Fechar
Buscar no Site

Exposição em óleo sobre tela retrata São Luís e sua gente sob o olhar de Pascal Bodin

Fonte: e-mail da AssCom da CGJ do TJMA

“Retratos” é o tema da exposição do artista plástico Pascal Bodin, em cartaz na Galeria do Fórum (Calhau), desde 22 de maio até 09 de junho. São 15 obras em óleo sobre tela, em diversos tamanhos, que projetam o olhar do artista sobre São Luís e fatos do cotidiano da cidade. É a primeira vez que Bodin, francês radicado em São Luís há dez anos, participa de uma exposição individual.

Entre as telas, destaque para a que exibe em primeiro plano o Palácio dos Leões projetado sob uma sombra. Bodin explica que a ideia é mostrar a predominância da construção sobre a cidade. “Você observa o monumento e se sente fascinado. Existe ali um simbolismo de poder e beleza”.

Outra tela interessante é “Voo Preto”, que retrata a ponte Bandeira Tribuzzi com um céu de urubus. Para o artista, as aves representam a limpeza da cidade e dos lugares, mas há um duplo sentido, porque os urubus também dão uma conotação sombria. “É a luta do bem e do mal, uma mistura de contrastes”, explica.

Em “Caras Pretas”, Bodin faz uma alusão à dinâmica dos operários nas fábricas. A tela foi feita à época em que a Petrobras pretendia implantar no Maranhão uma planta de refino de petróleo, no município de Bacabeira. A tela mostra o movimento de pessoas indo e voltando no ambiente de trabalho. “Tem conotação do trabalho duro e pouco remunerado”.

Bodin se diz impressionando com o fascínio que o ser humano exerce sobre o seu trabalho. “Gosto de observar as pessoas, os gestos, o olhar, mas é difícil retratar o sentimento por trás da imagem”. Segundo ele, o que mais lhe chama atenção no elemento humano é a vida, que se expressa por uma multiplicidade de sinais, nem sempre devidamente captados.

Sobre o artista Nascido, no final dos anos 50, na cidade de Tours (França), depois de várias viagens turísticas ao Brasil Pascal Bodin, em 2007, decidiu morar em São luís, onde vive até hoje. Estudou na Escola Superior de Design Gráfico e Digital “Ecole Brassar” (França), exercendo a profissão por 25 anos como diretor artístico e ilustrador em agências parisienses. Em 2008, já no Maranhão, decidiu se lançar definitivamente na pintura.

Bodin conta que suas primeiras telas foram realizadas com pintura acrílica, em estilo tradicional, realista, com cada cor aplicada em finas camadas sucessivas, com pincel. Somente a partir de 2011 começou a pintura a óleo, líquida, que se torna espessa de acordo com a evolução da tela. “Uma composição gráfica onde as cores têm um lugar importante, um toque de pincel menos preciso, repetitivo, que dá um efeito de movimento”, descreve o autor.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens