Fechar
Buscar no Site

STF lança série de vídeos com termos jurídicos em libras

O ministro Dias Toffoli, presidente do Superior Tribunal Federal (STF), publicou a série de vídeos “Direito em Libras”, com conteúdo inclusivo voltado para pessoas surdas. O lançamento da série foi feita durante a sessão plenária da corte, realizada em 24 de junho.

Trata-se de um glossário com 60 vídeos de aproximadamente 1 minuto de duração cada, todos com termos jurídicos “traduzidos” para a Língua Brasileira de Sinais. Ao lançar a série, Dias Toffoli destacou que se trata de uma iniciativa inovadora, garantindo a “inclusão social e promoção da cidadania das pessoas com deficiência”.

A série foi elaborada pela TV Justiça, a partir da parceria entre a Secretaria de Comunicação Social e o setor de Serviço Social do STF, com apoio de um grupo interdisciplinar, composto por intérpretes e pessoas surdas, além de contar com assessoramento jurídico.

Tofolli ressaltou que não existem sinais para todos os termos do mundo jurídico, razão pela qual é preciso “soletrar” as palavras em Libras, o que costuma gerar confusão, devido à dificuldade de compreensão. Por essa razão, explica o ministro, foram criados novos sinais para serem aplicados no ambiente jurídico.

Palavras como recurso, lide, ação e ajuizar ganharam sinais próprios, levando em conta a realidade e a forma de interação das pessoas surdas, tornando mais ampla a possibilidade de compreensão.

A iniciativa inaugurada pelo STF é um importante passo na consolidação da dignidade da pessoa humana, um dos pilares da Constituição Federal de 1988, uma vez que assegura direitos imprescindíveis para construção de uma sociedade livre, justa, solidária e igualitária.

Clique AQUI para acessar o vídeo de lançamento da série “Direito em Libras”.

Clique AQUI e acesse a playlist da série “Direito em Libras”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens