Fechar
Buscar no Site

O despejo da macumbeira!

Fonte: e-mail do Oficial de Justiça Maranhense Flavio Aranha

Certa vez, em cumprimento de mais uma ordem judicial, mandado de despejo, deparei-me com um caso inusitado: o autor da ação já cansado de não receber os aluguéis e com medo de cobrá-los ingressou com ação de cobrança c/c despejo, ora, mais um caso simples, já executado diversas vezes pelo OJ, contudo na pratica, percebi que só um pouco diferente. No primeiro dia da diligência a executada não estava, então comuniquei ao outro morador que retornaria na segunda-feira para cumprir a ordem e que o fim de semana fosse aproveitado para a mudança e que havendo resistência no cumprimento da ordem requisitaria força policial, pois o juiz não deu prazo para a saída, então seria imediatamente. Acho que não entenderam o que falei, ele só falou que a patroa era atuada.

Segunda-feira cheguei com uma viatura e dois pms (o autor lá no canto da rua, com medo). A recepção da parte ré foi autêntica, toda paramentada, com um saião, colares no pescoço e descalça, com uma voz rouca falou: o que você quer não vai conseguir! Então falei tudo de novo, li o mandado e perguntei se haveria alguma dúvida, ela não disse mais nada, então chamei o caminhão fornecido pela parte e pedi pros peões pegarem os móveis. Pra quê! A inquilina disse que não sairia, aí perdi a paciência, minha senhora a ordem é para todos saírem, a senhora, o funcionário e a entidade!
A mulher ficou furiosa, pegou uma vela acesa e jogou! A cera quente pegou no meu braço, cabelo e roupas! Chamei o PM e mandei prender a mulher, que correu pela rua toda desengonçada. O PM perguntou, é pra pegar ela? Respondi não, temos que nos protejer aqui.
Ai voltei pro fórum, todo sujo de cera quente e daí chegou a dúvida: o mandado foi cumprido ou não? A inquilina saiu, mas e a entidade?

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens