Fechar
Buscar no Site

Com iminente desistência de Detinha, Josimar conversa com Braide; Brandão articula apoio do PL a Duarte Jr.

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) está analisando duas possibilidades com a iminente desistência da sua esposa, Detinha, na disputa da prefeitura de São Luís: apoiar Duarte Jr. (Republicanos), em uma aliança com o vice-governador Carlos Brandão, ou voltar ao projeto original do PL, que era marchar com Eduardo Braide (Podemos).

Na última sexta-feira, Josimar esteve reunido tanto com Brandão (pela manhã) quanto Braide (à tarde). Na conversa com o vice-governador, o dirigente do PL disse que poderia fechar com seu candidato, desde que fosse selado um compromisso visando 2022. Conforme noticiou o blog do jornalista Marco D’Eça, o acordo seria:

1 – garantir Josimar como candidato a senador na chapa de Brandão;

2 – indicar o vice de Brandão;

3 – fechar o compromisso de ter a própria Detinha na presidência da Assembleia.

O problema é que Josimar não sabe se Carlos Brandão teria condições de garantir isso, uma vez que depende de outros fatores, entre eles o governador Flávio Dino. Maranhãozinho não sente firmeza e tem dúvidas se Brandão teria autonomia e pulso para formar sua chapa em 2022.

Pensando nisso, Josimar de Maranhãozinho abriu novamente diálogo com Eduardo Braide.

Nesse caso, a articulação seria o seguinte: Braide apoiaria Josimar em 2022 para a governador. Na chapa estaria também o senador Roberto Rocha (PSDB), que poderia se candidatar novamente a senador.

Nessa hipótese, com o aval de Roberto Rocha o deputado Wellington do Curso (PSDB) não seria candidato a prefeito este ano e apoiaria Eduardo Braide, com o compromisso deste ajudar a eleger o dono de cursinho deputado federal na próxima eleição.

Na chapa de Braide seria indicada a vice Fabiana Rodrigues, sobrinha de Josimar para matar e eleição no primeiro turno.

A análise feita pelo grupo de Josimar, levando em consideração a pesquisa Ibope, é que Braide perderia no segundo turno, tendo em vista o crescimento de Neto Evangelista e a seu favor a militância do PDT e o senador Weverton, e Rubens Jr. com apoio de Lula e Flávio Dino, que detém boa aprovação em São Luís.

Até o momento a candidatura de Detinha só existe a fim de demarcar território e mostrar força de Josimar para que o mesmo possa ter peso na mesa de negociação visando a eleição daqui a dois anos.

O jogo está em aberto. Hoje, Braide levaria vantagem por ter condições maiores de cumprir com o que Josimar propõe.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens