Fechar
Buscar no Site

Othelino Neto lidera comitiva de deputados em visita de solidariedade aos familiares de Rigo Teles

O presidente em exercício da Assembleia,  deputado Othelino Neto (PC do B), esteve em Barra do Corda, na tarde desta quarta-feira (6), acompanhado pelos deputados Edilázio Júnior (PV), Ricardo Rios (PEN), Rogério Cafeteira (PSB) e Rafael Leitoa (PDT), para prestar solidariedade e condolências ao deputado Rigo Teles (PV) e familiares pelo assassinato do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, vítima de crime supostamente de encomenda.

Na oportunidade, o deputado Othelino Neto disse ao deputado Rigo Teles e demais familiares que pediu ao secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, uma rigorosa e ágil apuração do crime. “O secretário Jeferson Portela deslocou-se imediatamente para Barra do Corda logo que foi comunicado do lamentável fato e já tomou todas as providências para que se elucide, o mais rápido possível, esse bárbaro crime”, informou.

O ex-prefeito de Barra do Corda foi assassinado por volta das sete horas da manhã, no Residencial Moradas do Rio Corda, com dois tiros na nuca, quando saia do carro em que se encontrava com seu filho Júnior. Ele recebeu os dois disparos quando estava descendo do carro.

“Meu irmão disse que não viu e nem ouviu nada. Ele só viu nosso pai com a cabeça caída sobre a porta do carro, e achou que ele estivesse passando mal e pediu socorro. Pouco depois que percebeu que ele estava sangrando pelo ouvido. Ele levou nosso pai, imediatamente, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Barra do Corda e depois para o Hospital Macrorregional de Presidente Dura, mas ele não resistiu. Meu pai nunca sofreu ameaça”, relatou Sandra Teles, a mais velha das três filhas mulheres.

Manoel Mariano de Sousa, conhecido por “Nenzim”, tinha 79 anos, deixou seis filhos (três homens e três mulheres) e a viúva Francisca Teles. Nenzim era o mais velho dos cinco irmãos, sendo três mulheres.  Governou Barra do Corda por três vezes, nos períodos de 1996 a 2000, 2004 a 2008 e de 2008 a 2012. Seu filho, Júnior, conhecido por “Vaqueiro da Barra”, perdeu as últimas eleições para o prefeito Eric Castro (PC do B). Ele decretou luto oficial por três dias na cidade.

CLIMA DE COMOÇÃO NO VELÓRIO DE NENZIM

Tão logo a notícia do assassinato de Nenzim se espalhou, uma multidão se dirigiu a casa da família Teles, situada na Avenida Roseana Sarney, no Bairro Trizidela. O corpo só chegou à casa da família Teles para ser velado, à noite, por volta das 19h30, carregado pelos familiares e uma multidão.

“Seu Nenzim não merecia essa crueldade. Sou de outro grupo político, mas me considero amigo da família. Votei nele outras vezes e reconheço que ele transformou Barra do Corda. Perdemos uma grande liderança política, e quem quer que tenha praticado essa crueldade deve pagar por isso. Nenzim deixou uma história na Barra. Não acredito em crime de motivação política”, declarou o vereador Raimundo da Rodoviária (PP), um dos 17 vereadores da cidade.

SEPULTAMENTO

O sepultamento do ex-prefeito Nenzim será realizado na tarde desta quinta-feira (7), às 17h, no cemitério São Francisco, após a celebração de missa de corpo presente, na Igreja Diana Bereta, às 16h, no Bairro Trizidela.

A expectativa é de um clima de comoção e o comparecimento de uma grande multidão no cortejo e sepultamento do ex-prefeito de Barra do Corda, Nenzim.

COMPROMISSO DO GOVERNADOR COM A ELUCIDAÇÃO DO CRIME

Muito abalado, o deputado Rigo Teles não quis dar nenhuma declaração sobre o assassinato do seu pai, limitando-se a informar o que ouviu do governador Flávio Dino a respeito. “Custe o que custar, vamos prender os responsáveis por esse crime, independente de quem quer que seja”, disse o governador Flávio Dino ao deputado.

VISITA DA EX-GOVERNADORA ROSEANA E O SENADOR LOBÃO

Segundo familiares, está prevista a visita da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), do senador Edson Lobão (PMDB) e do deputado federal Sarney Filho (PV) ao velório de Nenzim, durante a manhã desta quinta-feira (07).

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens