Fechar
Buscar no Site

Deputados de oposição e Flávio Dino cobram posicionamento de Roseana sobre reivindicações de manifestantes

Os deputados da bancada de oposição na Assembleia Legislativa concederão uma entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira (27), às 10:30h, logo após a sessão, com o objetivo de entregar um conjunto de propostas ao governo Roseana Sarney para que possa atender as reivindicações feitas nos protestos que vêm acontecendo no Maranhão.

flavio manifestacao face (2)

Com a atitude, Roseana mostra indiferença ao povo e sinaliza que pouco está preocupada com as vozes das ruas, em sua maioria de indignação ao seu governo.

Como primeiramente alertou este blog (veja AQUI), a governadora Roseana Sarney se mostra indiferente aos protestos que ocorrem contra o seu governo.

Até o momento, nem Roseana e muito menos sua assessoria divulgaram comunicado garantindo que atenderão a pauta de pleitos dos protestantes. Tampouco de que irá recebê-los para que possa abrir pelo menos um canal de diálogo.

O presidente da Embratur, Flávio Dino cobrou nessa quarta-feira, em postagem publicada no seu facebook, um posicionamento da governadora sobre os vários movimentos que exigem melhorias do governo do Estado.

De acordo com Dino, “seria bom o governo do estado eliminar a corrupção, convênios fantasmas, entidades fantasmas, obras fantasmas”. “Tudo o que é reclamado nas ruas é bem visível no Maranhão: a crise de representação, a falta de serviços públicos, a corrupção”, afirmou o comunista.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

5 respostas para “Deputados de oposição e Flávio Dino cobram posicionamento de Roseana sobre reivindicações de manifestantes”

  1. JOSE BARROS disse:

    Bloqueiros “miranteanos” estão zangados com essa matéria; Marco Deça perdeu a paciência com um comentário de uma cigana… Até o Robert Lobato?

  2. cassação disse:

    Ministério Público pede cassação do mandato de Roseana Sarney
    Ação afirma que ela se beneficiou politicamente de um programa habitacional iniciado em março de 2010
    Fote: Wilson Lima, iG Maranhão | 15/04/2011 20:33
    O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a cassação do mandato da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). O argumento do MPE é que a pemedebista se beneficiou politicamente de um programa habitacional chamado “Viva Casa”, durante o ano passado, quando foi reeleita em primeiro turno. Somente em 2010, conforme a ação do MPE, foram abertos créditos da ordem de R$ 62,8 milhões para o programa “Viva Casa”. A ação do Ministério Público Eleitoral tramita no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).
    Roseana Sarney (PMDB), governadora do Maranhão
    Segundo o procurador eleitoral Régis Richael Primo da Silva, o programa “Viva Casa” foi instituído no Estado sem prévia aprovação orçamentária na Assembléia Legislativa do Estado (AL-MA). Além da necessidade de lei específica, Silva também declara na ação que um programa como esse deve ser iniciado, no máximo, um ano antes do ano eleitoral.
    O programa “Viva Casa” foi criado com o objetivo de atender famílias carentes no Estado por meio da construção de unidades habitacionais populares e distribuição de “kits construção”, contendo areia, cimento, barro, entre outros itens. “Observa-se que no pleito de 2010 a representada Roseana Sarney utilizou-se de programa social, instituído à revelia do procedimento legal (sem dotação orçamentárai no exercício anterior e sem lei específica), para promover sua candidatura ao Governo do Estado, em desrespeito ao princípio da isonomia entre os candidatos”, declara o procurador Régis da Silva na ação.
    Ainda conforme o procurador Régis Richael da Silva, o programa foi instituído por meio da resolução 001/2009, editada em 03 de novembro de 2009. O programa seria vigente entre novembro de 2009 e dezembro de 2010. Régis da Silva argumenta que o “Viva Casa” teve suas primeiras ações apenas em março de 2010. Para ele, “fato que já desconstitui eventual alegação de que houve a continuidade da execução do programa de um exercício financeiro para o outro”.
    A denúncia contra Roseana Sarney é similar àquela que levou à cassação do ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB). Cunha Lima foi cassado por indícios de corrupção eleitoral por causa da distribuição de cheques do programa “Ciranda de Serviços”. Nesse programa, Lima distribuiu aproximadamente R$ 3,5 milhões em cheques. A cassação do ex-governador da Paraíba, inclusive, é utilizada como peça de sustentação do procurador Régis Silva contra a governadora Roseana Sarney.
    A decisão do MPE teve como base representação impetrada no ano passado pela coligação “Muda Maranhão”, do ex-candidato ao governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB). Agora, a ação transcorre no Tribunal Regional Eleitoral (TER-MA). Além dessa ação, Roseana é alvo de mais duas ações de cassação de mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A governadora do Maranhão não se pronunciou sobre o caso até o fechamento desta matéria.

  3. mario disse:

    Edivaldo tá tão presente q tirou as grdes,
    colocadas pela policia, permitindo q os vandalos depredassem a o patrimonio publico. Vai trabalhar, Flavio Dino! Deixe de twitar!

  4. Vicente Jr. disse:

    A governadora tá trabalhando, e o Flávio?

  5. Deuzinha Ferreira disse:

    UMA EXPLICAÇÃO OPORTUNA
    O Ministro GASTÃO VIEIRA e a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (órg. fiscalizador),
    podem explicar estes convênios, numa cidade pequena, sem turistas e com
    obras visivelmente não compatíveis com seus valores? Mais de 12 milhões
    para MIRANDA DO NORTE/MA 2009 – 2013
    1. CONSTRUÇÃO DE PRAÇA EM MIRANDA DO NORTE 487.500,00
    2. PAVIMENTAÇÃO ASFALTICA NAS RUAS: VERA CRUZ, RIO
    BRANCO, ALIANÇA, SANTO ANTONIO, VELHA E SÃO JOÃO. 975.000,00
    3. PAVIMENTAÇÃO ASFALTICA NA SEDE DO MUNICÍPIO 8.775.000,00
    4. 22o FESTEJO JUNINO NOS DIAS 24 A 30 DE JUN 2010 100.000,00
    5. XII FESTIVAL DA PIABA EM MIRANDA DO NORTE – MA 70.000,00
    6. RÉVEILLON 2009 96.000,00
    7. 23o FESTEJO JUNINO DE MIRANDA DO NORTE – 2010 100.000,00
    8. CONSTRUÇÃO DE AEROPORTO 975.000,00
    9. CONSTRUÇÃO DE UM TERMINAL RODOVIÁRIO 487.500,00
    TOTAL 12.660.000,00
    Fonte: Portal da Transparência – Governo Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens