Fechar
Buscar no Site

Covid-19: Maranhão confirma primeiro caso da variante P.1

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recebeu da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) o resultado do primeiro caso confirmado da variante P.1 da Covid-19, nesta sexta-feira (26). A variante, identificada originalmente no Amazonas, torna o coronavírus mais contagioso, segundo estudos preliminares.

O primeiro caso confirmado no Maranhão trata-se de pessoa do sexo feminino, de 35 anos, residente no município de Paço do Lumiar, guarda municipal de São Luís, sem histórico de viagem.

A paciente apresentou sintomas suspeitos da Covid-19 com tosse, mialgia, perda de olfato e paladar. Sem comorbidade, cumpriu quarentena em isolamento domiciliar, com plena recuperação.

O exame RT-PCR foi coletado no Hospital São Luís e enviado ao Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen/MA) que encaminhou a amostra à Fiocruz.

Nota Informativa

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Maranhão (Cievs/MA) emitiu nota informativa para os 217 municípios maranhenses em alerta a detecção da variante P.1 no estado.

O documento traz recomendações sobre a intensificação do uso de máscara, higienização das mãos, vacinação dos grupos prioritários e distanciamento social.

Variante

De acordo com o Ministério da Saúde, a variante brasileira, chamada P.1, já foi identificada nos estados do Amazonas, São Paulo, Goiás, Paraíba, Pará, Bahia, Rio Grande do Sul, Roraima, Minas Gerais, Paraná, Sergipe, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Ceará, Alagoas, Pernambuco, Piauí e, agora, no Maranhão.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Covid-19: Maranhão confirma primeiro caso da variante P.1”

  1. Aston Beckman disse:

    Todos aqui devem lembrar: no início desse desgoverno de desgraças, Jair Bolsonaro falou que “a única coisa que poderia derrubá-lo era o fracasso na economia”. Isso pode explicar a aversão dele ao Lockdown. Entende que, se as pessoas pararem por um período, para não pararem duma vez, a política econômica pode cair por terra, e com ela, o sonho da reeleição.
    Vejam que lixo mais imundo: por causa de sua fome egoísta de poder, ele é capaz de empurrar milhares de concidadãos ao sofrimento e à morte!
    Desde o começo da Pandemia, Bolsonaro sempre se esforçou para aparecer como um sabotador de quaisquer contramedidas, que visassem a barrar a Covid-19 e, ao mesmo tempo, retaliando os autores dessas iniciativas: governadores, prefeitos, cientistas, artistas, ONGs etc.
    Mas o Capetão não está sozinho, na sua ação patriocida: tal crueldade deve ser compartilhada também com os brasileiros clones de Caim, os quais hipotecam apoio cega e irresponsavelmente a esse mefistófeles infernal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens