Fechar
Buscar no Site

Atitudes isoladas não tiram o brilho da festa democrática que ocorreu em São Luís

Foi legítimo, democrático e espontâneo o manifesto ocorrido, ontem, nas ruas de São Luís. Os incidentes menores não tiram de modo algum o brilhantismo dos que protestaram verdadeiramente por causas e melhorias nos serviços públicos mais do que justas, independente do poder em questão. A grande maioria se portou de maneira pacífica.

DSC_0079

No caso dos atos de vandalismo e depredação protagonizados por parte de um grupelho mal intencionado – dirigido por vertentes políticas – , é impossível controlar qualquer de ação deste tipo quando há amontoado de gente. Como controlar quem vai participar?

Evidente que setores atingidos pelas manifestações e, consequentemente, sentindo-se ameaçados com a revolta popular, tentam descaracterizar o movimento.

Em vão! Lutar por melhorias na segurança, saúde, educação, mobilidade urbana são pautas justas. Estarão sempre presentes no bojo dos grandes problemas enfrentados nos centros urbanos seja a época que for.

O mais importante é que a mobilização chamou a atenção das autoridades. O prefeito de São Luís colocou-se à disposição para dialogar, desarmando qualquer tipo de barreira, a exemplo da ordem que deu de retirada das barreiras metálicas de frente do La Ravardière.

Atitude representativa de quem é democrata e respeita a juventude da cidade, que não pode ser privada de se manifestar.

Se o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad tivesse aceitado antes as diversas propostas feitas pelo Movimento Passe Livre de discutir a tarifa do transporte coletivo, certamente não teria culminado com a decisão de ir às ruas para serem escutados. Tudo ocorreu em decorrência do fracasso da abertura de um canal de conversa.

DSC_0943

Foto: Hilton Franco

Na verdade as barreiras de ferro implantadas ao redor do Palácio dos Leões só instigaram mais ainda a revolta dos jovens, que acabaram avançando e chegando a porta da residência oficial da governadora. Tanto é que a Polícia Militar ficou concentrada toda na sede do governo Roseana, descobrindo a Prefeitura.

Por isso as pichações e quebra de vidros no segundo.

É necessário que atitudes com esse caráter reivindicatório, de buscar dias melhores seja um ato permanente, onde a população possa constantemente cobrar e fiscalizar os atos dos gestores.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Atitudes isoladas não tiram o brilho da festa democrática que ocorreu em São Luís”

  1. Luiz disse:

    Bom mesmo é ser um movimento independente e sem partido politico.

  2. Max Evangelista disse:

    Vejo que não falta muita gente idiota como o caso do garoto com o cartaz insultando a governadora. Essas coisas são desrespeitosa e desnecessárias. Se querem reformas, peçam então. Insultos não levam a lugar algum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens