Fechar
Buscar no Site

Após instituto colocá-lo atrás de Hertz Dias, Yglésio denuncia: “estão querendo me zerar nas pesquisas”

O candidato a prefeito de São Luís pelo Pros, Yglésio Moyses reagiu com indignação ao resultado da pesquisa Interpreta divulgada nesta segunda-feira (26). De acordo om o levantamento, Yglésio aparece atrás do candidato Hertz Dias, do PSTU.

O que está acontecendo nesses institutos de pesquisa locais está virando caso de polícia. Estão querendo me zerar nas pesquisas, depois de eu ter vencido os três primeiros debates e o meu nome vir crescendo a cada dia. Querem fazer nosso eleitorado crer que não temos viabilidade e estimular o tal “voto útil” no menos pior. Que nojo desse modo de fazer política. A verdade vai aparecer nas urnas e isso só reforça a minha vontade de mostrar pra São Luís o que esses que querem ser prefeitos estão dispostos a fazer, com medo do que temos a mostrar“, disparou.

Yglésio Moyses teve votação expressiva de 39.804 eleitores para deputado estadual, sendo o 6° mais bem votado de São Luís. Além disso, tem tempo de TV e rádio, ao contrário de Hertz, que está fora do horário eleitoral porque seu partido não alcançou a cláusula de barreira.

Números

No cenário da pergunta estimulada, de acordo com o Interpreta em primeiro lugar está Eduardo Braide com 35,1% das intenções de voto, seguido por Duarte Jr. com 18,8%. Neto Evangelista aparece com 14,4% e Rubens Jr. com 13,6%. Bira do Pindaré aparece em seguida com 5,3% das intenções de voto e  Jeisael Marx com 1,1%. Hertz Dias (0,7%), Yglesio Moyses (0,6%), Professor Franklin (0,3%) e Silvio Antonio (0,3%) aparecem com menos de 1% dos votos. Nulo marcou 2,5%. Não sabem 7,3%.

A pesquisa foi realizada em nove áreas da capital e entrevistou 1.000 eleitores nos dias 19, 20 e 21 de outubro de 2020. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a  margem de erro é de 3%. A pesquisa foi registrada no TSE em 19/10/2020, com número de identificação MA-01301/2020.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens