Fechar
Buscar no Site

Alberto Tavares e Francisco Mont’Alverne tomam posse na Amclam

Cerimônia de posse e diplomação dos novos membros da Amclam (Foto: J. Roberto)

O desembargador federal Alberto José Tavares Vieira da Silva e o advogado Francisco Marialva Mont’Alverne Frota, dois gigantes intelectuais que de forma imortal, agora se irmanam aos ilustres confrades e confreira da Academia Maranhense de Ciências, Letras e Artes Militares (Amclam).

Homens de excepcional valor cultural que possuem em suas bagagens de conhecimentos, significativas similitudes, vez que, fizeram de suas vidas apanágios que os diferenciam na sociedade maranhense e brasileira.

Intelectuais integrantes da Academia Maranhense de Letras, operadores do Direito, facilitadores de conhecimento e, acima de tudo, dotados de qualidades e virtudes que exaltam de seus caráteres e de suas personalidades.

Mestres do saber que formaram e ofertaram ao Brasil uma plêiade de bacharéis e licenciados, em diversas áreas científicas acadêmicas.

Ao serem diplomados e prestarem o juramento, ingressam definitivamente na Amclam e assumem as cadeiras n° 2 (Hélio Maranhão) e 7 (Augusto Tasso Fragoso), cujas personalidades engrandeceram a Atenas Brasileira, Alberto Tavares e Marialva Mont’Alverne unem-se e passam a enriquecer o universo do mais novo sodalício cultural.

Recepcionados respectivamente, pelos acadêmicos Raimundo Marques (Procurador de Justiça) e Raimundo de Jesus (coronel da PMMA), eles, com grande maestria, conseguiram sintetizar as biografias dos novos acadêmicos, permitindo a todos os presentes acessar as pinceladas dos feitos profissionais e pessoais dos homenageados de forma suave e agradável, em que foram exaltados os caminhos percorridos por essas singulares figuras humanas, desde os seus despertares para a vida, até os píncaros da glória alcançados.

Ao realizar sua oração de agradecimentos, Alberto Tavares conseguiu mais uma proeminência, agregar ao vasto rol de seus admiradores, personagens que pela primeira vez o ouviram, a jovem Camila Silva França Moreira e Fabiane dos Santos Santana Moreira, respectivamente filha e esposa do presidente Carlos Furtado (coronel da PMMA) que teceram comentários elogiosos a performance do novo acadêmico.

O professor Marialva Mont’Alverne, se restabelecendo de um delicado procedimento médico, participou ativamente de todos os atos solenes, sem demonstrar aos presentes qualquer sinal de desconforto; apenas, registrou antecipadamente, o desejo de não utilizar da palavra, com o único intuito de evitar que a emoção aflorasse efusivamente.

Carlos Furtado ressaltou que na condução da nobre missão de presidir a Amclam, confiada por todos os seus membros fundadores, sente-se extremamente honrado, pelo nível de seus confrades, portadores de dignificantes predicados e pela comungação de ideais e espera que no futuro, outras personalidades de iguais semelhanças em conhecimentos e procedimentos, venham se juntar ao seleto grupo, para engrandecer ainda mais a cultura maranhense e brasileira.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens