Fechar
Buscar no Site

Atenção! Passagens de ônibus são reajustadas em São Luís. Confira os novos valores

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa o reajuste na tarifa de prestação do serviço de transporte público de São Luís. O valor da passagem das linhas integradas passa de R$ 2,90 para R$ 3,10 e o das não integradas – atualmente de R$ 2,20 e R$ 2,50 – passa a ter preço único de R$ 2,70. Os novos valores tarifários fixados por Decreto Municipal entram em vigor a partir da 0h desta segunda-feira, dia 22 de janeiro de 2018.

A SMTT esclarece que o reajuste tarifário atende às regras do contrato de concessão do serviço. O último reajuste concedido às empresas que operam o sistema de transporte público da capital maranhense tinha ocorrido em março de 2016, há quase dois anos.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Atenção! Passagens de ônibus são reajustadas em São Luís. Confira os novos valores”

  1. Pedro Paulo de Arruda Aroeira disse:

    Quanto aos reajustes é necessário, porém, tem que se cobrar vários item que os empresários vergonhosamente não cumprem, por ex, continuam a sucataria pela periferia e interior da ilha. Ônibus novo?, de 100 ônibus um apenas é novo. Esse consorcio vei para esculhambar o sistema, misturou ônibus velho com novo e implantou a putaria,bairros como Cohatrac, UEMA, tem coletivo mais velho do que novo.
    Esses empresários não se emendam, se aumento fosse para melhorar as frota de ônibus, seria ótimo, mas eles desviam o lucro para outras atividade, com isso aumemtam seus patrimônio deixando os coletivo sucateados para bajular aumento em detrimento dos mesmo. Se descem prejuizo, não existiriam nenhuma empresa funcionado em São Luis e outros Estados, antecipação de receita, ninguém anda fiado em coletivo, só com dinheiro vivo, como pode dar prejuizo?, só mentira, o pibre do trabalhador com $17, de aumento é um abuso com a dignidade do ser humano, é um escravo institucionalizado.

  2. A CASA CAIU, O PREFEITO EDVALDO HOLANDA NÃO CUMPRE PROMESSA DE CAMPANHA DE SUA REELEIÇÃO.

    Estar caracterizado que são os empresários do sistema de transporte de passageiros de São Luís que mandam no prefeito. Além da prefeitura ter permitido aos empresários tirarem os direitos sociais das comunidades com a implantação do novo sistema, ainda concede a pressão dos empresários para implantar a tarifa única em São Luís sem fazer consulta popular. QUE DECEPÇÃO!!!

    Até que o aumento da tarifa nas linhas integradas pode ser q a população por mais que seja penalizada não concordando com o aumento da tarifa na linha integrada, mas pelo menos não será ilegal a medida do secretário Canindé Barros, isto no aumento da tarifa do sistema integrado que não deixa de ser questionado, pois a população não suporta ser explorada e furtada por um novo sistema que não existe. Já a ilegalidade da medida do secretário Canindé Barros estar no aumento da tarifa das linhas não integradas, como por exemplo as tarifas anteriores de 2,20 e a de 2,50 passaram para um preço único de 2,70. Essa medida é totalmente irregular pelo fato da SMTT de tanta pressão dos empresários não ter formalizada a consulta popular, e para complicar, o legislativo municipal ainda se encontra de recesso parlamentar.

    Bravos e bravas, a única vez que a prefeitura tentou implantar a tarifa única foi na gestão do prefeito Tadeu Palácio quando o Movimento MACAIB com apoio de várias lideranças de São Luís conseguiu derrubar a proposta da tarifa única. Naquela ocasião, já tínhamos o sistema integrado com tarifa diferenciada da não integrada e a SMTT pelo secretário Canindé Barros para cumprir o protocolo constitucional, realizou algumas audiências públicas com o público alvo marcado e foi daí que o Movimento MACAIB descobrindo que o público era maquiado, partiu pra cima e conseguiu derrubar a manobra consolidando a vitória popular ao contrário do que estar ocorrendo no presente que nem mesmo com audiências com público maquiado a SMTT provocou as audiências públicas e com isso determinando tarifa única. Isto é um absurdo. O Movimento MACAIB não vai ficar parado, pois essa medida é irregular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens