Fechar
Buscar no Site

Dutra denuncia que Roseana distribui sementes podres aos agricultores maranhenses

dutra

O deputado federal Domingos Dutra (PT) subiu a tribuna da Câmara para denunciar o “desrespeito” da governadora Roseana Sarney aos pequenos agricultores do Maranhão. O parlamentar criticou a péssima qualidade das sementes distribuídas pelo governo do estado e citou a confirmação do próprio secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano e de Assuntos Políticos do Maranhão, Hildo Rocha, ao dá a entender que as sementes não valem coisa nenhuma.

Dutra criticou também a postura do secretário ao dizer que as terras no Maranhão são fracas e pobres. O deputado concluiu seu discurso informando, veementemente, que “as terra do Maranhão são boas e o povo é trabalhador. “O governo é que não presta!”, disparou.

Leia abaixo o discurso na íntegra.

O Sr. Presidente, há coisas que só acontecem no Maranhão. O Maranhão é um Estado que tem basicamente duas estações. O inverno, que é associado à chuva, e o verão, que é associado ao sol. Essas duas estações… O inverno no Maranhão, dependendo da região, começa geralmente em dezembro, em janeiro, em média, começa em fevereiro e termina no final de maio, começo de junho.

O Maranhão, infelizmente, tem 100% da sua agricultura é “no toco”. O que é isso? O camponês faz a roça com o braço, sacho, foice, machado, tela e assim por diante. Fora no sul do Maranhão, que tem a soja, no resto do Estado é assim.

O camponês — e meu pai foi lavrador, Sr. Domingos Rosa, que teve 30 filhos, e eu trabalhei na roça ainda quando fazia a Faculdade de Direito — geralmente começa a plantar no final do mês de dezembro, em janeiro, no máximo, em fevereiro. Portanto, quando chega o mês de maio, ele já está colhendo, o milho já está seco, o arroz já está sendo colhido.

Veja o que está acontecendo no Maranhão: a Governadora Roseana, cuja família já governa há 42 anos, cujo pai já tem 55 anos de mandato, e que está no seu quarto ano de mandato, está fazendo o chamado governo itinerante, em que a principal oferta é distribuição de sementes. Só que a Governadora está distribuindo sementes no mês de maio, no mês de junho. É uma vergonha! Como uma Governadora que está no quarto mandato não sabe o ciclo produtivo dos lavradores no Maranhão? Ela está distribuindo semente no momento em que os lavradores estão colhendo o milho, colhendo o arroz.

O que é pior disso: um dos secretários mais importantes da Governadora Roseana, chamado Hildo Rocha, disse que as sementes não valem coisa nenhuma, porque as terras no Maranhão são fracas, são terras pobres. Ou seja, o nosso Estado, infelizmente, vai continuar crescendo como rabo de cavalo: para baixo…

A Governadora entrega semente num horário impróprio, e o seu secretário, do seu lado, diz que as sementes têm que ser comidas, porque a terra do Maranhão é fraca.

Na verdade, Sr. Presidente, o que é fraco no Maranhão é a Governadora Roseana, é o seu grupo político, é o Senador José Sarney, que, depois de quase 5 décadas, transformou o Maranhão em um Estado rico, de população pobre.

Fica aqui o meu protesto. No Maranhão, as terras são boas, o povo é trabalhador. O Governo é que não presta.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

5 respostas para “Dutra denuncia que Roseana distribui sementes podres aos agricultores maranhenses”

  1. pericles disse:

    Provavelmente o Dutra tem razão, já que de podridão o Dutra conhece tudo.
    Agora Cutim, toma cuidado, dizem que o Holandão mandou o É de H demitir o Márcio Rato Jerry, e como quem sai é revistado junto com a corja de quem sai, e, sendo tu um dos homens (????) de confiança do Rato Jerry, com certeza serás revistado e, é bom deixares de andar com vibradores pomadas alivi… pois, vão te pegar no flagra.

    Resposta: Eu me divirto com teus comentários, amigo Péricles. Rsrs

  2. Gustavo disse:

    Roseana deveria distribuir Dutra, que é um podre!

  3. claudio disse:

    Parabéns Dutra você disse tudo.

  4. yolanda disse:

    A VIDA É BELA!!!
    A VIDA É BELA!!!
    A VIDA É BELA!!!

  5. Maira Matsui disse:

    Distribuir semente é fácil. Difícil e mais sério é oferecer ajuda técnica para que os agricultores familiares possam tirar mais proveito de suas terras. Há, de fato, um probleminha com as terras do Maranhão que tem caráter mais ácido e necessita correção. Isso, porém, não é empecilho para produzir. Que digam os israelitas que produzem alimentos em pleno deserto ou mesmo as megas fazendas da Califórnia ( dry farms) que são um exemplo que hoje em dia adversidade não impede desenvolvimento. Semente ruim significa que o nível de germinação é baixo. Mesmo com água e solos adequados uma semente ruim não vai germinar. Então, alguns maranhenses terão perdido seu tempo tentando plantar algo que não germina. Até quando vamos usar nosso tempo para reproduzir pobreza? Até quando o Maranhão vai ser um estado onde os políticos não acreditam no potencial dos seus habitantes? Onde impedem o avanço civilizatório?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens