Fechar
Buscar no Site

Registro de candidaturas deflagra eleição na UFMA

O período de inscrição dos candidatos vai até o dia 10. A consulta prévia está marcada para o dia 26 de junho.

Natalino Salgado registrará candidatura nessa segunda (Foto: Divulgação)

O processo de sucessão da reitora Nair Portela entra em contagem regressiva a partir desta segunda feira, 06, com o início do prazo para o registro de candidaturas. Pelo menos dois candidatos a reitor, Natalino Salgado e João de Deus Mendes, anunciaram que pretendem se registrar oficialmente como candidatos logo no primeiro dia, no mesmo horário. O período de inscrição dos candidatos vai até o dia 10. A consulta prévia está marcada para o dia 26 de junho e o mandato de Nair acaba em novembro.
João de Deus é apoiado por Nair Portela, entra na disputa montado na máquina como pró-reitor de planejamento, mas desgastado pelo fraco desempenho da atual gestão. Não será fácil enfrentar o amplo favoritismo de Natalino Salgado, que decidiu participar do processo depois de ser convocado por movimentos que pensam a Universidade. Reitor por dois mandatos, ele foi o responsável  pelo maior crescimento da história da UFMA e tem um leque amplo de apoio que vai da esquerda à direita na universidade.
O professor Ridvan Nunes, do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, corre por fora e vai travar uma batalha para embolar a disputa e polarizar com o candidato favorito. Até o momento esses são os nomes conhecidos no embate para a reitoria.
Para vice-reitor – a eleição não é casada – são pré candidatos os professores Marcos Fábio Matos, da UFMA/Imperatriz, Luciano Façanha, do CCH, Alan Kardec, Antônio Oliveira e Wener Teixeira, ambos do CCET. Quase todos são próximos de Natalino ou buscam uma aproximação, certos de que o resultado do pleito não deve apresentar surpresas.
O ex-reitor diz que não pretendia mais se candidatar, mas acabou cedendo aos apelos de diversos setores da UFMA. “Quando deixei a reitoria, julgava ter cumprida minha missão como gestor da instituição. Passei a me dedicar às minhas atividades docentes, no âmbito do ensino, da extensão e da pesquisa, além das minhas atividades literárias, mas a situação mudou muito nestes quatro anos. Emergiram questões e inquietações para os quais se tornavam urgentes e inadiáveis respostas e ações. Por isso mesmo fui “convocado” por professores, técnicos, estudantes, sindicatos, associações e representantes da sociedade civil organizada para colocar minha experiência e minha disposição a serviço de uma retomada de crescimento da nossa instituição”, justifica.
O processo para escolha do reitor e vice se dá em duas etapas. Após a consulta prévia entre professores, estudantes e técnicos, o Colégio Eleitoral escolhe a lista tríplice para ser encaminhada ao MEC. É tradição manter a mesma posição na lista alcançada pelos candidatos na consulta. Cabe ao presidente da república nomear um dos três.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens