Fechar
Buscar no Site

Ataques a duas mesquitas deixam 49 mortos na Nova Zelândia

         Redacção VOA

Um dos atacantes transmitiu o massacre ao vivo pelo Facebook
Um dos atacantes transmitiu o massacre ao vivo pelo Facebook

Ataques a tiros simultâneos contra duas mesquitas na cidade de Christchurch, na ilha sul da Nova Zelândia, deixaram 49 mortos e 48 feridos nesta sexta-feira, 15, informou a primeira-ministra Jacinda Ardern.

O comissário da polícia, Mike Bush, em conferência de imprensa, disse que 41 das vítimas mortais morreram na mesquita de Masjid Al Noor e sete morreram no Centro Islâmico de Linwood, uma última morreu após ser transportada para o hospital.

Um dos homens já foi acusado de homicídio e de acordo com Bush trata-se de um homem na casa dos 20 anos que vai ser presente em tribunal ainda hoje.

As primeiras indicações apontam que nenhum dos suspeitos sob custódia estava em listas de observação por parte da polícia.

PM diz ser um dos dias sangrentos da história

A primeira-ministra australiana, Jacinda Ardern, definiu o ataque como “um acto de violência sem precedentes na Nova Zelândia” e que esse é “um dos dias mais sombrios e sangrentos da história do país”.

“Esse tipo de violência não tem lugar na Nova Zelândia”, sublinhou.

O primeiro relato de ataque foi na mesquita de Al Noor, na região central da cidade, quando um homem com um espingarda automática invadiu o prédio 10 minutos após o início das orações.

Com uma câmera instalada num capacete, o criminoso conseguiu transmitir o massacre, ao vivo, pelo Facebook.

O vídeo mostra que ele atirou indiscriminadamente contra homens, mulheres e crianças enquanto caminhava.

FONTE/ VOZ DA AMERICA

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens