Fechar
Buscar no Site

“Esse convênio não mudará minha posição, mas tenho que reconhecer que foi uma atitude de grandeza”, diz Luciano Leitoa

Aconteceu neste sábado (02) a solenidade de lançamento do projeto “Resgatando a Cidadania”, realizado pelo Instituto Mincka em parceria com o governo do estado através da Secretaria de Esportes. O evento aconteceu no Centro da Juventude de Timon, local onde será executando o projeto que beneficiará 1300 jovens e crianças nas áreas do esporte, música e teatro.

Estiveram presentes o Secretário Estadual de Esportes, Joaquim Haickel, os deputados estaduais Luciano Leitoa e Roberto Costa, ex-prefeito Chico Leitoa, os vereadores Uilma Resende, Kennedy Gedeon, José Carlos Assunção, empresários e líderes comunitários.

Todos os oradores elogiaram o projeto e a parceria feita com o governo do estado, apesar de o instituto Mincka ser ligado ao ex-prefeito Chico Leitoa, adversário histórico da atual governadora Roseana Sarney e seu grupo político.

O deputado estadual Luciano Leitoa observou que o convênio possibilitará a liberação de 550 mil reais do governo do estado para o projeto no Centro da Juventude e não significa uma mudança de posição política. “Sou de oposição ao governo. Esse convênio não mudará minha posição, mas tenho que reconhecer que foi uma atitude de grandeza da governadora Roseana Sarney”, pontuou.

Idealizador da construção do Centro da Juventude e mais empolgado orador da solenidade, o ex-prefeito Chico Leitoa disse que não escondia a alegria.

“Estamos inaugurando nesta solenidade um novo momento na política do Maranhão. Vivemos a era da civilidade política, onde grupos opostos podem, sim, se unirem e colocarem os interesses da população acima dos seus próprios. Este convênio é a prova maior de que as diferenças políticas podem conviver sem ferir os interesses da população”, afirmou Chico Leitoa.

Mesmo ressaltando que mantém pé firme na oposição, o ex-prefeito foi mais além. Acrescentou que dessa forma deveriam agir sempre os governos quando se tratasse de interesse da população. Assim como o filho Luciano Leitoa, ele lamentou as ausências dos deputados Alexandre Almeida e Edilázio Júnior, dois membros da base do governo que não criaram empecilho para que o convênio fosse feito entre o Instituto Mincka e o governo do estado.

O Secretário Estadual de Esportes, Joaquim Haickel foi o último a falar. “O que nós estamos fazendo aqui hoje não é política, mas ação de governo. É determinação da governadora Roseana Sarney que não devemos boicotar nenhum projeto que possa beneficiar a população, independente de quem ele possa estar ligado”, disse.

Haickel afirmou que ficou encantando com o equipamento social que é o Centro da Juventude e que seria um prejuízo para Timon não tê-lo funcionando na sua plenitude.

O titular da Sedel observou que sua pasta está aberta para novos projetos para Timon. Lembrou que esteve recentemente com o Secretário de Esportes do Município, Ulisses Waquim e que tão logo ele apresente um projeto que a secretaria possa financiar não criará dificuldades para que isso ocorra.

Ausências

O secretário explicou as ausências dos deputados estaduais Alexandre Almeida e Edilázio Júnior que estavam previstos de participar da solenidade. O primeiro teve que participar de um evento representando o governo do estado em São João dos Patos e o segundo na baixada maranhense.

Joaquim Haickel conclamou ainda que os deputados estaduais votados em Timon se unam e cobrem a renovação do convênio entre o Instituto Mincka e o governo do estado no próximo ano.

O Centro de Juventude de Timon, administrado pela Fundação Cidadania, oferece gratuitamente a comunidade ações de esporte, cultura e música.

Entre as modalidades, estão bicicross, handebol, voleibol, capoeira, skate e aulas de dança, teatro, artes plásticas, ginástica, violão, teclado e flauta doce. O Centro da Juventude possui anfiteatro, quadra poliesportiva, pista de skate, bicicross e patins, auditório e sala de música.

A liberação dos 550 mil reais do convênio o vai permitir o funcionamento do projeto até 30 de dezembro deste ano. (Do blog do Elias Lacerda, Portal AZ)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para ““Esse convênio não mudará minha posição, mas tenho que reconhecer que foi uma atitude de grandeza”, diz Luciano Leitoa”

  1. Zé Pedro disse:

    Caro Cutrim:

    Estou enojado com a cara de pau dos Leitoas. O que eles são é puxa-saco. Puxaram o saco do ex-Governador Jackson Lago e agora puxam o saco da Roseana Sarney. O povo do Maranhão está órfão de oposição. O Dr. Sarney deve estar dando pulos de alegria com a queda da máscara dos oposionistas maranhenses. Estes criticaram o presidente do Congresso, obtiveram madatos e, agora, de posse deles negociam os interesses da população. Acho que o Deputado Leitoa, no retorno a São Luís, deve apresentar um projeto de lei decretando a instituição da incoerência política da oposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens