Fechar
Buscar no Site

Morre homem que matou a ex-mulher com cerca de 12 facadas em Balsas

Vando Gomes não resistiu aos golpes de faca que teria lhe aplicado, após matar Adaleia Carvalho

Morreu no início da tarde de terça-feira (5), por volta das 13h30, Vando Gomes do Nascimento, de 25 anos, que estava sendo investigado pelo feminicídio que teve como vítima sua ex-mulher, Adaleia Carvalho da Silva, também de 25, fato ocorrido no último domingo (3). Ela foi atingida por cerca de 12 facadas, sendo que o autor tentou se matar também com golpes de faca.

De acordo com o delegado Fagno Vieira, titular da Delegacia Regional de Balsas, Vando seguia internado no Hospital Municipal de Balsas, pois havia se esfaqueado com a própria arma branca que usou para golpear a ex-mulher. O delegado disse que seu quadro clínico era bastante complexo, mas um boletim médico divulgado pelo hospital indicava que ele havia apresentado melhoras após ser submetido a uma cirurgia, e não corria mais risco de morte.

Porém, ainda segundo Fagno Vieira, Vando ainda estava na ala vermelha do hospital, pois ele teria se atingido com cinco facadas na região do abdômen e havia passado por uma cirurgia muito delicada, que durou a manhã de domingo inteira. O delegado afirmou que ontem ele teve uma complicação sem eu quadro clínico e não resistiu aos ferimentos.

DILIGÊNCIAS CONTINUAM

O delegado Fagno Vieira informou que, mesmo com a morte de Vando Gomes, as diligências serão realizadas normalmente, até a conclusão do inquérito policial, seguida do pedido para seu arquivamento. Vieira disse que ainda falta receber o exame cadavérico de Adaleia Carvalho, assim como ouvir alguns vizinhos da vítima, uma irmã dela de 11 anos e os policiais que atenderam à ocorrência.

Fagno Vieira explicou também que, agora, será necessário esclarecer a real causa da morte de Vando, pois existe a suspeita de não ter sido ele quem aplicou os golpes contra seu abdômen. Isso, porque a família de Vando estaria espalhando essa informação pela cidade, após ele ter gravado um áudio, depois de ser operado, acusando a mãe de Adaleia pela autoria das facadas que atingiram Gomes. “Apesar de todo o estardalhaço feito com a divulgação do áudio, todas as testemunhas ouvidas confirmam ter sido Vando quem se esfaqueou”, ressaltou o delegado.

PEDIDO DE PREVENTIVA

Na segunda-feira (4), o delegado Fagno Vieira ainda chegou a pedir a prisão preventiva do suspeito, após o hospital ter dito que ele não corria risco de morrer. Vieira disse que o pedido havia sido embasado nos relatos de testemunhas, incluindo a principal, que seria a mãe da vítima, Gilnete Carvalho, dona da casa onde o crime aconteceu. Ela estava dormindo, quando acordou com os gritos da filha. A mãe ainda tentou impedir que o autor matasse Adaleia, mas nada pôde fazer porque o suspeito estava descontrolado.

A representação pela prisão do suspeito, segundo o delegado, também estava fundamentada com vestígios recolhidos na cena do crime, como a faca utilizada para assassinar a vítima. Os materiais coletados já estão sendo averiguados pelos peritos criminais que trabalham no caso.

O CRIME

O crime ocorreu por volta das 3h30 de domingo (3), quando Vando teve acesso à residência onde a vítima estava e, ao avistá-la no interior do imóvel, começou a discutir com a ex-mulher, dentro da casa da mãe dela. Segundo o delegado Fagno Vieira, em um determinado momento do desentendimento entre ambos, Gomes a feriu com golpes de faca, objeto que estava na cozinha do domicílio.

Uma das facadas atingiu o peito da vítima, mas a mulher ainda conseguiu correr, mesmo ferida. Porém, foi alcançada e recebeu outros golpes de arma branca. Conforme o delegado, Vando, ao se dá conta do que havia feito, tentou se matar com cerca de cinco facadas. Em desfavor do autor, há um Boletim de Ocorrência (BO) no qual Adaleia denuncia o ex-marido por ameaças.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens