Novembro pela Paz

flavio-dino

Artigo do governador do Maranhão, Flávio Dino

Todos fomos assombrados esta semana pela notícia de mais um grave retrocesso político. A vitória de Donald Trump nos Estados Unidos – mesmo que com número inferior de votos – representa mais um expressivo foco de instabilidade, em um mundo profundamente desestruturado pela crise econômica global pós-2008 e por guerras desnecessárias, abusivas e mal resolvidas. A soma desses fatores vem alimentando o crescimento do ódio, da violência, do terrorismo e de preconceitos.

Diante desse quadro, é vital reforçar conceitos como igualdade, paz e respeito às diferenças. É nesse contexto que o Maranhão tem a honra de receber o Congresso Mundial pela Paz esta semana, um evento internacional que está inserido em uma vasta programação, que já está em curso.

As atividades começaram no último dia 5 com a abertura de torneio de futebol em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA). Mais de 500 jovens maranhenses estão participando desse campeonato, que ocorre juntamente com atividades culturais. Como todos sabemos, uma política preventiva de segurança pública compreende o acesso a direitos como um elemento imprescindível, daí não haver dúvida que mais esporte e cultura ajudam a combater a violência. Também integram o Novembro pela Paz as ações da Semana da Igualdade Racial, com debates e atividades culturais que se estenderão até o Dia da Consciência Negra, assim consagrado em homenagem a Zumbi e à luta do povo negro no Brasil, por liberdade e cidadania plena.

E teremos o Congresso Mundial da Paz, um encontro de organizações internacionais que escolheram São Luís como sede de sua edição deste ano, após eventos em todos os continentes ao longo de mais de 60 anos de atuação, desde os primeiros ocorridos na Polônia e na França. É um grande orgulho para nossa capital receber eventos internacionais, o que aumenta a visibilidade do Maranhão no exterior e certamente movimentará a indústria do turismo ao longo dos quatro dias de Congresso, graças à presença de mais de 400 convidados.

Nos debates, estarão os temas de Direitos Humanos, Justiça Social e Cultura da Paz. Nós, do Governo do Maranhão, iremos mostrar as ações que vêm garantindo avanços nessas áreas, a partir das mudanças que já começamos a implantar. É o caso da redução da ocorrência de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que caíram 20% de janeiro a setembro deste ano, na comparação com mesmo período do ano passado. Em 2015, já havíamos obtido redução de 11,8% nos crimes letais na capital.

Valores como democracia, liberdade, paz devem ser objeto de preocupações permanentes, pois infelizmente nunca são construções definitivas. Com o próprio vir-a-ser da caminhada da humanidade, novos desafios sempre aparecem. Como aludi no início, esses desafios podem ocorrer sob a forma de um resultado eleitoral inusitado, a exemplo da vitória de Trump, ou se desenharem no cotidiano aparentemente banal de campanhas de ódio via internet. Por isso, sempre é oportuno reunir-se com outras pessoas e reafirmar a fé em dias melhores, com paz e justiça para todos.

O possível secretariado em Caxias

fabiogentil

Por Jotônio Vianna (JP)

Eis que, para consumo dos leitores, a coluna conseguiu uma lista extraoficial dos prováveis nomes da equipe do primeiro escalão do prefeito eleito de Caxias, Fábio Gentil (PRB). E se esta bater em cima da bucha muita gente vai ficar boquiaberta. Os nomes. Vamos lá:

Na Saúde, seria o médico Ermando Filho, primo de Fábio Gentil; na Educação, o professor Aluízio Bitencourt, irmão do vereador Catulé; no Governo, o advogado Catulé Júnior, filho do vereador Catulé; na Fazenda, o próprio vereador Catulé; na Assistência Social, Letícia Gentil, primeira-dama; na Segurança, Sargento Mesquita, irmão do médico Helton Mesquita, o mais cotado desde o início para assumir a Saúde; No Esporte, Tom do PT; na Mulher, a vereadora não reeleita Taniery Cantalice; na Cultura, Renato Meneses; na Agricultura, Ney Jefferson; no Meio Ambiente, Ângela Machado; na Procuradoria, Adenilson Dias; no Saae, José Miguel, ex-vice-prefeito de Caxias, muito chegado ao grupo Marinho; no Sine, Talmir Rosa, irmão de Fábio Gentil.

Segundo as fontes da coluna, os demais aliados com alguma influência política seriam integrados ao governo na condição de assessores especiais.

A maior surpresa na ‘lista’, e a mais comentada, é a possibilidade de o vereador Catulé assumir a Secretaria da Fazenda; o professor Aluízio Bittencourt a Secretaria de Educação; e o advogado Catulé Júnior a Secretaria de Governo.

Surpresa porque, se verdade, a família Bittencourt teria uma posição muito forte no governo e seria a primeira vez que um grupo aliado de prefeito eleito em Caxias seria tão prestigiado na administração.

O eleitor de Donald Trump é estúpido?

Supporters of Republican presidential candidate Donald Trump cheer as they watch election returns during an election night rally, Tuesday, Nov. 8, 2016, in New York. (AP Photo/ Evan Vucci) ORG XMIT: NYEV211

A vitória de Donald Trump provocou fortes emoções. Analistas normalmente sóbrios atribuíram o triunfo à estupidez de eleitores brancos menos escolarizados. Seu eleitor é estúpido?

Wisconsin, Michigan e Pensilvânia decidiram a eleição. O resto do país não surpreendeu. Os republicanos não venciam em Michigan e Pensilvânia desde 1988. Nem eles mesmos esperavam levar Wisconsin: o último havia sido Reagan, em 1984. Trump também levou Ohio com larga margem (o que era antecipado), onde Obama ganhou duas vezes.

Ohio, Michigan, Pensilvânia e, em menor grau, Wisconsin fazem parte do “rust belt” (cinturão da ferrugem), região em decadência crônica, onde há muitos eleitores saudosos do passado industrial próspero.

Trump ofereceu três explicações para a decadência: os acordos comerciais desvantajosos e o comércio predatório chinês provocam a perda de empregos industriais; os impostos e a burocracia “exportam” empregos; e os imigrantes roubam empregos dos americanos.

As soluções são fáceis de entender. Renegociar acordos como o Nafta e aumentar as tarifas de importações da China, dificultar a entrada de imigrantes (e expulsar os ilegais) e induzir as empresas a não “mandar os empregos para o México”, diminuindo impostos.

A ideais econômicas do candidato Trump são para lá de frágeis. O declínio do “rust belt” começou nos anos 1960, muito antes do Nafta e da emergência da China.

Trump propõe um corte de impostos e austeridade fiscal. Não diz como. Não seria cortando despesas militares. O alívio tributário produziria tanta riqueza que se pagaria.

Não é claro que a imigração diminua muito o salário do trabalhador menos educado (“blue-collar”). Certamente não é culpada pela estagnação do “rust belt”.

Sem outro lugar para cortar, o alívio tributário pode colocar em risco o sistema de seguridade social, o que talvez prejudique exatamente os menos escolarizados do “rust belt”. O eleitor das áreas industriais de Ohio talvez ainda não seja elegível para o Medicaid, seguro médico público para a baixa renda. Mas, a julgar pela evolução de sua renda, não seria surpreendente votar em quem propunha expandir o Medicaid.

Trump culpa fantasmas e oferece voluntarismo: um caça-fantasmas. Não muito diferente do populismo latino-americano de esquerda, para quem os fantasmas são “as elites” e o imperialismo ianque.

Daí a conclusão de que seu eleitor seja estúpido. Acredita em fantasmas e vota contra os próprios interesses.

Atribuir o êxito de Trump à estupidez do eleitor é preguiça analítica. O eleitor no “rust belt” vê sua renda parada há décadas, enquanto a prosperidade aumenta. Trump oferece explicações e soluções bem erradas, mas críveis.

O eleitor não acompanha o debate acadêmico sobre imigrantes e salários. Tampouco conhece a literatura especializada nas causas do declínio do “rust belt”. Com um conjunto limitado de informações, a Pensilvânia industrial decidiu racionalmente. Assim como o fez o eleitor nordestino ao reeleger presidentes petistas durante a bonança, fosse ela real ou aparente.

O comércio globalizado e o progresso técnico trouxeram enorme riqueza, mas os ganhos se distribuíram desigualmente. O “rust belt” não está entre os vencedores. A vitória de Trump e o “brexit” nos lembram que um dos desafios mais importantes da democracia liberal é conseguir compensar os perdedores. Eles falaram alto neste ano.

Por João Manoel Pinho de Mello

Prefeitura e Governo entregam vias recuperadas em São Luís

A Prefeitura de São Luís já contabiliza 100 bairros e cerca de duas mil ruas beneficiadas com obras de urbanização nos últimos quatro anos. A marca histórica foi atingida neste sábado (12) com a entrega das obras do programa Mais Asfalto nos bairros Santa Cruz, Vera Cruz e Radional. Os serviços foram executados por meio da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís.

A requalificação das ruas e avenidas beneficiou famílias que por anos residiram em áreas com vias em condições precárias. As obras foram entregues oficialmente em evento que contou com as presenças do prefeito Edivaldo; do secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão, que na ocasião representou o governador Flávio Dino e o secretário de Obras e Serviços Públicos do município (Semosp), Antônio Araújo; os vereadores Astro de Agum, Josué Pinheiro e Gutemberg Araújo e demais secretários de estado e município; e autoridades políticas.

O prefeito Edivaldo e os secretários estaduais percorreram as ruas beneficiadas com o programa, vistoriando o resultado dos serviços e conversando com a população. “A parceria entre o governo do estado e a Prefeitura de São Luís tem sido fundamental na garantia de mobilidade urbana, saúde, segurança e qualidade de vida para a nossa cidade. Na área do Santa Cruz, Vera Cruz e Radional, esse trabalho conjunto beneficiou áreas que há muitos anos não recebiam pavimentação. As frentes de trabalho do Mais Asfalto, somadas às obras já executadas pela Prefeitura de São Luís, já somam duas mil ruas asfaltadas em cerca de 100 bairros”, pontuou o prefeito Edivaldo sobre as obras.

Os bairros reúnem uma série de estabelecimentos comerciais valorizando estes espaços e fazendo crescer o movimento de consumidores, reiterou Edivaldo. Ele destacou ainda o resultado das obras como mais uma importante etapa de valorização das pessoas e da cidade de São Luís. “A urbanização dos bairros é desenvolvida com base em planejamento para identificar as áreas com demandas estruturais e que necessitem de intervenções asfálticas. O objetivo desse trabalho é a garantia de melhores condições de mobilidade, além do tráfego seguro e de refletir diretamente no desenvolvimento econômico das áreas beneficiadas”, pontuou.

“Estamos aqui com o prefeito Edivaldo, para entregar mais este importante serviço a população, resultado da parceria com o governo do Estado. Fizemos, ainda, obras em outros bairros, assim como as já realizadas aqui no Radional, Santa Cruz e Vera Cruz. A intenção é continuar com essa parceria para o bem da população de São Luís”, disse o titular da Seduc, Felipe Camarão.

Nos bairros Santa Cruz e Vera Cruz, que há quase 30 anos não recebiam serviços, foram realizados trabalhos de pavimentação e recuperação asfáltica de 44 ruas, totalizando quase 8 km metros de vias. Os bairros possuem vários estabelecimentos comerciais e o asfaltamento promoveu a valorização e aumento no fluxo de clientes nos comércios locais. Além de garantir melhorias na saúde pública e mobilidade.

Já na região do Radional o novo asfalto, reivindicação antiga dos moradores, otimizou o oferecimento de serviços públicos como recolhimento de lixo, ambulâncias e segurança pública, levando cidadania e dignidade aos moradores. No bairro 17 ruas foram asfaltadas totalizando 4,5 km metros.

“Esta é mais uma obra de recuperação que impacta decisivamente na vida das pessoas, colocando fim a transtornos enfrentados diariamente pela falta de infraestrutura. A obra traz impactos positivos para a mobilidade urbana, para a saúde pública e para as famílias beneficiadas. O asfalto novo vai melhorar a prestação de serviços de saúde, facilitando a entrada de ambulâncias, do veículo de coleta de lixo e também das viaturas, com benefícios também para a segurança destas áreas”, avaliou o secretário da Semosp, Antônio Araújo.

Astro homenageado com o Prêmio Mérito Municipalista

thumbnail_astro-recebe-premio-municipalista

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro (PR), irá receber, no próximo dia 23, o Prêmio Mérito Municipalista. Essa homenagem é direcionada as mais destacadas e atuantes personalidades em mecanismos governamental e diplomático, sindical, educacional, empresarial e político.

A indicação do presidente ao recebimento desse prêmio, que em 2016 representará o Estado no campo político, teve como escopo as medidas adotadas à frente do Legislativo Ludovicense, as quais foram preponderantes para que fosse o escolhido.

Convém destacar que em sua administração, Astro tem como iniciativas o resgate e credibilidade da Câmara Municipal junto à sociedade, bem como honrar compromissos com servidores, notadamente no que se refere a sua valorização, regularização de vencimentos e quitação de débito com fornecedores.

Sem contar, ainda, que assegurou um ambiente de trabalho salutar, com reformas nas instalações físicas da sede do parlamento, o bom relacionamento com a imprensa, e até a criação do programa Câmara em Destaque, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, pela Rádio Difusora, mantendo uma interação da população com a Câmara, ações essas, entre outras, que credenciaram o presidente Astro de para recebimento dessa homenagem.

A outorga é uma iniciativa das empresas Quality TV, Quality Jornais, Quality Web Rádio e Quality Turismo, que “com seus trinta e cinco (35) anos de existência e realizações ininterruptas, as quais se unem, anualmente, para prestar homenagens para personalidades de quarenta e cinco (45) países”. Essas homenagens visam condecorar as escolhidas instituições e personalidades atuantes que apresentam destaque acentuado em suas atividades.

Os realizadores do evento, bem como os profissionais de imprensa das empresas Quality, ex-homenageados e também indicações por questionário de pesquisa, com representantes da imprensa local, “colaboram na escolha das pessoas e instituições para serem homenageadas”, de acordo com informações dos promotores da concessão das comendas.

Com a previsão de acontecer no dia 23 de novembro em Brasília, a solenidade de premiação será realizada no Windsor Hotel, com a entrega de diplomas. Vale destacar que no dia 05 de julho o cerimonial do Prêmio Imprensa – Prêmio Mérito Municipalista, com a diretoria da Quality TV, Quality Jornais e Quality Web Rádio, se reuniu e definiram a programação das etapas das solenidades de premiação.

OUTRAS PREMIAÇÕES – Nesses últimos anos Astro tem sido alvo de homenagens no âmbito nacional, como as que ocorreram em 2015 e ainda este ano, quando foi escolhido como vereador mais atuante pelo Instituto Tiradentes. “Fico muito gratificado por essas homenagens, pois, de fato, atestam o reconhecimento do nosso trabalho, que vem sendo realizado dentro e fora do parlamento em prol da sociedade, o que nos deixa bastante lisonjeado”, afirma ele.

Texto: Alteré Bernardino e Itamargarethe Correia Lima

Foto: Paulo Caruá

Um reconhecimento ao trabalho iluminado de Marcos Braid

anuncio_concurso_procurador_municipio_150115_foto_baeta_-3-1024x682

Discreto e humilde, Marcos Luís Braid Ribeiro Simões, mais conhecido como Marcos Braid, teve papel importante na campanha de reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Licenciado da função de procurador-geral do Município para se dedicar à campanha, Braid conseguiu desmontar todas as armações lançadas contra o prefeito. Foram mais de 100 Ações que Marcos Braid conseguiu vencer na justiça. Também teve êxito em vários questionamentos de adversários contra a campanha de Edivaldo, mostrando que também é bom dentro e fora dos campos.

O resultado do trabalho eficiente de Marcos Braid é que todas as ações contra a campanha de Edivaldo foram consideradas improcedentes. Nenhum factoide engendrado pelos oponentes do prefeito obteve sucesso, pelo contrário, foram frustrados graças à dedicação e esforço de Marcos Braid. Isso sem falar das vitórias alcançadas durante a gestão, como a licitação do transporte público onde Braid teve papel decisivo.

Uma das vitórias significantes de Braid foi sobre o famoso ex-juiz da Ficha Limpa, Márlon Reis. A serviço da candidata Eliziane Gama, Reis protocolou Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) alegando abuso de poder econômico e político, conduta vedada e propaganda eleitoral antecipada de Edivaldo. Apesar de todo o estardalhaço e pompa em cima do conhecido juiz, com direito a entrevista coletiva e holofotes na imprensa, a investida da campanha de Eliziane não passou de factoide, desmontado ponto a ponto por Marcos Braid, que de forma muito competente fez a defesa do prefeito Edivaldo. Braid deu uma aula de Direito sobre o idealizador do Ficha Limpa.

Cristão praticante, além da competência e honestidade, outras grandes virtudes de Marcos Braid são a humildade e a simplicidade, virtudes de um verdadeiro seguidor de Jesus Cristo.

Roseana candidata a deputada ou a uma vaga no Senado?

RoseanaFol

Diante dos últimos acontecimentos em que é investigada por um rombo de R$ 410 milhões nos cofres estaduais, mesmo que a ex-governadora Roseana Sarney tenha prometido no passado que não voltaria a ser candidata, agora o destino parece lhe colocar numa necessidade sem precedentes de ter um mandato.

Um mandato lhe daria a garantia de foro privilegiado, um guarda chuvas contra a chuvarada de processos que, segundo ela, adversários estão movendo contra sua pessoa. A observação é do jornalista Elias Lacerda.

Na Ação do Ministério Público foi pedida a condenação da ex-governadora Roseana Sarney Murad ao ressarcimento de R$ 158 milhões por improbidade administrativa.

Roseana pode ser obrigada a se contentar com uma candidatura de deputada federal. Há alguns defendendo que o melhor mesmo para ela seria disputar uma vaga para deputada estadual, onde facilmente seria eleita. Contudo, caso consiga vencer as barreiras impostas pelo seu grupo, poderia concorrer até a uma vaga no Senado. A preferência do clã Sarney, no momento, é pelo ministro Sarney Filho.

Em qualquer dos casos, Roseana Sarney, ainda que bastante desgastada perante à população por conta do péssimo governo que fez e das acusações de corrupção que lhe são imputadas, concorreria em condições de igualdade contra os adversários, com chances de se eleger.

O grupo Sarney trabalha com a prioridade de garantir uma das duas vagas de senador em 2018. O nome pode ser o do ministro Sarney Filho (o preferido) ou Gastão Vieira. Concorre por fora Edinho Lobão. Roseana Sarney sairia candidata a deputada. Já em relação ao pleito para o governo do estado, o clã Sarney entende que Flávio Dino não terá dificuldades em se reeleger. Dino também asseguraria uma vaga no seu campo político para o Senado. Weverton Rocha, Humberto Coutinho, José Reinaldo e Waldir Maranhão brigariam.

Informe JP – Lourival Bogéa & Oswaldo Viviani

informe

Luis Fernando rebate denúncias

O prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), esclareceu denúncias à respeito da sua prestação de contas de campanha.

Abaixo, segue a nota.

flavio-dino-luis-fernando-silva-e1436614582527-1200x540

A prestação de contas foi protocolada no prazo estabelecido em lei e obedecendo rigorosamente os critérios técnicos, legais e probos exigidos pela legislação.

Extraíram uma notificação do mural eletrônico da Justiça Eleitoral e, sem qualquer pudor, transformaram uma solicitação rotineira de esclarecimentos de termos da prestação de contas em postagens irresponsavelmente fantasiosas.

Divulgaram com estardalhaço que Luis Fernando teria recebido doações em dinheiro de pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família. De acordo com informações da coordenação da campanha, não houve qualquer ilegalidade na inclusão das pessoas relacionadas. Primeiro, porque a própria Justiça Eleitoral, reconhecendo equívoco no cruzamento de dados do sistema, cancelou todos os apontamentos de supostas irregularidades, inclusive esse. Segundo, porque as pessoas supostamente beneficiárias do programa Bolsa Família não doaram qualquer quantia em espécie. Doaram apenas suas forças de trabalho à campanha e, na prestação de contas, de acordo com o que determinam as normas da Justiça Eleitoral, essa colaboração voluntária precisou ser estimada em dinheiro.

Conforme decisão da Justiça Eleitoral, reconhecendo a legalidade dos itens questionados na notificação, a própria juíza eleitoral de Ribamar revogou o expediente notificatório, reconhecendo não haver qualquer desonestidade, irregularidade e ilegalidade nos referidos pontos questionados.

Sobre uma empresa que prestou serviço à campanha e que teria um número reduzido de funcionários, conforme já informado e comprovado à Justiça Eleitoral, a empresa citada contratou dezenas de pessoas para realizar as ações de campanha, através de contratos de trabalho por prazo determinado, devidamente assinados. As bases de dados do TSE, no entanto, apenas não haviam atualizado essas informações em seus sistemas quando a solicitação de esclarecimentos foi gerada.

Assim como sempre agiu durante toda sua vida pública, Luis Fernando cumpre e continuará cumprindo seus deveres legais, atendendo a todos os questionamentos e mostrando total transparência em suas ações públicas.

Raimundo Rodriguez entrega o cargo e Delcio assume a Semfaz

Blog Clodoaldo Corrêa – O secretário municipal de Fazenda de São Luís, Raimundo Rodriguez, entregou carta de demissão ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior nesta sexta-feira (11). Rodriguez teve seu nome envolvido com possível participação no caso Sefaz.

Rodriguez disse ao prefeito que iria se dedicar exclusivamente para esclarecer os fatos sobre sua acusação. O prefeito aceitou a solicitação e já acertou o substituto. O Controlador Geral do Município, Delcio Rodrigues, assume a Fazenda. Para o lugar de Delcio na CGM assume Jakcson dos Santos Castro, que exercia a função de Controlador adjunto.

Não existe nada até o momento que coloque em xeque a atuação de Raimundo Rodriguez na Fazenda municipal. Mas com seu nome apontado em meio ao escândalo da Fazenda estadual, foi melhor tanto para o ex-secretário quanto para a administração do prefeito Edivaldo seu afastamento para que tudo seja esclarecido.

Veja a carta de Rodriguez:

img-20161111-wa0060

25 mil suspeitos de receberem irregularmente o Bolsa Família

MPF/MA identifica mais de 25 mil beneficiários suspeitos de receberem irregularmente o Bolsa Família

Através da ação nacional Raio-X Bolsa Família, iniciativa do Ministério Público Federal (MPF), foram identificados 25 mil suspeitos de receberem o benefício no Maranhão. O projeto coordenado pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF expediu recomendações em todo o país, no período de julho a setembro deste ano para que os gestores municipais informassem o número de irregularidades confirmadas.

Segundo o Raio-X, desde 2013, 4.703 prefeituras que receberam visitas domiciliares, possuem mais de 874 mil beneficiários do programa Bolsa Família suspeitos de não cumprir os requisitos econômicos estabelecidos pelo governo federal.

Para o procurador da República Juraci Guimarães Júnior, “a investigação levada a cabo pelo MPF no Maranhão é fundamental para corrigir as irregularidades e punir os responsáveis pelo recebimento indevido dos valores do programa Bolsa Família, cuja existência deve ser destinada exclusivamente a pessoas de baixa renda”, declarou.

Os casos suspeitos foram identificados por meio de ferramenta de inteligência desenvolvida pelo Ministério Público Federal a partir do cruzamento de dados públicos fornecidos pelo próprio Governo Federal, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela Receita Federal e pelos Tribunais de Contas estaduais e municipais.

O diagnóstico sobre o maior programa de transferência de renda, assim como as ações propostas e os resultados alcançados estão disponíveis no site www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br. Nele, o cidadão poderá acessar a versão interativa da ferramenta de inteligência desenvolvida pelo MPF e filtrar os dados selecionando a(s) unidade(s) da federação e município(s) que desejar.

Além disso, o cidadão poderá acessar a versão interativa do BI. A ferramenta contém quatro painéis – Visão Nacional; Perfis Suspeitos; Ranking e Recomendações – nos quais é possível filtrar os dados por UF e por município.

A versão interativa da ferramenta soma os perfis suspeitos que aparecem cadastrados em mais de um estado, em mais de um município ou em mais de uma categoria. Portanto, a soma dos números de beneficiários pode variar. No total, são 909.672 benefícios suspeitos sendo pagos a 874.115 pessoas (beneficiários com Número de Inscrição Social – NIS).

As recomendações foram expedidas em todo o país no período de julho a setembro deste ano, com prazo de 60 a 120 dias. As respostas às recomendações ainda estão sendo recebidas e processadas pelo MPF.

Dados do MaranhãoDentre a recomendações no estado, 73,7% já foram atendidas. As cidades de Imperatriz, São Luís e Paço do Lumiar lideram o ranking de perfis suspeitos.

       MA BOLSA FAMILIA .png CIDADES MA BOLSA FAMÍLIA.png

Sendo os perfis de:

20.978 empresários (R$ 96.148.935) – Foram incluídos nesse grupo tanto os titulares do benefício, quanto aqueles que integram seu clã familiar, cujos CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou NIS (Número de Inscrição Social) utilizados no cadastro do programa estão vinculados a um ou mais CNPJs (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), indicando que são pessoas proprietárias ou responsáveis por empresas. O MPF não descarta a possibilidade de haver pequenos empresários que atendam aos requisitos de hipossuficiência (pobreza ou extrema pobreza) exigidos pelo programa para a concessão do benefício, mas entende que, em tese, esses seriam poucos casos. A revisão cuidadosa do cadastro desses beneficiários, com visitas prévia pela prefeitura, torna-se necessária para um melhor controle do programa.

4.119 servidores públicos (R$ 14.192.381) – Integram esse grupo tanto os titulares do benefício, quanto aqueles que integram seu clã familiar, que são servidores públicos federais, estaduais ou municipais. A condição de servidor, por si só, não impede que o cidadão se enquadre no perfil econômico exigido pelo programa para a concessão do benefício. Contudo, como a Administração Pública não pode pagar a qualquer servidor vencimento inferior ao salário mínimo, tendo o beneficiário declarado ter família com menos de quatro pessoas, conforme já apurado também pela ferramenta, o MPF entende que esses cadastros merecem ser revisados, com visitas prévia às famílias.

636 falecidos (R$ 2.343.113) – Estão nesse grupo os titulares (recebedores) de benefícios do programa Bolsa Família cujos CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou NIS (Número de Inscrição Social) utilizados no cadastro foram identificados como pertencentes a cidadãos falecidos. A recomendação do MPF nesses casos é para que a prefeitura verifique, inclusive com visita local às famílias feita pelas prefeituras, se houve algum equívoco no momento do cadastro e se o recebedor do benefício de fato está vivo.

343 doadores de campanha (R$ 410.3800) – Estão agrupados nesta categoria tanto os titulares do benefício, quanto aqueles que integram seu clã familiar, que aparecem, segundo dados do TSE, como doadores de campanha no mesmo exercício em que receberam o benefício do Governo Federal. Assim como no caso dos beneficiários servidores, o fato de ser um doador não significa, por si só, que o beneficiário está em situação irregular ou não cumpre os requisitos de capacidade econômica exigidos para o recebimento do benefício. No entanto, quando o valor doado supera o valor recebido a título de Bolsa Família, é possível inferir que o beneficiário não precisa do dinheiro para sua subsistência. Daí a necessidade de revisão dos cadastros de beneficiários nessa condição, precedida de visita pela prefeitura.

55 servidores públicos doadores de campanha (R$ 256.768) – Compõem este grupo tanto os titulares do benefício quanto aqueles que integram o clã familiar informado que são, simultaneamente, servidores públicos (federais, estaduais ou municipais) e doadores de campanhas eleitorais, independentemente do valor doado.

Flávio Dino assina manifesto de apoio ao ex-presidente Lula

5811-medium

Arquivo

O governador Flávio Dino assinou manifesto de apoio ao ex-presidente Lula, réu em três processos relacionados a casos de corrupção. Lula pode pegar mais de 30 anos de cadeia caso o juiz da Operação Lava-Jato no Paraná, Sérgio Moro, atenda exatamente a todos os pedidos de condenação feitos pelo Ministério Público.

Idealizada por intelectuais de esquerda e amigos do ex-presidente, a campanha “Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula” foi lançada ontem (11) em São Paulo e tem como objetivo criar comitês em todo o Brasil e no exterior para divulgar informações em solidariedade a Lula.

Milhares de panfletos em defesa de Lula, uma página na internet e perfis nas redes sociais foram criados para divulgar um manifesto assinado por dezenas de nomes das áreas artística, acadêmica, jurídica, religiosa, política e esportiva. Para assinar, clique AQUI.

Além de Flávio Dino, assinaram Gilberto Gil, Chico Buarque, Rui Falcão, Carlos Luppi, Luciana Santos, Sebastião Salgado, Joana Maranhão, Raduan Nassar, Antonio Candido, Guilherme Boulos, Beth Carvalho, dom Angélico Sandalo, Claudio Fonteles, Daniel Filho, Frei Betto, Fernanda Takai, Gregório Duvivier, Leonardo Boff, José Trajano, Ailton Graça, Osmar Prado e Paulo Betti.

A mais nova acusação contra Lula é de que ele teria recebido R$ 8 milhões da empreiteira Odebrecht, de acordo com Relatório da Polícia Federal divulgado no dia 24 de outubro, por suposta participação em esquemas de corrupção. Segundo a reportagem da Isto É, o valor repassado à Lula em espécie teria vindo desse montante. Em delação premiada na Operação Lava Jato, o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, afirmou que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva teria recebido propina da empreiteira em dinheiro vivo.

CADEIA

Para Lula, a pena mínima seria de 35 anos e 4 meses de cadeia, mais multa, além de pagamento de R$ 87,6 milhões por danos causados, valores destinados à Petrobras. Ele foi acusado de sete atos de corrupção passiva qualificada e majorada e 64 de lavagem de dinheiro. Em caso de condenação às penas máximas, o que é raro, a punição para Lula subiria para até 125 anos, 9 meses e 10 dias.

São Luís: 20 das 21 praias estão próprias para banho

balneabilidade-das-praias

O laudo semanal de balneabilidade divulgado nesta sexta (11) pelo Laboratório de Análises Ambientais – LAA, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), aponta que somente um (Foz do Rio Calhau), dos 21 pontos monitorados das praias de São Luís e São José de Ribamar, está impróprio para o banho. Depois de passar cinco semanas com todas as praias 100% próprias, um extravasamento em uma elevatória do Rio Calhau impossibilitou que esse ponto, especificamente, continuasse com condições de balneabilidade.

Os níveis de contaminação aferidos semanalmente estão caindo, gradativamente, desde janeiro deste ano, em decorrência dos investimentos feitos pelo Governo do Estado em saneamento. E, pela primeira vez em vários anos, apresentaram por um mês consecutivo os 21 pontos da orla marítima, de São Luís e São José de Ribamar que são monitorados, estão em plenas condições de balneabilidade.

Mas as análises realizadas entre os dias 02 (quarta-feira) e 06 (domingo) apontaram números superiores de contaminação acima dos permitidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) no ponto da Foz do Rio Calhau (ao lado do parquinho da litorânea), na praia de São Marcos. De acordo com a Companhia de Saneamento Ambiental (Caema), um extravasamento ocorrido na última quarta-feira (02), na elevatória localizada próxima ao Rio Calhau, ocasionou a propagação de substâncias que tornaram o local impróprio para banho.

Segundo o presidente da Caema, Davi Telles, o extravasamento ocorreu devido ao sucateamento da linha de esgoto da Daniel de La Touche, que data de 1984, mas que está tendo a substituição de toda sua extensão (2,3km) desde o ano passado, para garantir a interceptação do esgoto e, consequentemente, a balneabilidade das praias.  “Esta linha de esgoto já rompeu uma infinidade de vezes ao longo das últimas décadas pela falta de manutenção e investimentos. Mais de 90% dessa linha já foi substituída pelo programa ‘Mais Saneamento’ e esperamos acabar o serviço ainda este mês. Estamos investindo R$ 360 milhões na capital para deixar para trás o legado ruim que nós herdamos”, explicou Telles.

Ainda de acordo com o presidente da Caema, o problema no Rio Calhau foi prontamente resolvido, inclusive já sendo perceptível a claridade da água que desce no mar. “As condições ambientais do Rio Calhau eram muito piores até o meio do ano passado. Otimização de algumas elevatórias e manutenção regular de bueiros melhoraram substancialmente a situação do corpo hídrico. O rio era preto o ano todo. Isso já mudou, mesmo antes das obras do Sistema Canaã que vamos iniciar em breve”, esclareceu.

Transparência

Desde o início da divulgação dos laudos de balneabilidade realizados pela Sema, o Governo do Estado ressaltou que trabalhará com muita transparência para informar a população de São Luís sobre a realidade das praias. “Se e quando houver problemas reais, colocaremos as bandeiras vermelhas e não verdes nas praias. Como, aliás, já fizemos algumas vezes”, avisou o governador Flávio Dino ainda na semana passada.

Ele enfatizou ainda que o relatório dará a possibilidade de, mais uma vez, a Região Metropolitana de São Luís ter suas praias cheias, movimentando a economia e oportunizando lazer e diversão aos cidadãos. “Final de semana vai ser na praia novamente. Somente um ponto impróprio. E seguimos trabalhando firme”, realçou o governador.

Andrea Murad e a necessidade de controlar as contas do Estado

andrea murad

A deputada Andrea Murad está deixando bem claro que a oposição oligárquica sofre, desde que perdeu o controle do Estado, de abstinência pelo poder. Esta semana, a parlamentar já tocou no assunto contas do Governo duas vezes. A primeira delas para definir para onde iria a verba que o Estado receberá da repatriação e a segunda para atacar as contas equilibradas do governador Flávio Dino.

A postura de Andrea Murad demonstra a falta de conhecimento político da parlamentar sobre o atual panorama econômico brasileiro. Somente nos últimos 20 meses, o Maranhão deixou de receber cerca de R$ 1,2 bilhão do Fundo de Participação dos Estados (FPE) em decorrência da crise financeira que o país atravessa.

Se as contas do Maranhão estão equilibradas, muito diferente do que acontece em estados como Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, os méritos são da gestão exemplar do governador Flávio Dino, que, mesmo em uma quadra de extrema dificuldade, tem conseguido manter os compromissos em dia, inclusive com investimentos em várias áreas, mesmo o Maranhão sendo um dos mais dependentes dos recursos do FPE.

O fato de o equilíbrio fiscal estar em dia, não quer dizer que o Maranhão não precise de mais recursos. Em um estado tão maltratado ao longo de décadas, qualquer dinheiro para investimento é bem-vindo, sobretudo nas mãos de um governador que já mostrou saber usar bem o recurso público em prol do que realmente importa: o povo.

Petistas maranhenses defendem nome de Lula para 2018

14937426_1132128650216730_3752216937015716631_n

O ex-presidente Lula pode pegar mais de 30 anos de cadeia caso o juiz da Operação Lava-Jato no Paraná, Sérgio Moro, atenda exatamente a todos os pedidos de condenação feitos pelo Ministério Público. Ainda assim, há petistas do Maranhão que defendem seu nome para disputar a Presidência da República em 2018.

O presidente do PT no Maranhão, Raimundo Monteiro, e o deputado estadual Zé Inácio participaram, ontem (10), de uma reunião do diretório nacional da sigla, realizada em São Paulo, encontro do qual Lula participou.

“Não temos outro nome a não ser o de Lula para 2018. Esse pensamento é unânime. Tudo bem que ainda não está certo que ele vá disputar a eleição, mas temos de lutar por isso”, disse Monteiro.

Zé Inácio, por sua vez, defendeu estratégias para que o partido se reorganize para as próximas eleições. “Estamos juntos, firmes e muito empenhados na luta pelo fortalecimento do PT, em defesa dos direitos sociais e do Estado de Direito”, assinalou o deputado.

15032049_1102383299881025_5325553981290576066_n

Para Lula, a pena mínima seria de 35 anos e 4 meses de cadeia, mais multa, além de pagamento de R$ 87,6 milhões por danos causados, valores destinados à Petrobras. Ele foi acusado de sete atos de corrupção passiva qualificada e majorada e 64 de lavagem de dinheiro. Em caso de condenação às penas máximas, o que é raro, a punição subiria para até 125 anos, 9 meses e 10 dias.

Caso justiça seja feita, Raimundo Monteiro e Zé Inácio devem se preparar para visitar Lula em uma das carceragens da Polícia no país em 2018.

Solto

informe

423 novos veículos policiais em 2016

A meta inicial seria a entrega de 300 veículos até o fim do ano, mas com as novas viaturas o governo alcançará a marca de 400 viaturas entregues. (Foto: Gilson Texeira)

Garantir a segurança pública, combatendo fortemente o tráfico de drogas, a pistolagem e as quadrilhas que cometem crimes violentos tem sido a tônica do Governo do Estado. Para isso, o governador entregou mais 75 viaturas novas para as Policias Civil e Militar na tarde desta quinta-feira (10), em solenidade na Praça Maria Aração. Ao todo, já foram entregues 423 novos veículos, só nos últimos 12 meses, para reforçar a segurança no Maranhão.

Este é um número recorde na história do Maranhão, o que impacta diretamente na ampliação da eficácia do sistema de segurança do estado. “É um investimento bastante expressivo neste momento de crise, mostrando que nós acreditamos no trabalho das polícias, que é fundamental para a nossa comunidade. Hoje estamos entregando 75 viaturas, parte para polícia civil e parte para a militar e anuncio aos maranhenses que teremos agora, no começo de 2017, a incorporação de mais mil policias militares, cumprindo nosso compromisso de a todos os anos ampliar os recursos humanos e os recursos materiais das forças policiais”, informou o governador Flávio Dino.

As novas viaturas representam mais uma etapa do processo de modernização da infraestrutura do Sistema de Segurança Pública do Maranhão no âmbito do programa ‘Pacto Pela Paz’. Os veículos do tipo pick up (modelos L200 e TrailBlazer) são adaptados com cela de isolamento e rádios comunicadores para reforças as instituições de segurança no enfrentamento à violência em todo território maranhense. Dos 75 veículos, 30 serão destinadas à Polícia Civil e 45 à Polícia Militar, atendendo setores como a ROTAM, COE e o batalhão de choque.

A cerimônia simbólica aconteceu às 16h30, na Praça Maria Aragão, em São Luís. (Foto: Gilson Texeira)

São Luís receberá 20 viaturas para a Policia Militar (a serem usadas pelos batalhões, além do Choque, COE, ROTAM, COSAR e as USCs) e oito para a polícia civil. O prefeito Edivaldo Holanda Junior esteve presente na cerimônia de entrega dos veículos e assegura que os benefícios, somadas a outras ações, virão para a população da capital, que ficará mais segura.

“Quero cumprimentar o governador Flávio Dino, que muito tem feito em prol da segurança pública da nossa cidade, com um trabalho que será realizado de forma mais intensa a partir da chegada dessas novas viaturas. A Prefeitura de São Luís também tem feito a sua parte, a partir de ações como a melhoria da iluminação pública e da infraestrutura dos bairros, possibilitando que as viaturas cheguem a ainda mais áreas, além de termos investido no combate às drogas e na geração de emprego e renda”, destacou o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Já para o interior do estado, serão deslocadas 25 viaturas para a PM e 22 para a polícia civil, reforçando o combate à criminalidade das diferentes cidades do Maranhão. O superintendente da Policia Civil no interior, delegado Dicival Gonçalves, explica que as viaturas estão equipadas para melhorar a atuação das policias, garantindo agilidade e tecnologia de ponta. “Nós agradecemos ao Governo do Estado, que está encaminhando para a superintendência do interior 22 viaturas, que farão deslocamento de presos em 18 delegacias espalhada pelo Maranhão. O que vai otimizar os serviços da polícia judiciária, que é a polícia civil, a que investigativa, somando-se à polícia militar para combater a criminalidade no interior do estado, chegando com carros potentes, que entram em qualquer local de obstáculos”, explicou o delegado.

A meta inicial seria a entrega de 300 veículos até o fim do ano, mas com as novas viaturas o governo alcançará a marca de 400 viaturas entregues. (Foto: Gilson Texeira)

Viaturas ajudam na diminuição de crimes

A entrega de mais de 400 viaturas, o investimento em armamento e na valorização policial são fatores que estão contribuindo para a diminuição no número de homicídios no Maranhão em 2016, sobretudo em São Luís. De janeiro a setembro deste ano, o número de crimes letais contra a vida em todo o Estado foi 20% menor que o do mesmo período de 2014. A principal redução ocorreu na cidade de São Luís, onde o número total de crimes violentos letais caiu de 521 em 2014 para 411 este ano.

As lesões seguidas de morte tiveram queda de 71% no acumulado de janeiro a setembro deste ano. Os casos de estupro também seguem trajetória descendente importante. Em setembro, houve 30% menos casos na Região Metropolitana de São Luís. Ao longo deste ano, a queda foi ainda mais significativa: 40% menos casos na comparação com o mesmo período de 2014.

Sente a população, mas sente também os profissionais que atuam diariamente no combate à criminalidade. O soldado da PM, Trindade, acredita que as novas viaturas deverão melhorar os serviços prestados e os policias vão, ainda, ficar mais próximo da comunidade. “Com as viaturas se torna mais fácil a agilidade, terão também mais policiais nas ruas, muitos podem até sair do administrativo para ir às ruas devido a quantidade, e a nos tornaremos mais presentes. Onde não tinha viatura, agora vai ter. Vai melhorar em muito”, opinou o policial.

MPMA requer perda de bens adquiridos com desvio

images-cms-image-000505332

Em denúncia ajuizada no dia 27 de outubro, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) pediu à Justiça que determine a perda dos bens dos ex-secretários de estado da Fazenda Cláudio José Trinchão Santos e Akio Valente Wakiyama, adquiridos com o produto do desvio de recursos públicos nas operações ilegais executadas por eles na Sefaz.

O titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, Paulo Roberto Barbosa Ramos, solicitou ao Poder Judiciário que arbitre valor de reparação dos danos causados pelas infrações, com base no Código de Processo Penal, no montante do valor envolvido, que é de R$ 410 milhões.

O MPMA constatou que os dois ex-gestores concederam regimes especiais tributários sem observância da legislação e sem publicidade no banco de dados da Sefaz. Foram assinadas 33 concessões de regimes especiais cumuladas com atos de inclusão de empresas e renovação de regime sem observação da legislação pertinente e publicidade, beneficiando 190 empresas. Desse total, 20 atos foram assinados por Trinchão, oito por Wakiyama e cinco por ambos.

O promotor de justiça, na denúncia, destacou que os regimes especiais foram concedidos sem nenhum estudo econômico com justificativa de possíveis resultados compensatórios, a exemplo de promoção de emprego, renda e arrecadação no Estado.

“Além disso, foi evidenciado que foram concedidos regimes especiais de toda ordem, inclusive retirando determinadas empresas do regime de substituição tributária e concedendo a essas empresas crédito presumido em operações não previstas em lei”, afirmou Barbosa Ramos.

Prorrogada validade do Concurso 2015 do Banco da Amazônia

thumbnail_20161110_142440

A validade do Concurso Público do Banco da Amazônia 2015 foi prorrogada para até 2 de dezembro de 2017. Essa medida foi aprovada pela Diretoria da Instituição no último dia 4 e foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

De acordo com o gerente de Gestão de Pessoas, Rodrigo Santiago, foi uma decisão importante para o Banco e objetiva garantir o ingresso de novos colaboradores na Instituição.

O Banco promoveu concurso público em 2015 que foi organizado pela Fundação Cesgranrio. Teve a finalidade de preenchimento de vagas e oferta de cadastro reserva para os cargos de Médico do Trabalho (nível superior) e Técnico Bancário (nível médio).

O art. 37, III, da Constituição Federal assegura o prazo de dois anos de validade do concurso público, prorrogável uma vez por igual período.

A visita da PF a Jaime Lerner

jaimlerner

O escritório de Jaime Lerner, ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba, foi um dos alvos de uma operação desencadeada pela Polícia Federal de Tocantins nesta quinta-feira (10). Os policiais cumpriram mandado de busca a apreensão.

Há ainda uma ordem de condução coercitiva, mas os agentes não informaram o alvo, diz o Paraná Portal.

A operação foi batizada de Nosostros e investiga suposta fraude na licitação para a construção do BRT de Palmas.

De acordo com a Polícia Federal, foi identificado repasse de informações privilegiadas da prefeitura a empresas que participaram da licitação. O custo da obra foi de aproximadamente R$ 260 milhões.

“Em conluio com grandes imobiliárias da região, agentes públicos também pressionavam proprietários para que cedessem, a título gratuito, parte de suas terras para pessoas ligadas ao esquema criminoso. Uma das formas de coação era através da cobrança de altos valores de IPTU desses proprietários”, informou a PF. A implantação do sistema BRT valorizaria os imóveis que o grupo tivesse posse após a obra.

Para quem não lembra, Jaime Lerner elaborou o plano de mobilidade do programa de governo da candidata derrotada Eliziane Gama. Ela esteve em Curitiba na pré-campanha onde se encontrou com Lerner para traçar o seu plano de governo.

Dino: Crise das finanças estaduais é pior que eleição de Trump

Dino

Por Portal Vermelho – Por meio das redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), classificou como grave a crise das finanças dos estados e reforçou que o arrocho nas contas, proposto pelo governo de Michel Temer com a PEC dos gastos – que impõe o congelamento dos investimentos por 20 anos –, cria uma situação de insustentabilidade para os governadores.

“Crise das finanças públicas estaduais é grave. Se a economia não voltar a crescer, não sobrará ninguém. E teremos muitos conflitos sociais”, afirmou o governador maranhense.

E segue: “Difícil conseguir coesão social para ‘medidas de ajuste’ se não houver ‘ajuste’ também sobre mais ricos, por exemplo, capital financeiro e rentistas”.

O colapso nas contas dos governos estaduais tem afetado principalmente o Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, que são os estados com maior endividamento.

No Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, por exemplo, a queda nas receitas já compromete as despesas mais básicas. Atrasos nos pagamentos dos salários dos servidores e outros repasses viraram rotina.

Esse quadro compromete a tão prometida retomada do crescimento feita do Temer. Os governadores tentam uma solução emergencial para garantir o mínimo de receitas, entre as quais a ampliação da margem de endividamento dos estados com a União.

Segundo Flávio Dino, o colapso nas finanças estaduais é bem pior do que a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. “Que já é bem ruim”, enfatizou.

Ele finaliza apontando certa apatia diante desse quadro dramático. “Questão é que os mais poderosos parecem fazer mais barulho. Por exemplo, criam logo um ‘pato amarelo’ e um ‘impostômetro’ para se defender”, salientou ele, referindo-se ao movimento feito pela Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) durante o processo de impeachment para insuflar o golpe.

Municípios maranhenses perdem R$ 50 milhões de recursos

thumbnail_dsc_0045

Os municípios maranhenses perderam cerca de R$ 50 milhões em recursos da repatriação que deveriam ter sido repassados pelo Governo Federal. O dinheiro foi depositado nas contas das prefeituras nesta quinta-feira (10) juntamente com o primeiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

A perda de recursos foi confirmada à Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) pela Receita Federal e Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

A previsão da própria Receita Federal, divulgada no início do mês, era de que o país arrecadaria aproximadamente R$ 50,9 bilhões da repatriaçãode dinheiro não declarado mantido por brasileiros no exterior.

Deste total, R$ 285 milhões seriam repassados aos 217 municípios maranhenses. No entanto, com a queda de repasses estimada em R$ 50 milhões, as prefeituras do Maranhão tiveram um déficit de 18% em relação ao que deveria ter sido arrecadado.

“Os municípios continuam sendo penalizados com a perda de recursos do FPM e esse dinheiro extra, fruto da repatriação, viria em boa hora. Infelizmente, o Governo Federal também contingenciou este repasse. A FAMEM está acompanhando toda essa movimentação com o objetivo de garantir o direito das cidades maranhenses”, afirmou o presidente da Federação, prefeito Gil Cutrim.

Dos mais de R$ 50 bilhões que deveriam ter sido arrecadados, de acordo com a Receita, R$ 46,8 bilhões foram efetivamente recebidos, acarretando um déficit de R$ 4,153 bilhões.

Ainda segundo a Receita Federal, é possível que, este mês, o restante dos recursos seja enviado aos municípios. Porém, uma data precisa não foi informada.

‘Sou um homem livre’, diz Joaquim Barbosa sobre 2018

Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa não descarta a possibilidade de disputar a Presidência da República em 2018. “Sou um homem livre, muito livre”, declarou Barbosa. O ministro participou nesta quarta-feira (9) de uma homenagem ao ex-ministro da Corte Cezar Peluso no STF.

Barbosa comparou a eleição do presidente Donald Trump, nos Estados Unidos, com o cenário político brasileiro, que considera estar mais conservador. O ex-ministro do Supremo também voltou a criticar o processo de impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff e disse que o país “voltará a ter paz em 2018” com a eleição de um novo presidente da República.

“A situação (nos EUA) é muito parecida com a que se instalou no plano político brasileiro após o impeachment, com a diferença de que lá a coisa se deu pelas urnas, aqui ocorreu por um processo controverso, contestado por uma boa parcela da população”, afirmou. “Mas a democracia tem esse poder regenerador. Nós teremos paz em 2018 com a eleição de um novo presidente da República, que está no centro de todas as instituições”, avaliou o ex-presidente do Supremo.

Barbosa disse que o sistema eleitoral americano é complexo e pode provocar muitas surpresas. “É um choque para o sistema de aliança que foi montado no mundo ocidental principalmente após a Segunda Guerra Mundial. As posições extremistas de Trump colocam em risco todo esse sistema”, avaliou.

Apesar de demonstrar preocupação com as propostas de Trump em campanha, Barbosa não acredita que o presidente eleito irá conseguir levá-las adiante. “Eu não acredito que ele vá concretizar nada do que ele disse em campanha, porque a democracia americana é muito sólida, as instituições são muito sólidas, existem mecanismos muito eficazes de contenção de um presidente com essas posições extremistas, elas não vão acontecer, mas se acontecerem aí sim o mundo estará em perigo.”

Para Barbosa, uma das questões mais importantes da eleição de Trump é a nomeação do cargo vago da Suprema Corte. Ele diz não ter dúvidas de que será alguém com perfil conservador. “Completando assim todo um espectro bem conservador nas instituições americanas. Essa visão estará na presidência, nas duas Casas e na Corte Suprema. Situação muito parecida com a que se instalou no plano político brasileiro após o impeachment.”

Questionado se uma situação semelhante a que ocorreu nas eleições nos EUA poderia ocorrer no Brasil no próximo pleito, Barbosa disse que o Brasil “não tem o mesmo peso internacional que os EUA”. “O Brasil não interfere nem sequer aqui no nosso quintal, na Venezuela, que passa por uma crise terrível, a Colômbia, em um processo grave, e qual é o papel do Brasil? Nenhum. Então não há esse risco aqui”, afirmou. (Estadão)

Fenômeno de votos, Edivaldo nunca perdeu uma eleição

400330_550925714924196_951793652_n

Um detalhe chama a atenção na carreira ascendente e prodigiosa do prefeito reeleito de São Luís. Em cinco eleições que disputou na vida, Edivaldo Holanda Júnior venceu todas.

Primeiro, Edivaldo foi eleito vereador de São Luís por dois mandatos consecutivos (2004 e 2008). Depois, venceu a eleição para deputado federal pelo Maranhão em 2010. Nas eleições municipais de 2012, candidatou-se a prefeito de São Luís e conseguiu se eleger, quando ninguém esperava. Agora, em 2016, foi reeleito para o cargo no segundo turno das eleições.

Na trajetória vitoriosa que construiu, Edivaldo mostrou que tinha futuro promissor quando foi o vereador mais votado em 2008, com 10.670 votos. Dois anos depois, 2010, Edivaldo candidatou-se a deputado federal obtendo votação recorde de 104.015 votos. Destes, 70 mil votos somente em São Luís, tornando-se o mais votado da capital. Uma surpresa para todos.

edvaldo_5irt9ct

Com a votação consagradora conquistada em São Luís, Edivaldo concorreu à prefeitura no ano de 2012 e venceu nada menos que o ex-governador e ex-senador João Castelo, liderança política experiente e tarimbada no estado. Mesmo sentado na cadeira de prefeito, Castelo foi derrotado por Edivaldo.

Agora, em 2016, Edivaldo disputou a eleição mais difícil da sua vida. Enfrentando um adversário preparado e com o perfil jovem do novo na política, Edivaldo suplantou uma multidão de obstáculos e inimigos e comprovou mais uma vez que é bom de voto, reelegendo-se prefeito de São Luís, saindo consagrado das urnas com 285.242 votos.

Importante destacar que Edivaldo Holanda Júnior foi vitorioso também ao apoiar as candidaturas de Jackson Lago e Flávio Dino para governador.

É com esse histórico de êxito eleitoral e votação crescente que Edivaldo é, sem sombra de dúvidas, uma das maiores lideranças políticas do Maranhão.

edivaldo

E o fenômeno nas urnas que se tornou Edivaldo se deve, além do carisma, retidão, honestidade, acima de tudo a Deus.

Diversidade cultural marca Feira do Livro de São Luís

Com programação para todas as idades e diferentes seguimentos culturais, a Feira do Livro de São Luís (FeliS) disponibilizou ao público nesta terça-feira (8) uma programação que contemplou cinco palestrantes nacionais, intervenções artísticas, exibições de filmes, atividades infantis e exposições voltadas para o tema da leitura. O jornalista e escritor Eduardo Bueno, fez a conferência no palco principal para centenas de pessoas.

“É a primeira vez que participo da Feira do Livro de São Luís, mas já era encantado pela cidade. Antes de vir até aqui, li muito e viajei pela cidade através dos escritos sobre a capital maranhense. Hoje quero partilhar minhas experiências de viagens assim, através dos livros, minhas impressões sobre a cidade e as ligações de São Luís com a história. Quando conhecemos o local onde habitamos, conseguimos promover a mudança deste lugar”, destacou o palestrante.

Antes da conferência, a Praça Nauro Machado foi palco de uma programação voltada para o público infantil, com intervenções durante todo o dia. Uma delas foi o Bolsão de Livros no qual as publicações estão em árvores da Praça. Nelas estão sendo feitos o “troca-troca” de livros, a pessoa pode deixar um e levar outro para casa.

O Pé-de-Livro, no “coração da Feira” recebeu o escritor Ferréz para um bate-papo sobre a juventude de periferia. “A sociedade está com cérebro enferrujado, as pessoas reclamam constantemente que a cabeça dói quando leem alguma coisa que não compreendem. Meu pai, Raimundo, mal sabia ler, lia com dificuldade, mas comprava cordéis e eu vivi com isso dentro da minha realidade. Uma das maiores alegrias para um escritor é quando o leitor se identifica com sua obra e eu escrevo o que vivo”, contou o romancista, contista, poeta e empreendedor Ferréz.

ESCRITORES

Também estiveram presentes no segundo dia de 10ª FeliS os escritores Celso Antunes, Weberson Grizoste e Luciano Pontes. O primeiro facilitou a palestra “Relações Interpessoais e autoestima: a sala de aula como espaço de crescimento integral”, no auditório da Associação Comercial do Maranhão. Grizoste participou de bate-papo literário com o tema “Gonçalves Dias: as várias faces do poeta maior”, no Café Literário, contando com a participação dos professores Dino Cavalcante, José Neres e a pesquisadora Renata Ribeiro.

Já Luciano Pontes ministrou a oficina “Brincar de Contar e Contar de Brincar” na Escola de Cinema – Unidade Vocacional Praia Grande. “Tenho um trabalho mais voltado ao público infantil, mas gosto de entender a infância como um todo, onde adultos também podem estar nesta fase da vida e, por isso, a oficina foi voltada para eles para que se encontrem como crianças”.

A programação do Cine FeliS exibiu “O Beijo da Mulher Aranha” (1985), de Hector Babenco e documentários que revelam a história de grandes artistas maranhenses das artes visuais, são eles: Marlene Barros, Ciro Falcão e Marçal Athayde, com direção de Beto Matuck e Joaquim Haickel.

Teve ainda sessão Panorama Cinema Maranhense, com filmes de cineastas do Maranhão, de várias gerações, que participaram do Festival Guarnicê de Cinema nestes 40 anos, exibindo “Marisa vai ao cinema”, de Murilo Santos, “Periquito sujo”, de Luís Carlos Cintra e Euclides Moreira, “Rosas”, de Ione Coelho e “Anunciada”, de Rita Miranda.

10º FeliS

A 10ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) este ano homenageia o poeta maranhense Gonçalves Dias. Com o tema “Ler a Cidade e suas Memórias”, o maior evento literário do Maranhão vai até o dia 13 de novembro, na Praia Grande. A FeliS ficará aberta das 13h às 22h todos os dias com programações voltadas para todas as idades. O evento é realizado pela Prefeitura de São Luís e tem, como correalizadores, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e a Associação dos Livreiros do Maranhão (Alem).

A programação completa está disponível no Portal da Prefeitura (www.saoluis.ma.gov.br) e no site da Feira do Livro de São Luís (www.feiradolivrodesaoluis.com.br).

Página 20 de 606« Primeira...10...1819202122...304050...Última »