Fechar
Buscar no Site

CNT comprova fracasso do ‘Viva Infraestrutura’ de Roseana e desmente Max

Do site do professor Hilton Franco

O secretário de Infraestrutura do Estado, o deputado licenciado Max Barros, equivocou-se ao informar sobre os dados divulgados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) sobre a situação das rodovias maranhenses.

Max afirma que a pesquisa atestou que 81,9% do pavimento das estradas maranhenses são regulares, bons ou ótimos. Apenas 18,1% foram classificados como ruins ou péssimos.

O que se percebe é uma melhora gradual das condições das nossas estradas. E isso é reflexo direto tanto da ação do Governo Federal, quanto do audacioso plano de recuperação de estradas que a governadora Roseana Sarney articulou junto com a Secretaria de Infraestrutura assim que assumiu o Governo do Estado em 2009. Os resultados são animadores”, afirmou o secretário. (Veja aqui)

Na verdade os índices apresentados por Max estão maquiados. Este site publicou a verdade sobre a real situação das estradas maranhenses e confirma com base na pesquisa da CNT que 57,2% do pavimento é péssimo, ruim ou precário, enquanto que a sinalização 84,1% é ruim, péssima ou precária.

Erosão toma conta da Belém-Brasília ou BR- 010 no Maranhão.Foto:CNT

Clique Relatório das Rodovias Maranhenses  e veja a verdade.

No 15º levantamento publicado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), foram analisados no Maranhão 4.290 quilômetros de rodovias federais e estaduais e constatou-se que 71,2% destas estão em situação regular, ruim ou péssima. A situação é mais grave nas rodovias sob responsabilidade do Governo do Estado. Foram observados 980 quilômetros de rodovias estaduais (MAs). O estudo concluiu que as piores estradas do Estado são as MAs 006, 106 e 110.

As visitas dos técnicos da CNT, Serviço Social do Transporte (Sest) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), aconteceram no período de 27 de junho a 4 de agosto deste ano e foram analisados aspectos como pavimentação, sinalização e geometria das estradas.

Resultado por rodovias pesquisadas no Maranhão
Rodovias Extensão Km Estado Geral Pavimento Sinalização Geometria
MA-006 468 Péssimo Péssimo Péssimo Péssimo
MA-034 99 Regular Regular Bom Péssimo
MA-034/BR222 22 Regular Regular Regular Ruim
MA-106 198 Ruim Ruim Péssimo Péssimo
MA-110/BR-402 38 Ruim Regular Regular Péssimo
MA-230/BR-222 46 Ruim Regular Ruim Ruim
MA-345 30 Regular Regular Bom Péssimo
MA-346/BR-402 14 Regular Regular Bom Péssimo
MAT-402/BR-402 65 Bom Bom Regular Bom
BR-010 359 Regular Bom Ruim Regular
BR-135 607 Regular Bom Regular Péssimo
BR-222 668 Regular Regular Regular Ruim
BR-226 514 Regular Regular Regular Ruim
BR-230 678 Regular Regular Regular Ruim
BR-308 89 Ruim Ruim Péssimo Péssimo
BR-316 628 Regular Bom Regular Bom
BR-402 83 Regular Bom Regular Bom

Leia também:

Estradas do Maranhão estão péssimas

Crianças realizam operação tapa-buracos na rodovia MA-216 em Penalva

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

7 respostas para “CNT comprova fracasso do ‘Viva Infraestrutura’ de Roseana e desmente Max”

  1. chico viana disse:

    Caro John:
    Como sempre, o meu artigo de hoje.
    Sempre grato,
    Chico Viana

    A VOZ DO DONO

    .

    A Assembléia Legislativa do Estado, em cujas cadeiras sentaram homens protagonistas e testemunhas da história do Maranhão, pela sua atuação política pautada na ética, na competência e na responsabilidade, eram preenchidas por cidadãos especiais que, pela sua vida profissional, pelos seus sadios pendores para a atividade político-partidária, pelo exercício impecável da vida pública, pelos caminhos que percorreram na vida até chegar ao cargo, ali foram colocados e avalizados pelos eleitores que, quase sempre, não se decepcionavam e, com eles mantinham por muitos mandados um voto de fidelidade, de retribuição e reconhecimento.

    Enfim, a gente sabia quem era, o que era e para que viera e, poucas vezes se decepcionava.

    Sempre dinâmica, ela veio se renovando, os mais velhos saindo, e os mais novos assumindo um legado moral que, se lhes não chegava a pesar aos ombros, aumentava muito a responsabilidade e a obrigação de não desonrar seus pósteros, o eleitor, e a instituição.

    Agora, também é assim.

    A atual Assembléia Legislativa tem novos nomes, alguns de primeiro mandato, outros de segundo, outros veteranos, mas todos com o rótulo, e o compromisso de se haverem dignamente em seu mister. É claro que, dentre os novos, os mais previdentes, os que realmente tem futuro político, os que assumiram sem intermediações o compromisso direto com o eleitor, os que tem vontade própria porque de seu próprio esforço conquistaram o cargo, estes muito observam, para não agir atabalhoadamente, não servirem de chacotas pelas intervenções pífias, numa retórica de lupanar , atropelando tanto a liturgia do cargo quanto o bom vernáculo. Poucos o conseguem acompanhar na TV Assembléia .Suas vituperações. Em casa desliga-se o aparelho, no plenário olha-se para o chão, e fala-se de lado, envergonhados por terem um colega de tal jaez.

    São pessoas que, antes de tudo, tem um grave defeito, acham que o cargo faz o homem e, por serem deputados podem fazer o querem, dizer o que quuizerem, sem o menor compromisso com a verdade.Acontece que é o homem que faz o cargo. Quantas vezes o cargo de Presidente de uma República, não foi achincalhado e desmerecido pela atuação de um presidente que não soube fazer o cargo, tornar-se dele digno?

    Lembro-me da última carta que o ministro Sergio Mota escreveu ao Presidente Fernando Henrique Cardoso, quando já se preparava para o sono eterno e, justamente numa época em que o amigo atravessava uma turbulência administrativa, foi enfático e até repetitivo no texto: “Não se apequene! advertia; Não se apequene, pedia”.

    Na visão de um homem que democratizou a telefonia no Brasil , e previu que celulares seriam dados, ou vendidos até em postos de gasolina, um visionário destes que aparecem poucas vezes no mundo, ele sabia que, se o homem-Presidente se apequenasse, o cargo também se apequenaria, e como passa o homem e o cargo fica,este não deveria sofrer o menor desgaste, pois era um legado de todos os brasileiros.

    Infelizmente sempre há ovelhas negras, decepções e frustrações no parlamento, e de um modo geral,vem daqueles que o amesquinham.

    Não tem moto próprio, bonecos de ventríloquos que falam pela voz do dono, marionetes cujos cordões são visíveis e que, na sua pequenez , e completa falta de auto-crítica, julgam-se o máximo, principalmente quando açulados e promovidos por uma imprensa que sempre se utilizou destes tipos, mas, felizmente, cedo deles se descartaram. Não se pode sustentar para sempre um ator bufo, logo se torna conhecido, daí a necessidade da fila andar, e como anda. Acho que o “professor” Sócrates ainda anda por aí a atestar esta verdade, se é que alguém ainda se recorda da histriônica criatura, da copa e cozinha de seu criador, hoje provavelmente carpindo um quarto de despejo.

    O “deputado” Roberto Costa é o mandado da vez.

    É um cidadão de primeiro mandato como são Eduardo Braide, Neto Evangelista, Edilázio Júnior, Edson Araújo, Leo Madeira, André Fufuquinha, Pádua, J.Pinto, Edson Araújo, Carlinhos Florêncio, Vianey Bringel, Valéria Macedo, Francisca Primo, Leo Cunha, Alexandre Almeida, Zé Carlos, Bira do Pindaré, etc… alguns mais familiarizados com a vida pública, outros se familiarizando, mas todos conseqüentes, oportunos e cientes de suas limitações que, com certeza serão superadas pela perspicácia e experiência de tantos outros mandatos que virão a ter, afinal conquistaram os votos, no corpo a corpo, olho no olho, não os receberam de bandeja, graciosamente claro, a preço da completa submissão.

    Os seus patrocinadores são implacáveis: “-Vai, vai! Pega, pega,!Morde, morde!,” instigam os donos, pondo à prova sua fidelidade à moda canina. Que não se ofendam os cães.

    E ele vai, e ele ataca, e ele tenta morder. Só que ás vezes pega um osso duro de roer. Mesmo assim tenta. E se orgulha, por exemplo, de haver impedido que 128.000 famílias fossem isentas do IPTU.

    Para torná-lo ainda mais agressivo e julgar-se onipotente, premiam-no com manchetes como a de hoje(quarta) , na qual se proclama que “ele espera aguarda a versão do prefeito Castelo para os R$ 73 milhões de convênios feitos com o Governo do Estado”, aquele que, feito com todos os prefeitos foi suspenso, e novamente refeito somente para aqueles que entraram no barco.E detalha, a nota, que “os recursos foram depositados pelo Governo do Estado no Banco do Brasil como manda a lei, foram; o prefeito transferiu o recurso para a Caixa Econômica, transferiu, mas, ninguém consegue localizá-los”.

    Ora meus amigos, numa época em que a justiça tem todas as contas bancárias em mãos através do Bacen-Judi, podendo transferir, bloquear, resgatar,identificar saques, o que quiser, em qualquer tempo e hora, o que o deputado diz é mais uma sandice.

    Os recursos existem, a Prefeitura deles está de posse, a justiça sabe, é claro só não sabe quem, por direito, não pode saber. E o Prefeito tem mais o que fazer do que ficar dando informação a quem não tem a menor qualificação para recebê-la, e satisfação e quem se avilta tanto , merecê-la. e dela fazer bom uso.

    E com certeza será muito bem aplicado, o Hospital de Emergência, ainda espera ser liberado, e muitas outras obras dele dependem. Já se estivesse nas mãos do Governo Estadual, quem sabe não seria parte dos R$ 50 milhões de propaganda gastos só este ano, mais da metade dele faturado para a emissora da família?

    E tenho escrito, porque quando se escreve não se fala e, quando não se fala. não se diz.

  2. Robson Luna disse:

    Caro John, é claro que em política sempre há lados. Aqui no MA são dois. mas não deixe a sua credibilidade ser abalada por mentirar. Vc já errou quando disse que a SES comprou uma Hilux por R$ 500 mil. Eram cinco. E agora, copia texto de um blog sem referência para criticar os números apresentados pelo senhor Max Barros. Tive a curiosidade de acessar a pesquisa CNT Rodovias 2011 no site e, para mim, ficou claro que o candidato da Rosinha não mentiu.
    Não sou defensor dele – detesto a família Sarney – mas gosto de ler esse blog por conta da coerência. POrtanto, decidi participar com este comentário. O que vi na pesquisa foram números idênticos aos apresentados pelo Max Brabo (como gosta de chamar o Décio Sá). Realmente, segundo a CNT, “81,9% do pavimento das estradas maranhenses são regulares, bons ou ótimos. Apenas 18,1% foram classificados como ruins ou péssimos” (parafraseando você mesmo).
    Está lá na pesquisa, no tópico “classificação do pavimento”. É só consultar.
    Grande abraço.

  3. Silvia (Redenção) disse:

    Vi os números dessa pesquisa no site do Marco Deça e confesso que cheguei a duvidar (essa turma do Sarney sempre mente muito). Aí acessei esse link do Hilton Franco, que leva pra CNT. E, sinceramente, John, não vi mentira nesse caso. Os números estão lá, tais e quais os apresentados pelo secretário.

  4. Marcelo Cavalcante disse:

    Tenho minhas duvidas em relação a sua materia, qual será a verdadeira??? Acredito em MAX, sei que ele é um homem honesto e trabalhador.

  5. Renato Lima disse:

    A oposição sempre contra a realidade… Max Barros, sabemos que você é o melhor…

  6. Livia Teles disse:

    Acompanho todos os blogs e acredito nas palavras de Max, você deveria pesquisar melhor suas informações. Roseana soube escolher um secretario maravilhoso que é Max e também soube escolher o futuro Prefeito de São Luis.

  7. Carlos Machado disse:

    Caro Jonh, realmente os números são duvidosos, ainda mais vindo de um secretario da grande Governadora, acessei a pesquisa e fiquei me perguntando, será que estão mentindo???? Vamos admitir, Max Barros sabe trabalhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens