Fechar
Buscar no Site

Renda em SP é quase três vezes a do Maranhão, mostra IBGE

O rendimento dos moradores do Estado de São Paulo foi de R$ 1.482 por mês no ano passado, quase três vezes que o registrado no Maranhão (R$ 509), mostram dados divulgados pelo IBGE nesta sexta-feira (26).

Na média nacional, o rendimento nominal mensal domiciliar per capita do país foi de R$ 1.113 em 2015. O valor considera a renda das pessoas com o trabalho e outras fontes (como aposentadorias, por exemplo).

Os números são da Pnad Contínua, a pesquisa mais abrangente sobre emprego e renda do IBGE. A Pnad Contínua levanta informações em 200 mil domicílios de cerca de 3.500 municípios brasileiros.

O Distrito Federal continua liderando as tabelas. O rendimento nominal foi foi de R$ 2.252 por lá, o dobro da média nacional. O motivo está nos salários e aposentadorias relacionados ao serviço público federal.

Já o menor rendimento foi registrado exatamente no Maranhão, seguido por Alagoas (R$ 598) e Pará (R$ 672).

Essas informações foram encaminhadas ao TCU (Tribunal de Contas da União) e serão usadas para o rateio do Fundo de Participação dos Estados.

(Folhapress)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Renda em SP é quase três vezes a do Maranhão, mostra IBGE”

  1. Maria disse:

    E do jeito que está engessado o governo do Flávio Dino, essa realidade não vai mudar…infelizmente, os mesmos erros continuam e agora pior ainda porque os “jabutis” que estão à frente das pastas inventam números pra inglês ver. Triste constatação e decepção tal qual o governo do PT a frente do país nessas ultimas décadas.

  2. Mandioca disse:

    No incio de 2015 saiu o resultado da pesquisa por amostragem do IBGE. O Maranhão estava na rabeira mas ficava na frente de 4 estados. Essa pesquisa de amostragem retrata a posição referente aos 12 meses de 2015.
    Quaem tem mais de um neurônio pode ver que, Flávio Dino CONSEGUIU tornar o ruim pior.
    Incompetência e banditismo dá nisso.

  3. Antonio Lima disse:

    É muita pretensão querer comparar uma locomotiva com um vagão.
    Não existem elementos que sustente uma análise tão descabida quanto essa.
    Como compara um estado altamente industrializado com um cuja parcela significativa da população vive na mais absoluta miséria assistida por programa caça voto?
    Ridícula uma comparação dessa natureza.

  4. antonio muniz disse:

    Pular para o Feed de Notícias
    Facebook

    Procure pessoas, coisas e locais
    Procure pessoas, coisas e locais
    Antonio
    Página inicial
    5 Solicitações de amizade
    Mensagens
    Notificações
    Configurações da conta
    SOLICITAÇÕES DE AMIZADEVer tudo
    SOLICITAÇÕES DE AMIZADE

    Tania Santos
    42 amigos em comum
    Confirmar amizade

    Makina Roll
    Confirmar amizade

    Carlos Emanuel
    9 amigos em comum
    Confirmar amizade
    PATROCINADOCriar anúncio
    PATROCINADO

    Combo Nissan
    http://www.nissan.com.br/ofertasnissan
    Na comprado seu Nissan Versa 0Km, você escolhe como montar seu combo.
    Português (Brasil) · Privacidade · Termos · Cookies · Anúncios · Opções de anúncio ·
    Mais
    Facebook © 2016

    Que Maranhão é este?
    Sou daqueles que não acredita em profecias políticas, mas o que se prognostica sobre o Maranhão é alarmante e os sucessivos governos que temos elegido, não tem dado o retorno que nós esperamos na reversão de nossos índices de estagnação, social, econômica, educacional, saúde e segurança. Num universo de mais de 200 países, o Brasil se apresenta como sendo um dos mais violentos e corruptos do mundo. Nosso estado _o Maranhão aparece sendo o último em IDH, apontando a educação e segurança e saúde como índices alarmantes, dentre todos os estados da federação. São Luís, aparece como sendo a 50ª cidade mais violenta do mundo, sendo a 21º lugar no ranking mundial e é a sexta cidade brasileira maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, e isso se converte em vergonha. A polícia do nosso estado está entre as que mais mata, e a justiça uma das mais lentas do país. Minha cidade, Monção _no Limite entre a Baixada Ocidental e a Zona da Mata_, é o décimo pior município em desenvolvimento humano entre os 217, superando apenas de Pedro do Rosário e outros dos piores… a corrupção generalizada além de corroer nossa economia nos expões negativamente aos olhos do mundo. Com a eleição de Jackson lago, parecia ter sido acesa uma luz num túnel escuro, uma saída de emergência num beco sem saída… sua cassação se converteu numa decepção generalizada, e somente em 2014 acedeu-se novamente a luz da esperança , de que o Doutor Flávio Dino seria o marco de uma nove era para o nosso Estado… Agora tomamos consciência de que as velhas práticas políticas como diz “Marina Silva” estão em plena aceleração, como s mesmos vagões comandados pelos velhos maquinistas ,correndo nos mesmo trilhos. O carro chefe de qualquer administração, será sempre, educação , saúde, segurança e geração de empregos…o que não tem tido as resposta que nós maranhenses esperávamos com denode e celeridade. Apenas os órgãos de governo falam em diminuição dos índices de violência, impactando de vez a criminalidade que assusta, não mais as áreas metropolitanas, mas as pequenas cidades e municípios do Interior. A saúde, que durante um período de mais ou menos 4 anos estava sob controle, agora volta a preocupar até mesmo o governo, ao constatar, que São Luís voltou aos mesmos noticiários dos demais estados …Tendo governo inoperantes como os do Pará, do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Minas gerais. A questão do emprego e renda, nosso estado nunca avança nesses indicadores. A Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (PNAD) mostra que a renda per capita média do Maranhão é a menor do país, chegando a R$509, 00. Ao lado do Maranhão nos últimos lugares estão o Pernambuco (R$ 598,00), Pará (R$ 672,00) e Ceará (R$680,00), e os motivos são óbvios .: Sem educação , nenhum país, estado ou ente federativo se desenvolve. O Lema de Campanha de nosso governo “Escola Dí(G)na” ainda é uma proposta de intenções …Lembro-me de um adágio popular que diz: não construa casa nova em alicerce velho, nem ponha remendo novo em pano velho…Até este momento, parece que novo mesmo, é apenas o governo, mas as práticas continuam as mesmas. Os atores que estão no novo palco, são os mesmo, ensaiando uma peça antiga para uma plateia sonolenta e desaminada por conhecer o desfecho do drama. Nenhum maranhense haveria ou haverá de torcer para que este governo se dê mal, mas sua equipe de governo, pelo que parece é feito, com o mesmo costuramento do DF, preocupado apenas na governabilidade…Dilma se deu mal com essa opção!

mais / Postagens