Fechar
Buscar no Site

Dados do IBGE desmoralizam afirmação de Roseana de que no Maranhão “não tem pobre”

A governadora Roseana Sarney, não sei se por desinformação, cinismo ou puro deboche, mentiu da forma mais descarada possível ao afirmar que no Maranhão “não tem pobre coisa nenhuma”. Pura lorota, é querer subestimar a inteligência do maranhense, a não ser que a governadora estivesse se referindo à própria família.

A declaração dada por Roseana ocorreu durante a inauguração da UPA do Vinhais na semana passada. Pois bem, no sentido de comprovar que a informação é falsa, republicamos uma matéria publicada no UOL que, a partir de dados divulgados pelo IBGE, desmoraliza o que a governadora disse. Bem que ela poderia ter ficado sem essa.

Maranhão concentra mais miseráveis

O Maranhão é o Estado que tem proporcionalmente a maior concentração de pessoas em condições extremas de pobreza. Da população de 6,5 milhões de habitantes, 1,7 milhão está abaixo da linha de miséria (ganham até R$ 70 por mês). Isso representa 25,7% dos habitantes – mais que o triplo da média do país, que é de 8,5%. Os dados foram divulgados ontem pelo IBGE.

O conceito de miséria foi estabelecido oficialmente na semana passada pelo governo federal, que resolveu considerar em estado de pobreza extrema quem ganha até R$ 70 por mês.

O segundo pior Estado é o Piauí, com 21,3% dos moradores ganhando até R$ 70 mensais. Em terceiro, vem Alagoas, com 20,3%.

Na outra ponta, o Estado com menor nível de miseráveis é Santa Catarina. De seus 6,2 milhões de habitantes, 103 mil estão na linha da pobreza extrema, o que representa 1,6% da população.

Em segundo lugar, vem o Distrito Federal, com 1,8% de miseráveis. São Paulo está em terceiro, com 2,6%. O Rio de Janeiro tem um índice de 3,7% de pessoas vivendo com até R$ 70 por mês. País tem 16,2 milhões vivendo com menos de R$ 70.

O Brasil tem 16,2 milhões de pessoas vivendo em condições extremas de pobreza. Isso representa 8,5% dos 191 milhões de habitantes do país. Na terça-feira da semana passada, o Ministério do Desenvolvimento Social estabeleceu o valor de R$ 70 per capita ao mês como referência para definir quem são os brasileiros mais carentes.

Por essa medida, a região Nordeste é a que conta com mais pessoas em extrema pobreza. São 18,1% da população, em comparação com os 8,5% nacionais. Em seguida aparecem o Norte (16,8), Centro-Oeste (4), Sudeste (3,4) e Sul (2,6).

Os números, baseados em dados do Censo 2010, ajudarão a formular o plano Brasil Sem Miséria, uma das principais bandeiras eleitorais da presidente Dilma Rousseff.

A POBREZA EXTREMA NO BRASIl
População que recebe até R$ 70 por mês

LOCAL GANHAM ATÉ R$ 70/MÊS % DA POPULAÇÃO TOTAL
Maranhão 1.691.183 25,7
Piauí 665.732 21,3
Alagoas 633.650 20,3
Pará 1.432.188 18,9
Amazonas 648.694 18,6
Acre 133.410 18,2
Ceará 1.502.924 17,8
Bahia 2.407.990 17,2
Roraima 76.358 17,0
Paraíba 613.781 16,3
Pernambuco 1.377.569 15,7
Sergipe 311.162 15,0
Rio Grande do Norte 405.812 12,8
Amapá 82.924 12,4
Tocantins 163.588 11,8
Rondônia 121.290 7,8
Mato Grosso 174.783 5,8
Mato Grosso do Sul 120.103 4,9
Minas Gerais 909.660 4,6
Espírito Santo 144.885 4,1
Rio de Janeiro 586.585 3,7
Goiás 215.975 3,6
Paraná 306.638 2,9
Rio Grande do Sul 306.651 2,9
São Paulo 1.084.402 2,6
Distrito Federal 46.588 1,8
Santa Catarina 102.672 1,6
Brasil 16.267.197 8,5

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

10 respostas para “Dados do IBGE desmoralizam afirmação de Roseana de que no Maranhão “não tem pobre””

  1. RICARDO disse:

    A CADA DIA QUE PASSA ESSA TAL DE MARGINAL ROSENGANA SARNEY SE SUPERA SÓ FALA MERDA, O PRÓPRIO CUNHADO RICARDO MURAD JÁ DIZIA UMA VEZ QUE ROSENGANA É UMA FARSA É UMA MENTIRA TUDO QUE MANDAM ELA FALAR ELA NÃO ENTENDE DE ABSOLUTAMENTE NADA ISSO FOI MAIS UMA VEZ COMPROVADO NESSA INFELIZ DECLARAÇÃO.

  2. Marcos Borges disse:

    Esses dados do IBGE mostra a verdadeira realidade do Maranhão, um estado que têm muitas riquezas naturais, fica numa área estratégia para exportação, têm terras férteis e um povo forte e trabalhador, porém esse povo não consegue se libertar do estigma da miséria.
    Esse atrao é reflexo do péssimo gerenciamento do Estado, que ao longo de década é administrado para beneficiar uma pequena parcela da sua população, enquanto a maioria não têm renda, trabalho, educação sáude e tampouco oportunidade.
    Por isso muitos maranhenses saem do nosso estado e vão para as regiões Sudeste, Centro-Oeste, Norte e muitas vezes até para outros países próximos como o Suriname e a Guiana, e o motivo desse êxodo é simplismente ” sobreviver”

  3. JOSE BARROS disse:

    O COMENTÁRIO DA GOVERNADORA, DEMONSTRA CLARAMENTE O SEU DESPREPARO. PARECE QUE NÃO LÊ, OU SE LÊ, NÃO ENTENDE, OU PIOR AINDA, SUBESTIMA A NOSSA INTELIGÊNCIA. CONTRA OS FATOS E ESTATÍSTICAS, NÃO HÁ ARGUMENTO, INFELIZMENTE.

  4. Lucas Almeida disse:

    Os apoiadores de Roseana fogem contra os fatos, não aparece um aqui pra falar lorotas, contra os fatos não existe argumentos.

  5. exageros á parte,roseana não mentiu, o marnhão não tem pobres! tem um estado equilibrado,politicamente falando, gente honesta no governo,secretários competentes,como ex tadeu botox,aberto frango,ricardo coração de leão,o maranhão tem muitos, más muitos miséraveis, gente o miséravel , já ultrapassou o estado de pobreza á muito tempo , uma mulher que jura fazer o melhor governo de sua vida , e faz o que està fazendo: o que devemos esperar, (OS POLITICOS COMPÕEM DOIS GRUPOS,UM FORMADO POR GENTE INCAPAZ,O OUTRO POR GENTE CAPAZ DE TUDO). GETÚLIO VARGAS.

  6. Inácio Augusto de Almeida disse:

    É difícil acreditar que a governadora tenha falado isto. Pobreza existe em todos os países do mundo. Na Suécia, na Dinamarca, nos EUA. A Europa hoje conta com um grande número de pobres. Por que o Maranhão seria uma Ilha de Prosperidade?
    Mas se ela falou disse uma grande tolice.
    Sugiro que nos próximos eventos a governadora só faça pronunciamentos já preparados por seus assessores. Assim, não cometerá erros como este de dizer que no Maranhão não existem pobres.
    Se elea quiser ver pobre, miserável, gente na última linha, faça um passeio de carro entre Vargem Grande e São Bernardo. E leve um lenço para enxugar as lágrimas.

  7. BENIGNO disse:

    E os miseráveis pululam mais e mais. Tenho um primo político, que tem um filho e alguns sobrinhos médicos. Em conversa recente, ele me falou que o seu maior “santinho” de campanha vinha das laqueaduras de trompas. Porém, depois que o governo Lula inventou esses aliciamentos eleitoreiros ou esmolas governamentais, as mulheres deixaram de procurar os candidatos com pedidos para neutralizar suas máquinas de fazer sub-humanos ou humanoides. Agora que parir virou fonte de renda, aguentemos o inchaço de pessoas inúteis a poluir o meio ambiente e a proliferar mais desgraças na sociedade. Essa gente preguiçosa, que vive de usurpar os cidadãos produtivos, deveria ser induzida ao suicídio coletivo. Ou ela deveria ser privada de quaisquer assistências mantidas pelos impostos de quem contribui.

  8. inácio augusto,veja no youtube as besteiras que roseana fala, ela vive escondida por não saber,e por naõ ter o que falar,ex: fiz 23 operações,vou construir 72 hospitais,vou fazer o melhor governo da minha vida,acho natural ela falar que aqui não tem pobre, outros estados sim,aqui tem muito é miséravel, me desculpe.

  9. caro inácio augusto, no seu texto voçê diz: à EUROPA HOJE,augusto o maranhão vive na miséria a muito tempo,unica e exclusivamente pelos administradores que ainda permaneçem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens