Fechar
Buscar no Site

Acerto de ponteiros entre Bolsonaro e Mourão partiu do presidente

O distinto público já notou que Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão vivem desde o início do mês uma fase de calmaria na relação — talvez a melhor desde que o governo começou.

Esse distensionamento partiu do presidente, num telefonema ao vice na primeira semana de setembro — àquela altura, os dois estavam sem se falar desde que Bolsonaro ficara furioso ao saber pelos jornais de um encontro fora de agenda entre Mourão e Luís Roberto Barroso, ocorrido no fim de agosto.

Bolsonaro, então, ligou e convidou Mourão para uma conversa. Lavaram suas respectivas roupas sujas cara a cara. A partir daí, o vice tem se controlado nas declarações e o capitão passou a convidá-lo para reuniões de governo.

Neste encontro, Bolsonaro aproveitou e pediu ao vice que subisse no carro de som em que ele faria o discurso na Esplanada dos Ministérios na semana seguinte. E no dia 7, lá estava um Mourão de boné enfiado na cabeça, óculos escuros e de camiseta, num figurino escolhido, quem sabe, para tentar passar despercebido. O Globo

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Acerto de ponteiros entre Bolsonaro e Mourão partiu do presidente”

  1. Clenio Ramos de Farias disse:

    Papelzinho ridículo esse o da mídia tradicional, tentando a todo custo criar crise, confusão e divisão no governo federal, vendo que não conseguem, então,criam o lado mais fraco; que sempre será o do presidente da ainda que os fatos digam e mostrem o contrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens