Fechar
Buscar no Site

Capanga político do clã Sarney, Chiquinho Escórcio caminha na contramão da lógica

Do site Ucho.Info

Haja verba – O deputado Francisco Luiz Escórcio Lima (PMDB-MA), o Chiquinho Escórcio, é daquele político cujo perfil se enquadra no estereótipo à moda antiga. Truculento e com pouca notoriedade, busca holofotes com oportunismo desmedido. E gasta sem parcimônia. No próprio site Transparência da Câmara se surpreende com os gastos perpetrados pelo nobre deputado. Com locação de veículos e serviços gráficos o montante despendido é expressivo.

É possível, desde que o parlamentar abasteça de informações, consultar no site da Câmara os gastos de cada deputado mensalmente. Na página em que se encontra “Cota para Exercício Parlamentar” há discriminação das despesas do deputado. No caso de Chiquinho, acusou-se na seção Assinatura de Publicações, no mês de agosto, um gasto de R$ 25.000,00 com a gráfica brasiliense Renovação Gráfica e Editora Ltda., na classificação de despesas.

Em julho, Chiquinho utilizou o dinheiro público na locação de automóveis num total de R$ 24 mil. Divididos entre as locadoras Galman Empreendimentos Ltda., localizada em São Luís, capital do Maranhão, e na Impercar C. A. dos Santos, de Brasília, deu respectivamente R$ 17,1 mil e R$ 7,8 mil, totalizando R$ 24.180,00. Vale lembrar que o mês é de recesso.

Os gastos do parlamentar saltam aos olhos no mês de maio. Existe um gasto relativo à Divulgação da Atividade Parlamentar e na página encontra-se a Renovação Gráfica e Editora novamente. E novamente há a despesa de R$ 25 mil. Quantia idêntica à realizada em agosto com a mesma gráfica.

No mesmo mês de maio, a verba referente à locação de veículos, Chiquinho gastou R$ 12.570,00 com a Impercar C. A. dos Santos e R$ 12.360,00. As mesmas empresas verificadas em julho. Nesse mês o total de despesas atingiu R$ 64.454,94.

Chiquinho assumiu como suplente o mandato de deputado federal (na Legislatura 2011-2015), a partir de 5 de abril de 2011, por conta da licença do deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), puxado pela governadora do Maranhão, Roseana Sarney, para ocupar a secretaria de Cidades. Como suplente, Chiquinho Escórcio também obteve o mandato de deputado federal na legislatura 2003-2007, e permaneceu na Câmara entre de 3 de abril a 15 de julho de 2006. No Senado, Chiquinho, então no PFL, exerceu o mandato entre 1996 a 2002.

Truculento e de pavio curto, Chiquinho já bateu boca com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Candido Vaccarezza (SP), quando este dava uma entrevista. E tudo acontece porque o parlamentar maranhense busca holofotes. Conhecido por protagonizar discussões bastante acaloradas com seus pares durante sessões na Casa, Chiquinho Escórcio ganhou fama por atividades sinistras

Arapongagem

No ano de 2007, como assessor do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), foi acusado de promover espionagem contra os senadores goianos Demóstenes Torres (DEM) e Marconi Perillo (PSDB). Chiquinho Escórcio confessou que também buscava munição para ser utilizada contra o então governador Jackson Lago (PDT).

Escórcio confirmou que viajou a Goiânia e que falou com Pedro Abrão, um ex-deputado peemedebista, dono de um hangar do aeroporto de Goiânia. Chiquinho foi acusado de tentar, supostamente a serviço de Renan Calheiros, convencer Abrão a instalar câmeras no hangar para espionar Demóstenes e Perillo, quando eles fossem utilizar seus aviões. Entretanto, Abrão não concordou com a ação de espionagem.

Abrão avisou por telefone ao amigo Demóstenes Torres, como forma de interromper a jogada de Escórcio. À época, Renan Calheiros queria a presidência do Senado e receava perder a cadeira, por isso lançou mão de estratégias nada republicanas, como comprometer adversários em busca de apoio.

Recentemente, Escórcio foi acusado de emprestar um funcionário de seu gabinete para trabalhar como motorista da esposa do então ministro do Turismo, o deputado Pedro Novais (PMDB-MA). O que provocou o último suspiro de Novais como ministro. Depois desse episódio, Novais foi obrigado a pedir demissão. O PSOL entrou com representação contra Escórcio por quebra de decoro parlamentar.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

9 respostas para “Capanga político do clã Sarney, Chiquinho Escórcio caminha na contramão da lógica”

  1. pericles santos disse:

    Vagabundo, todo mundo sabe que Chiquinho Escroque é vagabundo e truculento, tanto que, acompanhado de JAGUNÇOS fantasiados de policiais, chefiados por um BANDIDO travestido de Delegado, deu uma surra em Aderson Lago e no Pinguço Dr. Peta no saguão do Hotel Poty.
    Todo ladrão e truculento deveria ser submetido à pena de morte.

  2. Alfredo José Souza Filho disse:

    ESSE SUPLENTIZINHO DE DEPUTADO É UM LAMBE BOTAS DA FAMIGLIA SARNEY.
    QUERO VER SE ALGUM DIA ESSE VERME SE ELEGE A ALGUMA COISA !

  3. Luiz disse:

    A família Sarney vai ter sempre que aturar o Chiquinho foi ele com toda doidice que foi atrás das provas contra o Dr. Jackson .

  4. Carlos Ociran disse:

    Dado ao seu alto conhecimento do vernáculo e pelas despesas com gráfica, Chiquinho deve estar escrevendo e publicando uma nova versão dos dez mandamentos para ficar de acordo com a postura ética do seu grupo. Ali Babá deve estar morendo de vergonha por ter sido um ladraozinho chinfrim.
    Agora que são imunes graças ao santo STJ, estão fazendo a festa. Para essa turma, não existe limites para a imoralidade

  5. Celso Alhadef disse:

    Enquanto um sujeito desse nível ralé for apoiado por Sarney a sua família não recupera a credibilidade. Que vergonha esse pilantra na Cãmara Federal.

  6. maria disse:

    Quem não tem argumento, usa da truculência; quem não tem condições intelectuais para argumentar, vai pela força física ou pela fala de baixo calão, como é o caso………

  7. AINDA ACREDITO EM FUZILAMENTO DE TIPOS COMO chiquinhos dos porcos EM PRAÇA PUBLICA, AGUARDEM.

  8. Greg disse:

    Lamentável ver um jornalista aparentemente bem formado, sem nenhuma outra motivação para escrita que não seja a família Sarney e seja aliados. Isso me lembra um certo deputado medíocre que pauta sua vida em falar de Sarney. Vejo pelos seus artigos que vc não é fraco, entretanto é lamentável que vc se deixe manipular por mentes doentias que nada produzem e nada tem a mostrar e de limitam a criticar e denegrir pessoas que construíram uma história e fazem parte dela quer vc queira ou não. No caso do deputado federal Francisco Escórcio, estou certo de que seu vc soubesse de verdade a trajetória dele, teria vergonha do que acre eu e do que permite que falem dele. Mas, tudo bem John, só damos o que temos!

  9. augusto lima disse:

    Esse jornal ainda vai ser do chiquinho, tanto que dizem inverdades, e depois, a justiça manda indeniza-lo. Foi assim já por duas vezes, e pelo visto, este jornal não aprendeu a lição, e fica um bocado de gente aqui, acreditando e tecendo comentários irreais sobre o chiquinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens