Fechar
Buscar no Site

Coronavírus: Definidas diretrizes para atuação nas UPAs e hospitais macrorregionais do MA

Nesta terça-feira (17) o governador Flávio Dino reuniu com todos os diretores das UPAs de São Luís e dos hospitais macrorregionais do Maranhão para alinhar ações de prevenção e combate ao Coronavírus (COVID-19) em todo o estado.

Durante o encontro, o governador dialogou com os diretores dos hospitais regionais e macrorregionais de todas as regiões do Maranhão em uma ação integrada de combate ao coronavírus. “Estamos preparando leitos de UTI, leitos de retaguarda, reforçando o fornecimento de medicamentos e equipamentos de proteção para os profissionais de saúde. Contamos com a mobilização social necessária, com movimento e trabalho. Por isso temos que ter confiança tranquilidade, serenidade, para que juntos, de mãos dadas, governo e sociedade, possamos vencer esse desafio”, disse o governador Flávio Dino.

Nesta mesma reunião com os diretores dos hospitais e UPAs, o governador anunciou a criação de um novo Centro de Testagem, além do que já está em funcionamento na Policlínica Diamante. O novo centro funcionará no Viva Beira-Mar, em área isolada, e nos locais de coleta dos hospitais macrorregionais. “Ainda não temos nenhum caso confirmado de Coronavírus no Maranhão. Mas, estamos trabalhando dia e noite, preparando leitos de UTI, leitos de enfermaria, preparando nossos diretores clínicos em todo o estado. Além disso, vamos ampliar o Centro de Testagem e iniciar, nos próximos dias, a checagem de passageiros no aeroporto e na rodoviária”, afirmou o secretário de Saúde.

Para Caio Hortegal, diretor do hospital macrorregional de Pinheiro, o alinhamento do Governo do Estado, por meio da rede de saúde, prepara o Maranhão para o possível recebimento dos pacientes com coronavírus. “Essa articulação entre hospitais, rede e governo são medidas preventivas que vão amenizar a incidência do coronavírus. Estamos todos os dias nos preparando para enfrentar mais um desafio na saúde pública do Maranhão”, disse o diretor.

SES descarta 25 casos suspeitos de COVID-19 e CIEVS monitora 32 pessoas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) comunica que, desde o início do monitoramento, notificou 57 casos de possível infecção por COVID-19. Desses, 32 casos suspeitos são acompanhados por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), 20 foram descartados por diagnóstico laboratorial. Cinco foram excluídos após a investigação apontar que não atendiam os critérios de definição de caso suspeito de COVID-19. Até o momento, não há casos confirmados.

Quando analisados os casos notificados de COVID-19, a razão de sexos aponta 38 (66,7%) casos em mulheres e 19 (33,3%) casos em homens.

O Centro de Testagem do Maranhão, localizado na Policlínica Diamante, está recebendo casos suspeitos de Covid-19 para a coleta de material para a realização dos exames laboratoriais e orientações sobre as medidas que devem ser tomadas até o resultado do exame. O Centro de Testagem funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 18h.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Coronavírus: Definidas diretrizes para atuação nas UPAs e hospitais macrorregionais do MA”

  1. Ricardo disse:

    Essas UPAS não tratam nem de gripe comum, isso é apenas discurso sem resultado / efetividade, papo de comunistas / esquerdistas que passaram décadas no poder só promovendo as regalias e roubalheiras e caos na saúde, doido quem acredita que terá tratamento sério, melhor ficar em casa.

  2. Aston Beckman disse:

    Paradoxal, é esses pastores se autointitularem ministros de um Deus onipotente, onisciente e onipresente. Todavia, orientam suas ovelhas a não congregarem, a fim de evitarem aglomeração; para fugirem de um minúsculo agente, ou aliás, um microscópico vírus. Mesmo os reverendos sacrificando o dogma das seitas protestantes: que é arrecadar insaciavelmente dízimos e ofertas!
    Cadê a fé que remove montanhas? Qual pesa mais: uma montanha ou um vírus?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens