:

    E os 16 anos que essa esquerdoPaTa passou governando, não fizeram NADA, esse governador sempre apoiava, só houve mesmo foi muita roubalheira generalizada, agora quer atrapalhar o novo governo sério e com o primeiro presidente honesto da história deste país, Governador vai procurar o que fazer e cuidar de verdade de seu estado, além de utilizar das mesmas práticas que os PeTrahas usaram no Brasil, Governar através da Corrupção

  4. Edgar disse:

    Você não pode dizer que Bolsonaro é
    O primeiro homem honesto puro santo
    No Brasil é Pior espécie é classe política Bolsonaro com ,27 anos de deputado o Brasil nesse período teve
    Muitas mazelas principalmente no estado onde presidente foi deputado no Rio parece um filme de terror porque ele não tem um projeto na segurança pública o que vir foi foto do Bolsonaro com bandido suspeito matar Marielle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens