Fechar
Buscar no Site

Delegados pedem saída de Aluísio Mendes e negam que estejam atendendo interesses de Raimundo Cutrim

Deu no jornal Itaqui-Bacanga

Delegados da Polícia Civil maranhense, que estão em greve há mais de 80 dias, vem realizando diversas manifestações em meio à paralisação deflagrada pela categoria. Na última quinta-feira, foi realizado um ato público em frente à Secretaria de Segurança, na Vila Palmeira. Em seguida, os delegados foram ao Centro de Convenções, no Calhau.

Na mesma tarde, em assembléia realizada na sede da Associação de Delegados de Polícia Civil (ADEPOL), os delegados que possuem cargos comissionados ameaçaram entregar seus cargos, caso o governo do Estado não apresente uma proposta favorável à categoria.

Os grevistas resolveram tomar várias atitudes a fim de chamar a atenção do Estado para negociar a pauta de suas reivindicações. O presidente da Adelpol, delegado Marconi Chaves Lima, disse que a categoria está convencida, devido ao desgaste pelo tempo que dura a greve, de que o secretário estadual de Segurança, Aluísio Mendes, não tem condições de administrar os 351 delegados do Maranhão, tanto que pediram o afastamento do secretário do cargo.

Protesto – Os delegados com cargos comissionadas ameaçaram pedir demissão devido à insatisfação que estão sentindo em relação ao posicionamento do secretário de Segurança. A categoria decidiu fazer mobilizações diárias com visitas a várias organizações dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo.

Além de aprovar uma carta para a população maranhense, no intuito de informar a realidade do movimento grevista, destacando que Aluísio Mendes nunca formalizou proposta para a categoria, durante a assembléia ficou também decidido que os delegados do interior do Estado não vão mais responder por municípios nos quais não têm portaria para trabalhar.

Indignação

Com discursos inflamados na porta da SSP, diversos delegados repudiaram a forma como o secretário Aluisio Mendes vem se posicionando diante da greve dos delegados. Marconi Lima disse que a ADEPOL retirou totalmente o apoio á gestão de Aluísio Mendes á frente da Segurança.

Ainda fazendo referência a Aluísio, Marconi também criticou o fato de a governadora Roseana Sarney ter escolhido um agente de polícia para comandar os delegados e todo o sistema de segurança do Maranhão. “Este homem não tem preparo para comandar a segurança em nosso estado. Este é o único estado brasileiro onde a hierarquia não é respeitada, ou seja, um agente de policia é que comanda os delegados. Nós estamos indignados com o desrespeito deste secretário para com o trabalho dos delegados da polícia civil do Maranhão”, disparou Lima.

Por sua vez, o delegado Jeferson Portela disse que não se pode aceitar calado o desrespeito do atual secretário de Segurança. “Ele não está nem aí para os nossos direitos como delegados, enquanto isso, o Maranhão sucumbe a índices alarmantes de insegurança, a exemplo disso, o recorde de homicídios na capital nos últimos meses”, ressaltou.

Greve é legítima

O presidente da ADEPOL delegado Marconi Lima ainda desmentiu as informações postadas na em um blog, de que a greve teria motivações políticas e estaria atendendo interesses do ex-secretario de segurança Raimundo Cutrim. Segundo Marconi, esta seria uma informação maldosa que faz parte de uma série de tentativas de enfraquecer o movimento grevista.

“Nós não estamos a serviço de quem quer que seja, a ADEPOL não advoga a volta de ninguém para o cargo de secretário, mas com certeza pede a saída de Aluísio Mendes, por conta de sua inoperância e falta de interesse em negociar com os delegados apresentando pelo menos uma proposta que seja plausível com as reivindicações da categoria. Esta greve está sendo adiada a muito tempo, e no ano passado, nós não fizemos exatamente para não dar uma conotação política ao movimento, já que 2010 tivemos eleições para governador e deputados”, garantiu Marconi.

O presidente da ADEPOL informou ainda que nesta quarta-feira será realizada uma coletiva de imprensa onde será divulgada uma carta à população contendo esclarecimentos sobre a greve e a falta de interesse do governo em negociar com a categoria.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

7 respostas para “Delegados pedem saída de Aluísio Mendes e negam que estejam atendendo interesses de Raimundo Cutrim”

  1. BENIGNO disse:

    Donde procede a palavra DELEGADO? Consta que, etimologicamente, tal vocábulo é oriundo de um diálogo entre uma matuta e um chefe de polícia. Tendo seus porcos, ovelhas e reses furtadas. A vítima procurou o posto policial para registrar a queixa, mas o ladrão já teria buscado primeiro o sheriff, com quem dividiu o produto do roubo.
    Quando a caipira foi ter com o “delegatuno”, ele, de pronto, hostilizou-a: “Puxe daqui Sua velha fedorenta! Porcos, ovelhas, reses; tudo pertence a mim.”
    Ao chegar em casa, cabisbaixa, a senhora narrou a audácia do escroque a seus familiares: “O doutor me disse que é dele porco, é dele ovelha e que é DELE GADO!

    “ETIMOLOGIA MARDITA”

    -Advogado, até que saiu bem na foto, do latim: Ad (para, junto de) mais Vocato (particípio passado do verbo vocare, chamar). Porquanto, ad vogado significa: falar junto de ou falar por. Tem a mesma raiz de vogal. Quem ainda lembra da figura do juiz vogal ou classista? A esta troca do “g” pelo “c” dá-se o nome de blesidade; a situação inversa seria abrandamento, como em o substantivo vida (vidal ou vital, adjetivos). “d” sonora e “ t” surda.
    Há pessoas que creem na onomatomancia (pretensa influência do nome no destino do nomeado). Ex: Lázaro, leproso; Devilson, filho do diabo; Valdevino, vadio, pilantra, traficante etc.
    -Juiz, provém de iudex, dicis (quem diz sobre o direito). Tem tudo a ver com siso, senso…..Contudo, a profissiografia dos magistrados é recheada de termos pejorativos, ou conceptualistas, talvez!
    Um JUIZ ORDINÁRIO pode passar o dia sentado na VARA de uma ZONA qualquer. VARA é coletivo de porco. ZONA, remete-nos à Zona do Baixo MERETRÍCIO. E o juiz ainda é tratado de MERITÍSSIMO.
    Consta que durante o Império Romano, um juiz (pretor) era tangido por 6 lictores, cada um destes portando um feixe ou fasces (daí o vocábulo, fascismo) de VARAS. Lictor era uma espécie de anteambulone ou abre-alas, sempre seguindo à frente do togado. Como o Direito Romano serviu de base jurídica para o ocidente, aquela tradição migrou também para o Brasil. Eis que os juízes, para exibir sua autoridade, tinham de portar uma VARA vermelha. Coitado do Pelé, jamais seria um juiz.
    -Policial, não se deveria estranhar o fato de todo policial ser um QUADRILHEIRO. Oriundo de Portugal, o título era designado aos vigilantes de uma QUADRA ou QUARTEIRÃO. Daí por que: INSPETOR DE QUARTEIRÃO: alcaguete ou dedo-duro de polícia que agia na zona rural, cá no Brasil. Sempre que um desses “judas” tombavam à bala, as comunidades circunscrita pela autoridade dele faziam festa.
    Depois adotou-se o verbete polícia: do grego (polis, cidade): urbano, citadino etc. Seria um tipo de abelhas destinadas a defender a cidade ou colmeia (PRÓPOLIS).

    INQUIRIÇÃO DE DIREITO

    Há milhares de advogados diplomados, que nunca vão exercer o seu mister, porque jamais passarão no provão da Organização dos Assaltantes de Bolso – OAB. Salvo se receberem uma mãozinha, o que parece ser corriqueiro, nas entranhas da Horda.
    Diante das questões abaixo, a maioria dos rábulas e chicaneiros respondeu-me assim:

    1 – O que é Crime Putativo?
    R – É o crime cometido por mulheres do puteiro!
    2 – Quando se diz que um juiz é singular?
    R- Quando o nome do magistrado não termina em “S”. Tais como: Elias, Jonas, Jarbas, Aristóteles etc.
    3 – Quem é vítima de Abuso de Autoridade?
    R – Qualquer cidadão que atura chatices de um prefeito bebum!
    4 – O que é uma Vara de Família?
    R- É a “vara” do próprio pai responsável pelo lar!
    5 – Por que a Justiça é cega?
    R- Porque ele usa detector de dólares!
    6 – Por que a toga deve ser folgada?
    R – Por causa que, se ela fosse “justa”, não seria veste de juiz!
    7 – O que significa Quinto Constitucional?
    R- É a antessala do Quarto Escuro do Judiciário!
    8 – Além de juízes, uma Vara pode ser formada de quais outros elementos?
    R – De porcos!
    9 – Descreva um caso de Omissão de Socorro:
    R – Dona Socorro era muda; viu seu marido com outra mulher, e nada falou.
    10 – Tipifique uma situação de Patrocínio Infiel:
    R – O senhor Patrocínio traía sua esposa todos os dias!
    11 – Se você vai patrocinar uma causa, visando ao resgate de um SÍTIO avaliado em R$ 250.000,00. Sabendo-se que os seus honorários correspondem à QUINTA parte (20%) do valor da ação, quanto você receberá do cliente?
    R – O Sítio inteiro!
    12 – Por quê?
    R – QUINTA não é sinônimo de SÍTIO?
    13 – Quando se diz que um elemento é semi-imputável?
    R – Todo indivíduo corresponde à metade da mãe e à metade do pai. Como semi significa meio, banda, metade. Logo, semi-imputável é todo aquele que tem mãe PUTA.

  2. cesar ferreira disse:

    a bomba está estourando também na Secretaria daFazenda do Estado!, a briga lá tá saindo faísca. O SINTAF e mais de 1500 filiados entre técnicos da receita e auditores inteligentes vão pedir a saída da dupla está arruinando e levando a discórdia toda classe fazendária! Nunca se viu isso antes. O Secretário Cláudio Trinchão e seu adjunto Akio Valente vão quebrar o Estado e o sistema arrecadador financeiro, tudo pela má educação e competencia que não possuem! Já bloquearam o site de jornais para ninguém, principalmente, os que estão nos postos fiscais do interior, não lerem as noticias do movimento. è gravíssima a situação na SEFAZ

  3. Paulo Roberto disse:

    Isso é puro preconceito contra o doutor Aluizio mendes. Como Investigador tenho notado que a estrutura da Polícia Civil deu uma melhorada e se não foi muito melhor é por culpa da governadora afinal o Lugui é funcionário dela e só faz o que ela quer. Tem o apoio dos escrivães, investigadores, agentes penitenciarios, peritos, legistas,etc, e os delegados que se danem já estão ganhando muito bem e nada fazem.

  4. zorro disse:

    Seria bom que nesta carta que os delegados vão divulgar eles dessem a conhecer qual o salário atual de um delegado.

  5. pensador disse:

    Dói o nível de pobreza intelectual desses policiais maranhenses, tirada as exceçoes, que são poucas, por sinal. A ignorancia transpõe o nível do símbolo medíocre, é só procurar um balcao de delegacia que facilmente constataremos essa proposição. O fato é que, de uma forma geral, todos, mas todos mesmo, ganham muito bem para o pouco ou nada que fazem. E o pouco que produzem, pode ter a certeza, é de péssima qualidade. E alguns vivem se escondendo em sindicatos ou associações que protegem ou defendem interesses mais de grupos que de classes numa visão institucional pela essência do signo que se propuseram à criaçao do sindicalismo na História da humanidade.
    Aqui, acolá, vemos o quão são esculachaddos alguns presidentes classistas q, numa visão paupérrima, confundem o grupal com o coletivo, e insistem em tenter vender à sociedade um “peixe podre” do que representam no dia a dia das funções policiais com os degradantes “serviços prestados” à sociedade. O fato é tão grave que às vezes se socorrem em expediente tão pequeno que até vergonha nos faz recolocar sob evidência a clareza de seus posionamentos: preconceituosos e recheados de incompetências reveladas no mundo da inveja. E não é diferente o ex-secretário e seus poucos asseclas no quadro de delegados de policia, com o atual que em tão pouco tempo tem dado outra roupagem da Policia Civil perante a sociedade maranhense como um todo. É só folhear as páginas jornalísticas ou irem diretamene nas fontes abertas de informaçoes.

  6. zé borracha disse:

    este delegado walter,que matou um homem num bar cai tampa,no coroado,não sabe falar,chega sêr repugnante , não tenho nada contra ele nem sou marginal,mas acho que por este motivo ele entrou na justiça para ser admitido pelo amor de deus, o crime foi contra um policial militar motivo fútil.

  7. Inácio Augusto de Almeida disse:

    Zorro
    Há muito que eu venho pedindo que os delegados dêem a conhecer o valor dos seus salários. Até porque se eles ganham pouco seria uma forma de colocar a sociedade favorável às suas reivindicações.
    Mas eu desisti. Desisti por ter concluído que é mais fácil saber a cor dos cabelos de uma freira do que o valor do salário de um delegado.
    Mas como você é o Zorro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens