Fechar
Buscar no Site

A ideologia da paz ainda vive no rock

Foto: Honório Moreira/UOL

Por Doriane Menezes

Meus aplausos e minha reverência à postura dos roqueiros que estiveram no Metal Open Air – MOA.

Ao contrário do que acreditava a maioria, que apostou num quebra-quebra e arruaças generalizadas, diante das falhas e do cancelamento do festival, os amantes do rock mostraram no MOA que, além de politizados, são pacíficos e ordeiros, e que sua rebeldia tem causas que vão muito além do que o fracasso de um festival.

Houve roqueiros que preferiram se isolar num canto do Parque Independência e chorar por não ter conseguido ver os ídolos que esperavam encontrar a usar de violência. Até mesmo o Estado utilizou de sua estrutura policial, enviando centenas de policiais ao Parque, temendo o que poderia advir diante do ocorrido. Enquanto isso, os metaleiros faziam sinal de paz e amor aos carrancudos policiais enfileirados em posição de ataque.

Isso mostra que conceitos pré concebidos sobre grupos ou sobre quem quer que seja é um erro abominável. Mais uma vez, aplausos.

*Jornalista

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “A ideologia da paz ainda vive no rock”

  1. Adriana Pinheiro disse:

    eu estive no MOA e foi exatamente assim, valeu o reconhecimento do jornalista de q somos uma legião do bem.

  2. pericles disse:

    Só o babaca do Jonh Cutrin que isentou de responsabilidade a quadrilha da Lamparina, Jonh tentou até insinuar que o grande culpado foi o Governo do Estado do Maranhão que não deu “incentivos” para os batedores de carteira lamparineiros.
    Como não deu?, Ora, Roseana ISENTOU de ICMS a venda dos produtos “básicos” para que o sucesso fosse retumbante.
    O grande problema é que o local, no caso o parque de exposições, é “gerido” por Marco Túlio ( um santo, que por sinal é aparentado de Jonh Cutrim, fato que certamente lhe garante a santidade) e, ao corre à boca pequena, as bostas secas de cavalo e de vaca estavam sendo misturadas às “ervas marditas” diminuindo a qualidade do produto.
    Em tempo, fica um conselho ao Marco Tulio:
    Crime, é roubar e não conseguir carregar o roubo.

  3. ALFREDO disse:

    pericles TU É PORTADOR DO PIOR DOS PECADOS O DA BABAÇÃO DO CHUPÃO CHEIRADOR DE SACO DA FAMILIA 171, MAIS UM DIA O RATO VELHO 171 VAI BATER AS BOTAS E IRA DIRETO PARA O INFERNO COM O PRIVILÉGIO QUE O PROPRIO CAPETA VIRA BUSCALO E TU ( pericles ) JUNTO COM ( lima ) COMO VASSALOS IRÃO TU pericles CHUPANDO O VELHO E lima SENTADO NO COLO DO VELHO SAFADO LADRÃO E CORRUPTO, OBSERVAÇÃO TUDO DENTRO DO MESMO CAIXÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens