Fechar
Buscar no Site

Projeto cria em São Luís vacinação domiciliar para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida

Continua tramitando na Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Luís projeto de lei, de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), que institui o serviço de vacinação domiciliar para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Presidente da Comissão de Mobilidade Urbana da Casa, Penha, com a proposta, pretende alterar a lei municipal 5.970/15, que criou o programa de vacinação domiciliar de idosos na capital maranhense.

O objetivo, de acordo com ele, é ampliar o importante dispositivo e, desta maneira, beneficiar milhares de ludovicenses que, devido as suas limitações motoras, tem dificuldades de se deslocar até uma unidade de saúde, por exemplo.

“Acreditamos que a inclusão das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida vai melhorar significativamente a qualidade de vida deste público, uma vez que são homens e mulheres que necessitam de cuidados de terceiros e estão mais vulneráveis às doenças”, justificou o parlamentar.

O projeto de lei deverá ser aprovado sem maiores dificuldades na Comissão de Saúde e, em seguida, será remetido para apreciação do plenário no segundo semestre.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Projeto cria em São Luís vacinação domiciliar para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida”

  1. O JUSTO e os sonhos deles é voltar a colocar ás mãos nas chaves dos cofres público disse:

    Parabéns, ao vereador que teve essa brilhante ideia. Se faz necessário oxigenar a políticas dos antigos por essa juventude com excelentes ideias, quem mais precisam dos atendimentos a domicílio são os idosos, pessoas com deficiências, ás vezes não tem uma pessoa disponível com veículos para levar até os postos de saúde para serem atendidos com ás vacinas. Os bons políticos se prestam a ajudar os mais necessitados, é justo trabalhar com políticas públicas e justiça social para beneficiar os que mais precisam, se os políticos fizessem pelo o menos um pouco a cada dia, certamente que os mais carentes seriam melhor assistidos, quem tem um bom emprego, pode pagar um bom plano de saúde, quem é assalariados nunca terá ás mesmas condições, se os 513 deputados e os 81 senadores trabalhassem em benefícios do POVO brasileiro ás coisas seriam diferentes como saúde, educação, segurança pública, trabalhos e rendas, políticas públicas de qualidades e justiça social, mas nas suas falácias os políticos prometem tudo e quando estão eleitos se esquecem das promessas feitas em épocas das campanhas, é por essas e outras que os jovens tem que lutar para se elegerem e mudar essas realidades paupérrima que os menos favorecidos enfrentam nos dia a dia.

  2. Tony disse:

    Se não for o melhor é um dos melhores vereadores de são luis, está de parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens