Fechar
Buscar no Site

Morre João Chiador, lendário cantador de bumba-me-boi do Maranhão

João Chiador, famoso cantador de bumba-meu-boi do Maranhão, faleceu neste domingo

João Costa Reis, o João Chiador, lendário cantador de bumba-boi do Maranhão, morreu em São Luís, na tarde deste domingo (6), vítima de uma parada cardíaca. Ele tinha 77 anos, nasceu na capital maranhense, no povoado Tajaçuaba, no dia 20 de agosto de 1939 e, sobraçando seu maracá, ficou famoso como cantador do Boi da Maioba, onde permaneceu durante 32 anos mas cantava no Bumba-boi de Ribamar desde 1993.

De acordo com informações de familiares, João Chiador,  já sofrendo com o Mal de Alzheimer e diabetes, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) no ano passado e chegou a ficar vários dias internado no Hospital Carlos Macieira. Após AVC, recuperou-se e voltou para casa.

O Governo do Maranhão, por meio de nota à imprensa, manifestou pesar pelo falecimento de João Chiador, uma das maiores referências da cultura popular maranhense, que ficou eternizado por toadas como “Cidade dos Azulejos” e “Nossa Senhora Mãe Aparecida”. “Neste momento de dor e perda, manifestamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do artista”, diz a nota divulgada pela Secretaria de Estado de Comunicação Social.

A Assembleia Legislativa, em nota postada em seu site de notícias, também externa grande pesar pelo falecimento de João Chiador, que se consagrou como um dos maiores cantadores e compositores de bumba-meu-boi do Maranhão. “A partida de João Chiador representa uma grande perda para a cultura popular maranhense. Neste momento de dor a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão solidariza-se com familiares, amigos e admiradores do trabalho de Chiador”, afirma na nota o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT).

LUTO OFICIAL

A Prefeitura de São Luís decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de João Chiador e divulgou uma nota à imprensa, frisando que ele tinha mais de sessenta anos de carreira dedicados ao bumba-meu-boi do Maranhão.

Conhecido pela voz marcante e grandes toadas, a exemplo de “São Luís Cidade dos Azulejos”, Chiador foi cantador do Boi da Maioba, onde ficou por mais de três décadas, e integrava atualmente, desde os anos 1990, o Boi de Ribamar.

Na nota, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior lamenta profundamente a morte deste símbolo da cultura popular maranhense e manifesta o seu pesar, se solidarizando com familiares e amigos, rogando a Deus que os conforte neste momento de dor e sofrimento.

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, também decretou luto oficial de três dias, pela morte de João Chiador. Ícone da cultura maranhense, Chiador consagrou-se como um dos cantores e compositores de toadas de bumba-meu-boi.

Desde 1993, Chiador estava cantando no Boi de Ribamar, após atuar por 32 anos no Boi da Maioba. Nos últimos anos, ele estava travando uma batalha contra o diabetes e contra o Mal de Alzheimer. Em nota, o prefeito Luis Fernando lamenta a “perda irreparável de João Chiador”:

“A cultura popular ribamarense e do Maranhão sofre pela perda irreparável de João Costa Reis, o nosso João Chiador. À família, nossas condolências e toda homenagem e agradecimento dos ribamarenses a este homem que, em vida, levou o sotaque de matraca e as inigualáveis toadas aos arraias e palcos do Maranhão, garantindo o brilho e a alegria nos festejos juninos. Por essas e outras justas razões decretei, nesta data, luto oficial por três dias no município de São José de Ribamar”, afirma o prefeito Luis Fernando Silva.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens