Fechar
Buscar no Site

Edivaldo anuncia medidas a movimentos sociais

Reunião Edivaldo Movimentos

Foto: Maurício Alexandre

Durante reunião com representantes dos movimentos “Vem Pra Rua” e “Acorda Maranhão” nesta terça-feira (25), o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior acolhe reivindicações dos manifestantes e anuncia ações. Entre elas:

– Reforma dos cinco Terminais de Integração e realização de audiências públicas para discutir a licitação do transporte público.

– Criação de um fórum e de um conselho de transportes, com a participação da sociedade, que discutirá, entre outras coisas, o destino do VLT.

– Mudança no trânsito do João Paulo. Estacionamentos serão deslocados para ruas transversais. Do 24º BC ao Filipinho será construída uma ciclovia.

– Realização de concurso público para preencher vagas na Controladoria, Procuradoria e Guarda Municipal.

A reunião segue com a participação dos secretários Allan Kardec Duailibe (Educação), Francisco Gonçalves (Cultura), José Silveira (Obras e Serviços Públicos), Márcio Jerry (Comunicação) e o diretor do Socorrão I, Yglésio Moiyses. “Esta é uma reunião inaugural para um novo momento de diálogo. Nosso espaço será sempre aberto e democrático”, disse Márcio Jerry.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Edivaldo anuncia medidas a movimentos sociais”

  1. André Soares disse:

    Com todo o respeito aos organizadores, mas vocês querem aparecer é ?? Vocês fazem uma reunião com o prefeito e pedem só isso ?? Tirar estacionamento do João Paulo ??? cara, de todas as avenidas caóticas dessa cidade a que tem menos problemas é a do João Paulo.

    Criação de fóruns e audiências publicas ? PQP, tem que haver ação, os caras já estão aí à 6 meses, quer dizer então que nunca foi discutido nada ?? Faça-me o favor, acho que esses caras aí tão querendo é entrar no esquema.

    E o salário do Prefeito ? Alguém lembrou ? Sabiam que ele ganha 25 mil por mês ? Se ele reduzisse isso em pelo menos 40% seria uma economia, no final de quatros anos, de mais de MEIO MILHÃO DE REAIS. Ele não quer reduzir custos ? Que comece com o dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens