Fechar
Buscar no Site

Deputado volta a criticar programa estadual Saúde é Vida

Lenno Edroaldo / Agência Assembleia

Líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa, o deputado Marcelo Tavares (PSB) voltou a criticar a gestão do programa Saúde é Vida, do governo estadual. Segundo o parlamentar, a Secretaria de Saúde (SES) não se programou da forma devida para administrar as várias unidades de saúde que estão contempladas no projeto.

Para Tavares, uma prova disso é o alto número de dispensas de licitações feitas pela secretaria, inicialmente para a construção de hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), orçadas em mais de R$ 700 milhões, e agora para adquirir equipamentos hospitalares.

“Como essas UPAs já estão prontas há um ano, com a inauguração delas prometidas desde 2009, não entendo por que a Secretaria não se planejou e não fez a licitação. Possivelmente conseguisse preços melhores do que isso, mas a Secretaria não fez”, afirmou.

A reclamação do parlamentar repercute informação veiculada em blogs locais, afirmando que houve hiperfaturamento na compra destes equipamentos. “Aqui mostra os extratos de contratos com a empresa Maquete do Brasil para a compra, por R$ 1,077 milhão, de foco cirúrgico de teto. Extrato de contrato com a empresa Biocare Material Médico, fornecimento de equipamentos hospitalares, valor de R$ 2,085 milhões. Extrato de contrato no valor de R$ 402 mil com a empresa Oscar Iskin. Extrato de Contrato no valor de R$ 1,946 milhão com a empresa Médio Lopes. Extrato de Contrato de R$ 45 mil com a empresa ID Comércio e por aí vai. Todos estes valores, somados, são muito altos”, argumentou.

O líder reiterou críticas feitas ao secretário de Saúde durante a sessão especial realizada na última terça-feira (20) e disse que a Oposição assim realiza seu papel de fiscalizar o governo do estado, ao contrário de comentários feitos por outros parlamentares de que sua atuação não teria sido eficaz. “O secretário Ricardo Murad não se planejou para inaugurar essas UPAS. E só fez essas inaugurações em função das denúncias da oposição, R$ 714 milhões com dispensa de licitação”, finalizou.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Deputado volta a criticar programa estadual Saúde é Vida”

  1. raimundo nonato disse:

    Carro do Prefeito de Alto Alegre do Pindaré foi alvejado por tiros na MA 119.
    MA 119, estrada que liga Alto Alegre do Pindaré a Santa Luzia do Tide, aproximadamente às 16:30h do dia 21 de setembro de 2011, quarta-feira, o carro do Prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Atemir Botelho, uma Hillux 4X4, prata, percorria o trajeto sentido Santa Luzia – Alto Alegre, conduzida por dois funcionários da Prefeitura: o motorista conhecido como “Cabecinha” e o auxiliar Raimundo Melo. À altura do KM 16 dessa estrada, numa curva com contenção metálica bem conhecida dos usuários como “Curva do Sabiazal”, dois homens encapuzados, um alto e o outro baixo, surgiram repentinamente na pista, à pé, bem armados (com armas longas), numa distância aproximada de 20m, em posição frontal ao veículo e começaram a atirar em direção ao carro e quem o ocupava. O motorista (Cabecinha), percebeu a ação e acelerou forte o carro, no sentido dos bandidos, conseguindo escapar da armadilha, enquanto o carona (Raimundo Melo), desvencilhou-se da bala, deitando-se no banco. Os bandidos desferiram vários tiros. Dois deles atingiram o veículo: o primeiro, no para-brisas, do lado do passageiro, à altura da cabeça, atravessando o vidro e levando ao risco de atingir o carona. Esse tiro chamou a atenção pela perfeição com que foi realizado, denotando profissionalismo de quem o desferiu. O segundo tiro atingiu o carro bem embaixo, no sentido do pneu, perfurando o para-choque dianteiro.

    O que não ficou claro nesse ato de violência?

    Bem… O Prefeito Atemir não estava no carro. Os dois ocupantes (Cabecinha e Raimundo Melo) estavam retornando a Alto Alegre, depois de haver prestado serviços à Prefeitura na Cidade vizinha de Santa Luzia. Raimundo Melo, além de funcionário, é também amigo de Atemir, e carrega consigo características físicas bem similares ao Prefeito, chegando a confundir quem o vê de longe.

    Portanto, ficam as dúvidas (perguntas que não querem calar): tentativa de assalto ou atentado? Por que o tiro no lado do passageiro (onde se encontrava Raimundo Melo, parecido com o Prefeito)? Se era assalto, por que os bandidos não interditaram a pista ou algo parecido para facilitar a ação criminosa?

    O Prefeito comunicou as autoridades estaduais e a polícia sobre o ocorrido. O caso já está sendo investigado e providências serão tomadas.

  2. Ricardo Santos disse:

    Caro John Cutrim, que bom que o deputado Marcelo reconheceu agora que a mídia local noticiou SIM, as denuncias feitas na sessão de terça feira na AL. Um abraço.

  3. Luis Paulo disse:

    Este Marcelo Tavares não passa de um demagogo!!Não o mínimo de respaudo para criticar alguém!!!!!!!

  4. fernando disse:

    Caro, Venho através deste demonstrar a minha revolta e indignação em relação ao atendimento que vem sendo ofercido no Hospital Carlos Macieira. Recentemente estive com uma paciente internada neste hospital e sinceramente preciso fazer essa denuncia. Vou fazer o relato de tudo que acontece: A paciente inicialmente foi atendida na Upa do Itaqui bacanga e sinceramente..Recebeu um excelente atendimento. Nós saimos daquela instituição fascinados pela eficacia e estrutura encontrados no local . Percebemos em cada funcionário a preocupação com nosso paciente e a direção do hospital completamente envolvida em oferecer um atendimento de qualidade. Mas, depois dessa excelente impressão fomos transferido para o Carlos macieira pois, tratava-se de uma paciente de internação. Pois, bem…Melhor ter ficado onde ela estava pois, o atendimento do Carlos Macieira é péssimo. Os paciente são tratados como indigentes, Um médico chamdo Luís Cesar destratou todos os pacientes e acompanhantes além de por várias vezes expor os pacientes diante vários alunos que assim como nós estavam sendo humilhados pelo mesmo. Isto é um absurdo!!!!Minha mãe começou a passar mal e quando foram atras do médico este não deu nenhum retorno e a mesma ficou a mercer da sorte ( um verdadeiro descaso). A estrutura que esta sendo montada pouco importa se desde as tecnicas de enfermagem até os médicos não tem preparo e muito memos um tratamento humanzado. Dentro daquele hospital cadaveres saem pela porta da frente e o descaso é grande. Deixo aqui meu desabafo e solicito que o secretario reveja esse médico Luís Cesar e toda a equipe que faz parte daquele hospital pois, hoje estou escrevendo a você mas, muitos pacientes estão revoltado com o tratamento que vem recebendo. Exijo respeito ao ser humano e espero que você cobre os nossos direitos junto a secretaria e ao secretario. Pois, RICARDO MURAD precisa responder o que esta aconteendo dentro daquele hospital. Agradeço seu espaço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens