Fechar
Buscar no Site

Picuinha política leva prefeito a impedir “Mais Asfalto” em Magalhães de Almeida

O funcionário da construtora Athos Construções LTDA, Reilton de Oliveira, natural de Brejo, registrou um Boletim de Ocorrências, na Delegacia de Polícia de Santa Quitéria, contra o prefeito de Magalhães de Almeida, Tadeu de Sousa (MDB), após ter sofrido ameaças por conta de obras da operação “Mais Asfalto” no município. Segundo o operário, o acusado teria dito que “se as ruas feitas pela empresa não fossem as que ele queria”, não deixaria as máquinas iniciarem o trabalho.

A empresa Athos Construções foi a vencedora da licitação e já estava a postos para iniciar a obra do governo do Estado em Magalhães de Almeida, mesmo sendo atribuição da administração municipal intervenções de asfaltamento de ruas da cidade. Por pura picuinha política, o prefeito, que é ligado ao grupo Sarney e adversário do governador Flávio Dino (PCdoB), quer impor, à força, as ruas a serem trabalhadas.

Antes de iniciar a obra, técnicos da Secretaria de Infraestrutura do Estado percorreram ruas, apontando os trechos adequados para as intervenções do Mais Asfalto. Isto porque algumas vias inviabilizariam a aplicação do pavimento porque são áreas de alagamentos e isso traria desperdício de recursos.

Tadeu de Sousa é um dos prefeitos sub judice do Maranhão. Em abril do ano passado, o juiz Isaac Diego Silva, da 51ª Zona Eleitoral, cassou os diplomas dele e do vice-prefeito de Magalhães de Almeida, Francisco das Chagas Vieira (PP), por fraude eleitoral. Eles recorreram para a segunda instância e aguardam julgamento.

Na primeira instância, a dupla foi acusada, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, de abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral de 2016. Além de cassados, eles foram considerados inelegíveis por oito anos e condenados ao pagamento de multa de mais de R$ 55 mil.

O curioso é que o prefeito sub judice não asfalta as ruas e ainda quer impedir que o governo do Estado leve o benefício à população de Magalhães de Almeida por pura picuinha política. Tanta gente querendo asfalto, e Tadeu de Sousa tentando desperdiçar a oportunidade.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

6 respostas para “Picuinha política leva prefeito a impedir “Mais Asfalto” em Magalhães de Almeida”

  1. lucas disse:

    QUE VERGONHA —-MAS O QUE ESPERAR DE ALGUÉM –LIGADO- AOS SARNAS ?????? somente o que não presta . E a população pagando o pato—certamente essa –coisa– vai querer que asfalta ruas sujeitas a alagamentos, ruas sem nenhuma casa para depois dizer …..culpa do governador…… LIMPA BUNDA DE OLIGARQUIA —CRIA VERGONHA NA CARA–no focinho —penico de oligarquia —pensa no povo maranhense que sofreu durante 50 anos para os abutres sarnas serem bilionários.

  2. Andreia Oliveira da Silva disse:

    Santa paciencia com esse merda aí….. Tadeu de Jesus não, Tadeu do cão…

  3. Ivo André disse:

    O prefeito está certo, pois quem sabe as prioridades para a população e as ruas com pior estado de conservação e que devem ser as primeiras serem recuperadas é quem convive diariamente com o problema. Picuinha é do governador que acha que pode fazer o que bem entender sem conversar com quem mais conhece o problemas locais!

  4. Eugenio Barros disse:

    Puxa!

  5. Carlos disse:

    Ta certo nada, tá mais do que errado se o recurso é do governo nada mais justo do que o governo decidir onde aplicar o recurso,se o prefeito conhece o município o governo conhece o estado todo, e mais ,os prefeito do Maranhão a grande maioria nem moram no lugar deles quase todos moram na capital ( não tô dizendo que é esse caso, mas é verdade). Na época de Jackson lago lá em PINHEIRO era maior sacrifício pra ele fazer alguma coisa na cidade porque o prefeito da época era o filuca Mendes que é da panelinha de Sarney, não deixavam ele fazer nada e iam pra tv deles falar mal dizer que o governador não fazia nada por PINHEIRO sendo que o governador queria fazer e ele não deixava é tudo picuinhas políticas sim Sr.

  6. Cácio Capuama disse:

    O pior de tudo é que a população vive refém de uma pessoa desta natureza, ainda por cima tem o mandato sub judice. Conheço este pequeno município, e ao meu ver não vejo motivo para o prefeito recusar investimento na cidade é uma situação muito triste para aquele povo carente de infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens