Fechar
Buscar no Site

Sarney pode perder aposentadoria de R$ 73 mil com reforma da Previdência

Um grupo de ex-senadores acumula a aposentadoria paga pelo Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC) com pensões de ex-governador, ex-ministro, ex-conselheiro de Tribunal de Contas e ex-deputado estadual. Há também acúmulo de salário parlamentar com pensão. Eles estão preocupados com a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que promete cortar privilégios – inclusive de políticos.

É o caso do ex-presidente da República e do Senado José Sarney (PMDB), que trava uma batalha judicial para manter sua tripla aposentadoria, que lhe garante uma renda de R$ 73 mil por mês.

O advogado Marcus Vinicius Coelho, que defende Sarney, argumenta que as remunerações da ativa – incluídas na ação iniciada quando o político ainda estava no exercício do mandato – e os “proventos recebidos da inatividade” não podem ser alcançados pelo teto previsto na Constituição (R$ 39,2 mil). O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) alega, ainda, que os proventos são pagos por entes federativos diversos. “Assim, não há o extrapolar do teto constitucional”, alega Marcus Vinicius.

Sarney ganha R$ 73.540,76 mensalmente, um somatório dos benefícios que recebe por ter exercido os cargos de analista judiciário no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), governador do Maranhão e senador. Pela primeira função, ganha R$ 14.278,69. A pensão do ex-governador é de R$ 30.471 e pelos mandatos como senador, ganha R$ 29.036,18.

Dono de uma das carreiras políticas mais longas da história do país, Sarney exerceu mandatos por 59 anos. Desses, 38 anos foram passados no Senado – 14 anos pelo Maranhão (entre 1971 e 1985) e 24 pelo Amapá (de 1991 a 2015). Nesse período, presidiu a Casa três vezes. Vice-presidente eleito indiretamente na chapa encabeçada por Tancredo Neves, assumiu o Planalto com a morte do colega, que nem chegou a tomar posse. Seu governo, o primeiro após a ditadura militar, foi marcado por tentativas frustradas de planos econômicos, hiperinflação e baixa popularidade. Mas também é lembrado por marcar a redemocratização do país.

Além de perder cargos federais e espaço nos ministérios, Sarney pode ficar sem a gorda aposentadoria se depender da reforma previdenciária proposta pela equipe econômica do presidente Bolsonaro.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

8 respostas para “Sarney pode perder aposentadoria de R$ 73 mil com reforma da Previdência”

  1. Sa Vale Filho disse:

    Esse decrépito deveria e estar preso e seus bens confiscados.
    Após cumprir prisão e ter sequestro de bens,viveria com um salário mínimo.
    CADEIA.

  2. Todos os maranhenses deveriam de ter orgulho de uma pessoa como Sarney que representou muito o Maranhão no Brasil e no mundo. Esse idiota que busca denegrir Sarney deve ser um desqualificado e um frustado da vida. Lembra idiota sem o Maranhão tem o hospital Sarah quem trouxe foi você? Sarney que lutou e veio , lembra idiota o Maranhão é um estado sendo do nordeste é discriminado perante outros. E mais benefícios. Tenha vergonha deixa de desejar mais para os outros quem merece ser preso talvez seja você.

  3. JOÃO disse:

    Maranhenses …fiquem tranquilos- OS HONORÁVEIS BANDIDOS—CANALHAS–LADRÕES DE BILHÕES DO POVO —jamais perdem as tetas gordas do dinheiro público— só nos resta esperar pela JUSTIÇA DIVINA—esta sim infalível—- PLANTOU TERÁ QUE COLHER—- o destino final —-desses bandidos — é o inferno , SÉCULOS de sofrimentos a espera. COM DEUS NADA NEM NINGUÉM FICA IMPUNE—vamos aguardar.Passaram uma vida se sentindo PODEROSOS DEMAIS— acima da LEI—o supra sumo da esperteza e ladroagem de bilhões mas……esqueceram da JUSTIÇA DE DEUS—-sempre a espera de todos nós—-mortais e imortais…sempre a espera com a devida punição por séculos.

  4. O QUE O TASSO JEREISATE FEZ PELO CEARÁ O SARNEY NÃO FEZ PELO MARANHÃO….O CAMALEÃO TEVE MUITO MAIS PODERES QUE O CEARENSE….ESSE SARNEY VAI APODRECER…

  5. João disse:

    Vejam só, cruz credo, xô satanás para o inferno…. xô….#TER ORGULHO de honoraveis bandidos Ladrões ladrona ratoes ratazana de BILHÕES do povo maranhense e Brasileiro…..????# Cruz Credo…. xô satanás para o inferno…..O INFERNO o destino final de TODOS os honoraveis bandidos….querendo ou não… DEUS e sua Justiça QUER.

  6. Bruno da Juventude disse:

    Matéria sem sentido. Consutaste o jurídico antes de fazer a matéria, blogueiro? DIREITO ADQUIRIDO! Não há essa possibilidade.

    Resposta: Ele não pode ganhar acima do teto.

  7. Naira disse:

    Pelo pouco que entendo sobre Lei e Constitucionalidade, o que o ex presidente discute na justiça é a questão do “teto constitucional”. Se ele “ganhar” a ação, nada vai mudar para ele com a reforma da previdência. Trata-se do tal “direito adquirido”. A não ser, é claro, se o dinheiro acabar, porque com a proposta de “capitalização”, cada um vai contribuir apenas para a “sua” aposentadoria Se dizem não ter mais dinheiro hoje, como ficará depois que ninguém mais recolher para o “fundo” de onde vai sair o dinheiro para pagar todos aqueles que já são aposentados e pensionistas?

  8. Sem puchassaquismo, lembo-me muito bem que com a descoberta das jazidas de fero e ouro da serra dos carajás. travou-se uma batalha entre políticos do pará e maranhão, para puxar o escoamento de tais minérios pelos seus respectivos portos, e terminou com a vitória do nosso estado que em consequencia, construção da estrada de ferro ligando a serra de carajás ao porto do itaqui. dando assim milhares de emprego aos maranhenses e criando várias usins siderurgicas de ferro guza ao longo da ferrovia. isso só pra citar apenas uma das façanhas desse político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens