Fechar
Buscar no Site

Oligarquia maranhense enterrada no Senado

Por George Marques

A oxigenação na política maranhense chega em um bom tempo. É a primeira vez na história desde a redemocratização que o Maranhão terá três senadores fora do arco político comandado pelo ex-presidente José Sarney (MDB).

Os senadores que deixam o mandato, Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV), foram derrotados na última eleição e estão sem mandato. O maranhense Roberto Rocha (PSDB), eleito em 2014 sob o guarda-chuva de Flávio Dino (PCdoB), rompeu com o governador logo em seguida e se autodeclarou de oposição.

Os estreantes no Senado serão Weverton Rocha, escolhido líder do PDT na Casa e Eliziane Gama (PPS), ambos aliados de Dino.

Ao blog Weverton afirma que tanto ele quanto Eliziane estão abertos para o diálogo com o Roberto Rocha em favor dos projetos para o Maranhão.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Oligarquia maranhense enterrada no Senado”

  1. Pedro disse:

    O povo emprora por mudanças significativas para retirar esses raposas velha do poder, 50 anos a mesma coisa o povo não aguenta mais
    Os velhos da política passou da hora
    De caçar um hospício para se acomodar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens