Fechar
Buscar no Site

A aliança entre DEM, PDT e MDB e a eleição de São Luís

O presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi, afirmou em entrevista ontem (10) ao jornal A Tarde que mantém uma relação bem próxima ao DEM. “Nós temos uma relação muito próxima ao Democratas, ao nosso prefeito ACM Neto, ao presidente Rodrigo Maia, e outras lideranças importantes do partido, que a gente tem um diálogo muito franco e aberto”, declarou.

Recentemente os dois partidos saíram juntos do Centrão se colocando como independentes na Câmara e se afastando do governo Bolsonaro.

A aproximação entre as duas legendas a nível nacional pode acabar refletindo na eleição de São Luís.

O MDB ainda não definiu quem apoiará para prefeito na capital, porém mantém conversa com o DEM, que tem o deputado Neto Evangelista pré-candidato.

Em Imperatriz, segunda maior cidade do estado, emedebistas e democratas já sacramentaram a aliança. O MDB indicou o agropecuarista Francisco Soares, o Franciscano, pré-candidato a vice-prefeito na chapa do atual prefeito Assis Ramos (DEM), que disputará a reeleição.

Detalhe também a ser observado no aspecto nacional é que o PDT também se aproxima do MDB.

Em São Luís por exemplo, os pedetistas estão com Evangelista que, por sua vez, pode ter o apoio do MDB.

Em Bacabal, o MDB fechou com o PDT.

Lá, o atual prefeito Edvan Brandão (PDT), terá como vice a emedebista, Graciete Lisboa. Edvan tem como padrinhos políticos o deputado Roberto Costa e o ex-senador João Alberto, caciques do MDB.

Portanto, não será difícil DEM, PDT e MDB estarem juntos também em São Luís.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens