Fechar
Buscar no Site

Com a saúde debilitada, Lula não deve participar da campanha de Washington

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez, nesta segunda-feira (30), uma força-tarefa para tirar fotos de campanha ao lado de candidatos da base aliada. Ao todo foram convidados 118 candidatos das cidades com mais de 150 mil eleitores, entre elas São Luís.

Primeiro, Lula tirou uma foto ao lado de todos os candidatos juntos. Depois, o ex-presidente foi para uma sala reservada, enquanto os candidatos foram chamados, por ordem alfabética do nome das cidades, para o retrato individual. Cada um ficou de 30 segundos a 1 minuto com Lula.

O candidato a prefeito de São Luís pelo PT, o vice-governador Washington Luiz foi um dos que tiraram foto ao lado de Lula, assim como outras centenas de postulantes ao cargo de prefeito nas eleições municipais deste ano. Mas a participação do ex-presidente na campanha do sarnopetista pode ficar restrita a isso.

É pouco provável que Lula venha a São Luís pedir voto para Washington. Por conta dos efeitos do tratamento contra um câncer na laringe, o ex-presidente deve fazer poucas viagens durante a campanha eleitoral deste ano. Lula deve se concentrar na eleição do petista Fernando Haddad, em São Paulo.

Belo Horizonte e Recife também podem contar com participação mais intensa do ex-presidente. Nada confirmado, ainda.

Entretanto, sabe-se que São Luís está de fora da lista de prioridades, nas quais está prevista a presença maciça do ex-presidente Lula e a participação comedida da presidente Dilma Rousseff.

Na última segunda-feira (23), Lula se reuniu com a cúpula do partido para pedir lista de cidades prioritárias onde sua presença é indispensável para a vitória nas eleições. Nesse levantamento, segundo informações do jornal Folha de São Paulo, assim como São Luís, Fortaleza ficou de fora.

Além da saúde de Lula (antes da sessão de fotos com os candidatos do PT e dos partidos da base aliada, entre os quais o PCdoB, Lula dirigiu-se para uma sessão de fonoaudiologia) a preocupação maior dos caciques petistas é montar agenda para Dilma que não banalize sua imagem e não afronte os partidos da base aliada do governo federal.

Em São Luís, os outros partidos da base de Dilma, como o PCdoB, PSB, PDT e PTC apoiam a candidatura do deputado Edivaldo Holanda Jr. Legendas com força política que dão sustentação importante a presidente no Congresso.

Na avaliação de 99% dos analistas, marqueteiros e da classe política local a presença de Lula na campanha de Washington era a ‘carta na manga’ da coordenação petista para fazer o vice-governador alavancar nas pesquisas e levá-lo ao segundo turno. Agora, tudo indica que vai ter que se contentar somente com uma foto e uma gravação com um pedido repetitivo de voto.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Com a saúde debilitada, Lula não deve participar da campanha de Washington”

  1. roberto disse:

    Não intendi se estão falando da saude do Lula ou das condições da “Saude” no Maranhão!

  2. Paulo Silva Costa disse:

    EI JHON NÃO SEI COMO VC AINDA POSTA COMENTÁRIOS DESSE BABACA PUXA -SACO DE ROSENGANA INÁCIO BALAIO DE GATO AUGUSTO.
    ESSE CARA É APAIXONADO POR FLÁVIO DINO, UM BICHONA QUE VIXE UMA PAIXÃO PLATÔNICA..
    POR QUE ESSA BICHONA NÃO PROCURA UM JUMENTO PARA SATISFAZÊ-LO!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens