Fechar
Buscar no Site

Charge Eletrônica

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Charge Eletrônica”

  1. Vanda disse:

    Meu caro John, boa noite!
    Isso aí é novidade?
    Tu achas que o secretário Aluisio vai fazer o governo investir todo esse dinheiro por causa da população? ela que se dane.
    Sabe, eu não sei mais do que precisa acontecer pra “esse playboy” deixar o governo….juro que não sei….pessoas degoladas, indice de criminalidade lá em cima, greve com mais de 70 dias e nada….só sei de uma coisa….eu nunca mais voto nessa dona governadora, ela me decepcionou com esse secretariado.
    Sabe quando esse estado vai ter jeito? quando essa geração passar e daqui a 30 anos nasça uma nova…..talvez assim a gente consiga ser um estado digno de viver…isso é coisa pros bisnetos……ou tataranetos….deixa a cambada passar….

  2. vejo num futuro próximo, sarney no avião da pf de graça, rumo á pedrinhas lugar digno para ele.

  3. Inácio Augusto de Almeida disse:

    Turma, vocês queriam o que? Que Sarney fosse a nado até a ilha?
    Quem está com o prestígio que ele está na esfera federal pode cometer estes pequenos “deslizes”. Quem deu a votação que ele deu a Dilma, com a ajuda de Flávio Dino, pode se dar ao luxo de usar helicóptero do governo para passeios. Afinal, poder é poder.
    E nós contribuintes, que pagams a mais alta carga de imposto do mundo, que não temos saúde, que não temos segurança, que não temos nada, ainda somos ameaçados com a volta da CPMF. Vai ver eles estão achando pouco os impostos que pagamos para manter este estado de coisas.
    Só uma pergunta: Sarney comprou de quem esta ilha? Sarney era um pobre estudante que lavava as próprias roupas quando morava na casa do estudante (site da ABL). De quem era esta ilha? Quanto ele pagou por esta ilha?
    John, já que você é o jornalista mais bem informado do Maranhão, responda estas perguntas. Todo o povo maranhense quer saber como se compra uma ilha e por quanto.
    Sugiro que procure a compra da ilha no livro de memórias que ele acaba de publicar. Se lá não constar nada sobre a compra da ilha, entreviste Sarney. Ele é uma pessoa muito educada. Com certeza terá o maior prazer em lhe atender. Vamos lá, John.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens