Fechar
Buscar no Site

Liderança do Bonde dos 40 e chefe do tráfico no Pau Deitado é preso pela Polícia Militar

“Robertinho” estava foragido do sistema prisional desde outubro de 2018, após ser beneficiado com a Saída Temporária do Dia das Crianças

Policiais militares que integram a Equipe Garra, do 13º Batalhão da Polícia Militar (13º BPM), comandados pelo tenente-coronel Jessé, prenderam na noite de sábado (23) Luís Roberto Martins Gomes, de 41 anos. “Robertinho”, como é conhecido, seria uma das lideranças do Bonde dos 40, na região metropolitana de São Luís; e o principal chefe do tráfico de drogas na comunidade do Pau Deitado, em Paço do Lumiar, onde ocorreu a prisão dele.

A localização de Luís Roberto aconteceu por volta das 21h, na rua do campo de futebol, em Pau Deitado, e contou ainda com o apoio da viatura da Malha Metropolitana de São José de Ribamar.

Segundo informações repassadas pelo tenente-coronel Jessé, a guarnição da Equipe Garra, da 1ª Companhia do 13º BPM, fazia rondas de rotina no bairro Pau Deitado quando avistou dois homens em uma motocicleta; e, quando realizou a abordagem, “Robertinho” foi reconhecido pelos militares. Ainda conforme o comandante, Luís Roberto seria um criminoso de altíssima periculosidade, uma das principais lideranças do Bonde dos 40, membro do alto escalão da facção; além de ser um dos chefes do tráfico de drogas no Pau Deitado.

BENEFICIADO COM SAÍDA TEMPORÁRIA

Foi informado que “Robertinho” estava foragido da Penitenciária Regional de São Luís, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, de onde teria saído no mês de outubro do ano passado. Ele foi beneficiado com a Saída Temporária do Dia das Crianças e não retornou mais ao presídio.

No momento da prisão, segundo os militares, Luís Roberto ainda resistiu e tentou incitar a população a fim de lhe apoiar numa tentativa de fuga, o que fez necessário uso da força para algemá-lo. Em seguida, ele foi conduzido ao Plantão do Maiobão, onde foi entregue sem lesões e voltará ao sistema prisional, para continuar o cumprimento de sua sentença.

A população pode fazer denúncias ao 13º BPM por meio do WhatsApp (98) 99155-2883, que terá o seu anonimato garantido.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens